Blog do Dresch

18 de janeiro de 2017

Secretários de segurança querem receita vinculada

Receita vinculada

Os secretários de Segurança Pública de todos os estados reunidos em Brasília ontem sugeriram ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, uma receita vinculada como Saúde e Educação para ampliar recursos na Segurança Pública, além de cumprimento integral das penas pelos chefes de facções em presídios federais.O secretário de Estado da Segurança Pública de Alagoas, Lima Júnior (foto), participou do encontro com o ministro, cujo objetivo foi o de definir estratégias de combate às organizações criminosas em todo o país, em função dos motins liderados por facções organizadas ocorridos desde o início deste ano. As discussões enveredam ainda pela criação e fortalecimento de núcleos de inteligência nos Estados na tentativa de abortar os planos dos criminosos. Para Lima Júnior, o momento é de unir forças e estancar a ousadia dos criminosos, de forma parceira com o Governo Federal.

 

Para amenizar efeitos da seca

 Uma série de assinaturas de ordens de serviço marcou ontem a iniciativa do Estado que permitem o início dos trabalhos que pretendem atenuar os efeitos da seca em Palmeira dos Índios e região circunvizinha. Pelo menos R$ 3 milhões estão sendo investidos neste esforço integrado. De acordo com o governador Renan Filho durante os atos de assinatura dos trabalhos em Palmeira dos Índios ontem, o enfrentamento da longa estiagem em Alagoas está sendo feita ordenada e planejadamente pelo Governo. Entre as ações, a destinação de carros-pipas da Companhia de Abastecimento de Alagoas (Casal) para abastecer escolas, postos de saúde e moradias. Perfuração de15 poços artesianos, sendo cinco na cidade e dez na zona rural. As ordens de serviço dão conta de um trabalho que vai interligar as barragens do Caçamba à barragem da Carangueja – dando um reforço à barragem do Caçamba. Estas obras de melhorias farão uma inversão de emissão de água entre as barragens, permitindo então a implantação de um novo sistema de abastecimento de água em Palmeira.

 

 

Tensão na diplomacia

 E lá vem mais uma declaração polêmica de Donald Trump, que toma posse na presidência dos Estados Unidos nesta sexta-feira (20). Em entrevista a veículos de imprensa alemães e ingleses, Trump chamou aliança militar criada na Guerra Fria de “obsoleta” e criticou política de refugiados de Merkel: imigração teria sido responsável pelo Brexit. Em função disso, o presidente eleito provocou tensão no meio diplomático ao criticar a Organização do Tratado do Atlântico Norte, a aliança de defesa ocidental criada durante a Guerra Fria.

 

Tensão na diplomacia 2

 

Na entrevista, o magnata também sugeriu uma reaproximação com a Rússia, além de traçar um prognóstico nada otimista para a União Europeia. “Há tempos eu disse que a Otan tinha problemas. Em primeiro lugar, está obsoleta, porque foi criada anos atrás. Em segundo, os países não estão pagando o que deveriam pagar”, afirmou o republicano, referindo-se às contribuições que cabem a cada membro. Ele alega que apenas cinco países têm contribuído, enquanto os EUA respondem por 70% dos gastos do bloco.

Tensão na diplomacia 3

 

As declarações de Trump repercutiram em solo europeu. Segundo o ministro alemão do Exterior, Frank-Walter Steinmeier, seus comentários foram recebidos com preocupação na Otan. “Isso vai contra o que o secretário americano da Defesa disse recentemente em sua audiência em Washington, e teremos que analisar quais serão as consequências para a política americana.” Moscou, no entanto, demonstrou sintonia com o futuro presidente. Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, declarou que há tempos que a Rússia vem dizendo o mesmo.

Susto ao vivo

  Uma jornalista da GloboNews foi atacada ao vivo na madrugada desta terça-feira, enquanto falava na frente de um presídio em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A repórter Larissa Carvalho participava do jornal Edição da Meia-Noite e noticiava um princípio de tumulto na penitenciária, com presos colocando fogo em colchões, quando foi agredida. No meio da fala da jornalista, uma mulher invadiu a transmissão e empurrou violentamente Larissa, que caiu no chão. Um agente de segurança conteve a agressora antes do link ao vivo ser cortado pela GloboNews.

 

Susto ao vivo 2

 

Minutos depois, a repórter voltou ao ar e conversou com o âncora do telejornal. “Está tudo bem. Foi só um susto, mas está tudo bem”, afirmou ao explicar que a agressão partiu de um grupo de familiares de presos, que não concordam com a informação passada pela Polícia Militar de que não há feridos no tumulto. 

 

*********************************************************************************************************

*** Anunciada pelo presidente Michel Temer em dezembro, a permissão para os trabalhadores sacarem recursos integrais de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantida do Tempo de Serviço) ainda gera muitas dúvidas sobre quem tem direito a retirar o saldo e como conferir os valores. 

 

*** A medida vale para as contas que eram inativas em dezembro de 2015. Ainda é preciso confirmar se o governo manteve a regra que considera conta inativa aquela sem depósito há mais de três anos. O depósito equivale a 8% do valor do salário pago ou devido ao trabalhador que tem contrato regido pela CLT — legislação brasileira referente ao direito do trabalho.

 

*** O Ministério do Trabalho afirmou que o calendário de saques será divulgado até 1º de fevereiro. A ordem de liberação deve seguir a data de aniversário dos beneficiários. Conforme o presidente Michel Temer, 86% das contas inativas do FGTS têm saldo inferior a uma salário mínimo (R$ 880). 

*** Para saber se tem uma conta inativa e qual seu saldo, o trabalhador pode consultar o site do FGTS. Para acessar o extrato, é preciso ter em mãos um número de identificação social (PIS/PASEP), encontrado na carteira de trabalho, e uma senha, chamada Senha Cidadão,que pode ser criada no momento do acesso neste endereço 

 

*** No extrato, são informados detalhamento os dados cadastrais e os lançamentos realizados na sua conta vinculada nos últimos 6 meses. Saldo e extrato das contas vinculadas — inclusive inativas — são informadas nessa página.