Olívia Cerqueira

28 de abril de 2016

Grupos se preparam para o 24º Festival de Bumba Meu Boi de Maceió

Assessoria

GrupGrupos de folguedo de vários bairros da capital alagoana finalizam preparativos para a 24ª edição do Festival de Bumba Meu Boi de Maceió, evento com data marcada para os próximos dias 13 e 14 de maio. O evento, este ano, tem novo local para acontecer: o estacionamento de Jaraguá, que contar com toda a estrutura de arena com arquibancadas para o público estimado em aproximadamente 20 mil pessoas. As apresentações estão programadas, na sexta-feira e no sábado, para ter início às 7h da noite e serão divididas, respectivamente, entres os participantes do Grupo B, ou de Acesso, ou Grupo A, ou Especial. 

O tradicional festival anual é realizado em pela Prefeitura de Maceió e Governo do Estado através da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) em parceria com a Liga dos Grupos de Bumba Meu Boi de Maceió e conta ainda com apoio cultural do banco Brasdesco. Mais de 20 grupos devem disputar as premiações nas duas categorias. 

No festival, conforme o regulamento do concurso, os bois são avaliados nos quesitos evolução do vaqueiro, evolução do boi, bateria, conjunto, beleza do boi, fantasia e entoada. A comissão julgadora é instituída pela Liga dos Grupos de Bumba Meu Boi e os resultados normalmente são divulgados alguns dias após a realização do festival. 

Na edição passada, o grande campeão do Grupo Especial foi o boi ‘Dragão’, que conquistou os jurados e entusiasmou o público torcedor, ao mostrar com beleza aspectos em comum entre Brasil e China com o tema “China Brasil o Dragão uniu (solta a fera)”. Na segunda colocação ficou o boi Vingador e na terceira ''Cobra Negra'. No Grupo de Acesso, o vencedor foi  'Bumbá Anaconda', seguido pelo 'Águia Dourada', em segundo lugar e 'Rei Bumbá', na terceira colocação. 

Para garantir a beleza e grandiosidade dos espetáculos, os grupos passam meses se dedicando à tradição do bumba meu boi, presente pelo empenho e dedicação dos integrantes em diversas comunidades de Maceió, entre as quais Ponta da Terra, Vergel do Lago, além de Jacintinho, Poço, Jatiúca, Cruz das Almas e Vale do Reginaldo.  

De acordo com o diretor de Políticas Culturais da FMAC, Marcos Sampaio, o festival tem fomentado o protagonismo das comunidades, conforme previsto no Plano Municipal de Cultura. “A prefeitura, através da FMAC, tem incentivado e buscado junto com a Liga a realização do evento, mas que faz acontecer são as próprias comunidades que conhecem o funcionamento e dominam as manifestação do bumba meu boi em Maceió”, destaca Sampaio, reforçando ainda a parceria com o governo do Estado e o Bradesco.