Blog do Dresch

22 de maio de 2016

Arapiraca homenageia cirurgião

                   O Cirurgião Vascular Guilherme Pitta foi homenageado esta semana pela Câmara de Vereadores de Arapiraca, pelos relevantes serviços á população daquela cidade. Por indicação da vereadora Amélia Fernandes, Pitta foi agraciado com a Comenda Manoel André, a maior honraria concedida pelos vereadores e pela municipalidade. Ao trabalhar no Hospital Chama, Pitta liderou uma equipe que realizou mais de 200 transplantes renais, a partir de 1999, alcançando o número em 2015. A entrega da Comenda reuniu autoridades do município, vereadores, profissionais médicos e o Secretário Municipal de Saúde, Ubiratan Pedrosa.

Dilma critica Mendes

                   Em entrevista concedida ao jornalista norte-americano Gleen Greenwald, a presidente afastada Dilma Rousseff criticou a postura adotada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes em determinados julgamentos, afirmando que ele possui postura “visivelmente militante”. O comentário de Dilma surgiu ao ser questionada sobre a decisão do ministro em suspender as investigações sobre o senador Aécio Neves, por suspeita de participação no desvio de dinheiro na construção de Furnas. Para Dilma, a suspensão (das investigações) é “estranha porque até agora, que eu saiba, nenhuma investigação foi suspensa” afirmou. Entre os integrantes do Supremo, nem todos têm a mesma posição um tanto quanto efetivamente militante como o ministro Gilmar Mendes. Para ela, todas as atitudes que estão sendo tomadas pelos ministros do STF serão avaliadas ao longo do tempo por todos os brasileiros. A presidente afastada também deu a sua opinião sobre o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afastado da presidência da Câmara dos Deputados. “Ele, inexoravelmente, era, entre aspas, meu aliado. Nós começamos a ter atritos no meu segundo governo. Tivemos atritos sistemáticos. Essa é uma questão importante de ser entendida, por que ele age nas trevas, Ele é muito bom de agir nas trevas” considerou Dilma.


Contra a exoneração na EBC

                   Parlamentares da oposição entregaram na última quinta feira, ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot uma representação contra a exoneração do diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), jornalista Ricardo Melo. A exoneração foi publicada no Diário Oficial no dia 17. “Entramos com esta representação contra o vice-presidente Michel Temer e o senhor Eliseu Padilha por ferir a independência da EBC e da estrutura da comunicação pública de forma ilegal, desrespeitando um mandato, atacando o direito à comunicação e á informação de brasileiros e brasileiras, cassando politicamente o senhor Ricardo Melo” afirmou o deputado Afonso Florence (PT-BA).

Contra a exoneração na EBC 2

                   A deputada Luiza Erundina (PSOL-SP), também signatária da representação, a exoneração do jornalista fere a autonomia e a independência da EBC, uma vez que a escolha do diretor-presidente é feita por um Conselho Curador, composto por 22 membros, sendo 15 da sociedade civil; quatro do governo federal; um da Câmara dos Deputados; um do Senado e um da própria EBC. “Esperamos que os responsáveis por este crime sejam devidamente punidos e assegurem o retorno do presidente da EBC escolhido legitimamente e legalmente constituído nos termos previstos do marco legal que disciplina a criação e o funcionamento da empresa”.

Contra a exoneração na EBC 3

                   Ao receber a representação encaminhada pelos deputados de vários partidos (PT, PCdoB, PSOL, PDT e Rede), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot garantiu que vai examinar a questão apresentada e os argumentos dos parlamentares. Para a deputada Jô Moraes (PCdoB-MG) “o que esta em jogo é o Estado Democrático de Direito. Existe uma lei que assegura a estrutura de uma empresa pública, que contribui para a democratização da informação, e é em torno desse estatuto legal que nós estamos agindo e temos certeza que contamos com o apoio de toda a sociedade”.

As crianças da guerrilha

                   Um anúncio feito pela Procuradoria da Colômbia esta semana mostrou que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) recrutaram 11.556 menores de idade entre 1975 e 2014. A procuradoria alega que isso é crime de guerra e que esta foi a conclusão de investigações que foram realizadas sobre o recrutamento de menores para a guerrilha. O anúncio foi feito logo após o Governo das Farc terem assinado um acordo para a retirada de menores de 15 anos dos acampamentos do grupo guerrilheiro, e a elaboração de um plano para a desmobilização progressiva de todos os que têm menos de 18 anos.

As crianças da guerrilha 2

                  De acordo com a Procuradoria, em 47% dos casos, as Farc conseguiram persuadir os menores a integrar suas fileiras. Além disso, 23% dos menores foram enganados e em 30% houve recrutamento forçado. E ainda 38% dos menores recrutados eram do sexo feminino. Pelo acordo assinado agora, todos os menores que saírem da guerrilha serão considerados vitimas, e os com menos de 14 anos nunca poderão ser considerados responsáveis. O negociador da Farc, Ivan Márquez, disse que existem atualmente 21 menores de 15anos nos acampamentos da guerrilha. O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) dará apoio e acompanhamento aos menores.

 

  • A direção da Polícia Civil estabeleceu uma meta de recuperar nos próximos anos da atual gestão, pelo menos 30 delegacias de polícia. A ideia é reformar e reaparelhar as delegacias garantindo condições adequadas de espaço e contribuindo no combate á criminalidade no estado.
  • E numa primeira etapa do projeto, 14 delegacias serão reformadas. O projeto estabelece três estágios de execução, com a entrega de dez unidades para cada estágio.
  • O projeto atende também as delegacias tanto da capital quanto do interior do Estado.
  • Na capital a direção da Polícia Civil selecionou a Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, além da unidade de Marechal Deodoro também esta inclusa no projeto inicial.
  • No interior, as delegacias de Penedo, Piaçabuçu, Santana do Ipanema, Junqueiro, Delmiro Gouveia, Piranhas e União dos Palmares, além da Delegacia da Criança do Adolescente de Arapiraca que será completamente modificada.
  • Alguns prédios já chegaram a ser vistoriados para detectar os problemas de infraestrutura, assim como as planilhas e projetos de reforma já finalizados.