Roberto Baia

14 de janeiro de 2017

Desvio em Girau

O ex-vice-prefeito de Girau do Ponciano, Severino do Chapéu, denunciou esta semana o ex-prefeito Fabinho Aurélio. Severino afirma que o ex-gestor teria desviado R$$ 485 mil reais da Prefeitura da Cidade. O desvio teria ocorrido durante o ano de 2015, quando a Prefeitura contratou uma empresa para realizar o show junino. O pagamento teria sido realizado anteriormente, mas o show nunca ocorreu e o dinheiro não retornou aos cofres públicos municipais.

Empresa suspeita

A empresa que teria produzido as festividades e recebeu o dinheiro público é a Kriatura Rara Produções e Eventos, que fica localizada em Japaratinga. A razão social é Luiz Gato da Silva Júnior – ME. Por sinal, o proprietário da empresa, com mesmo nome, responde a um processo na 7ª Vara do Trabalho de Maceió.

 

Afronta à população

Severino do chapéu, afirma que esse é apenas um dos desvios da antiga gestão, a qual foi vice-prefeito, mas não concordava com os atos e desmandos de Fabinho Aurélio. “Uma afronta à população da cidade que tem carências nunca atendidas pelo antigo prefeito. Nenhuma festa junina de grande porte foi realizada em Girau do Ponciano no ano de 2015 que justifique esse valor tirado do povo pelo ex-prefeito. Foi mais uma fraude da Prefeitura”.

 

Fim do lixão

O prefeito de Marechal Deodoro, Claudio Filho Cacau, fechou o lixão do município, em um ato realizado na manhã da última sexta-feira (13). O lixo recolhido em toda cidade, a partir de agora, será destinado a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos (CTR) na cidade do Pilar, região metropolitana de Maceió.

 

Danos ambientais

O encerramento dos serviços do lixão de Marechal Deodoro foi determinado pela Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento, Agricultura, Pesca e Aquicultura (SEMMA) após ser constatado que a prática causa impactos ao meio ambiente e danos sociais. O acesso ao lixão foi interditado com correntes, e placas com informes sobre a proibição de depósitos de resíduos no ambiente, foram afixadas. A partir de agora, fica terminantemente proibido depositar qualquer material no local. 

 

Reutilização de resíduos

Caso seja desrespeitado, será arbitrada uma multa no valor que varia entre R$ 500 e mais de R$ 1 milhão. O secretário de Meio Ambiente, Mateus Gonzalez, explicou que o local será recuperado e avaliou as possibilidades estudadas para a reutilização dos resíduos existentes.

 

Saiu do ASA

O goleiro André Athauan não é mais jogador da Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA). O atleta, de 20 anos, entrou em acordo com a diretoria executiva do clube e não permanecerá no elenco Alvinegro para o Campeonato Alagoano 2017.

 

Problema de saúde

O jogador chegou ao time no início de novembro, mas uma lesão no ombro o afastou de alguns treinamentos. O problema persistiu e, por conta disso, a decisão foi tomada. Agora, o goleiro retorna para Santa Catarina, seu estado natal, onde irá realizar o tratamento médico.

Pode voltar

Apesar da saída antes do início do campeonato, a diretoria do ASA deixou aberta uma possibilidade de retorno do atleta para o Campeonato Brasileiro da série C. O ASA estreia no Alagoano dia 22 de janeiro, em Arapiraca, às 16 horas contra o CEO.

 

 

Palmeira dos Índios

 Os quilombolas da comunidade Tabacaria em Palmeira dos Índios serão contemplados com curso de capacitação técnica do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego (Sete).

 

 

 

… O termo de cooperação foi assinado nesta sexta-feira (13), na comunidade Tabacaria, durante a solenidade de entrega das primeiras casas, de um total de 50, que estão sendo construídas na localidade numa parceria entre Caixa Econômica Federal e Instituto Habitar.

 

… Após assinar o documento, o secretário do Trabalho, Sérgio Figueiredo, destacou que o que completa a cidadania de uma pessoa é ter um endereço onde possa retornar após um dia de luta e o trabalho que gere renda para o sustento da família.

 

… O curso de capacitação deverá levar em consideração o potencial produtivo da própria comunidade quilombola, seja na agricultura sustentável, seja na arte de corte e costura, por exemplo, a qual muitas mulheres demonstram habilidade.