cotidianoativo

3 de maio de 2016

Mas este caixa não é exclusivo?


Estava eu, no último final de semana, fazendo algumas compras em um supermercado no Farol, próximo à minha casa, quando percebi, indo em direção ao caixa, que um jovem de aproximadamente trinta anos de idade estava passando suas compras no caixa ao meu lado. Detalhe: o caixa em questão tinha uma indicação de exclusividade. Confesso que fiquei sem jeito de questionar o tal comprador “esperto”, mas após a saída do apressado cliente, fui até a funcionária e questionei:

– Mas etse caixa não é exclusivo?

Meio sem jeito, ela respondeu:

– É sim senhor, mas ele insistiu e estava com poucas compras.

Depois da resposta, não discuti. Aguardei minha vez na fila e fui para casa. E vieram as perguntas: até quando manteremos um discurso de imponência em relação aos demais? De ser sempre o primeiro no mundo ao mesmo tempo em que agimos como pessoas desprovidas de educação e sentimento de coletividade? E assim fiquei durante um tempo questionando.

E a reflexão veio: para que possamos avançar como sociedade precisamos lutar contra essa vontade de “levar” vantagem em tudo. Essa vontade se assemelha ao vício em refrigerantes – sabemos que não faz bem, mas não conseguimos resistir à tentação. De nada adianta criticar quem comete grandes ilícitos se cometemos vários pequenos ilícitos todos os dias. Passar as compras em um caixa exclusivo, parar o carro na vaga reservada para gestantes ou idosos, sonegar impostos são exemplos de ilegalidade.

Precisamos nos policiar e evoluir como cidadãos de um mundo veloz, onde a maioria das pessoas tem acesso à informação e são totalmente capazes de diferenciar o certo do errado. Pequenas atitudes podem trazer grandes mudanças. Nós somos o exemplo para as próximas gerações e todos os dias devemos nos perguntar em qual cidade, estado e país nós queremos que nossos filhos e netos vivam no futuro. A mudança na fila do caixa pode ser um começo.

 
* Antonio Moura é secretário municipal de Proteção ao Meio Ambiente de Maceió. É graduado em Administração e Marketing com pós-graduações em Docência do Ensino Superior e em Gestão de Pessoas.