Roberto Baia

27 de março de 2016

Caos em Batalha

A Educação municipal de Batalha, cidade sertaneja, localizada a 183 quilômetros de Maceió, vive um caos absoluto. Para se ter uma ideia, em alguns povoados, crianças na faixa-etária entre 3 e 9 anos de idade estão “estudando” em casas alugadas porque as escolas estão destruídas. Na localidade Timbaúba, a casa alugada não tem sequer condições de abrigar uma família, imagine ser transformada em uma unidade de ensino.

O prefeito da cidade, Aloísio Rodrigues, talvez não saiba da agonia que estão vivendo os pequenos estudantes, ou decidiu cruzar os braços por motivos até o momento desconhecidos.

 

Banheiro fechado

O problema maior está no povoado Manteiga, onde 72 crianças estão sofrendo horrores com o calor e o que é pior: o banheiro da casa foi fechado por ordem, segundo as professoras, do dono do imóvel. Para fazer suas necessidades fisiológicas, as crianças procuram casas de parentes ou terrenos baldios, próximos à escola.

Tem jeito uma coisa dessas???!!!

 

 

Muita grana

Ao que parece, a Câmara municipal de Arapiraca acredita piamente que não existe crise financeira na Prefeitura. Vejamos o release da assessoria de imprensa da Casa, enviado a este colunista: “A Câmara aprovou na sessão ordinária de terça-feira, 22, Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo para abrir no orçamento  vigente, Lei número 3.140/2015, crédito adicional do tipo especial em favor da Agremiação Sportiva Arapiraquense (Asa)”.

 

Agora é lei

De acordo com o projeto, o crédito aprovado é no valor total de R$ 1 milhão e 200 mil, o que representa R$ 100 mil/mês. Conforme prevê o regimento, o projeto retorna para o Poder Executivo e após ser sancionado pela prefeita Célia Rocha (PTB) entra em vigor de imediato.

O Projeto de Lei foi lido em plenário e o presidente da Mesa Diretora, vereador Márcio Marques ((PTB) suspendeu a sessão por dez minutos quando os vereadores se reuniram na sala da presidência. 

 

Todos favoráveis

 

No retorno aos trabalhos, votaram favoravelmente ao projeto, 13 vereadores: Aurélia Fernandes, Fabiana Pessoa, Gilvânia Barros, Professora Graça, Rogério Nezinho, Josias Albuquerque, Márcio Marques, Sérgio do Sindicato, Doge do Queijo, Adalberto Saturnino, Edvânio Correia, Moisés Machado Filho e Fabiano Leão. O vereador Ronald Vital Rios, que se recupera de um acidente e Dr. Fábio (falta justificada por motivo de doença) não compareceram a sessão.

 

Precedente

Como o ASA é um clube particular e, sem dúvida alguma, o Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal abre um precedente para que dirigentes esportivos também reivindiquem esse direito. A não ser que a prefeita Célia Rocha não sancione essa que, na verdade, é simplesmente uma Lei              absurda, diante da crise financeira que se abateu sobre a Prefeitura de Arapiraca.

 

 

Improbidade

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) ajuizou uma ação por ato de improbidade administrativa contra o atual prefeito da Barra de Santo Antônio, José Rogério Cavalcante Farias, e outras três pessoas, todas parentes de primeiro grau do chefe do Executivo daquele município.

 

Desvios de recursos

A família é acusada de desviar recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de valorização dos profissionais da educação (Fundeb) e suspeita de enriquecimento ilícito. Inclusive, uma pousada de luxo está sob investigação. Por meio da propositura da ação, a Promotoria da Barra de Santo Antônio pede o afastamento de Rogério Farias do cargo e a indisponibilidade dos bens dele.

 

Crime em família

No polo passivo da ação, ajuizada pelo promotor de Justiça Vinícius Ferreira Calheiros Alves, além de Rogério Farias, também respondem pela prática de improbidade administrativa José Rogério Cavalcante Farias Filho, secretário de Finanças da Barra de Santo Antônio; Simony de Fátima Bianor Farias, secretária de Saúde; e Joselita Camila Bianor Farias Cansanção, prefeita da cidade de Porto de Pedras. A Jirituba Empreendimentos Turísticos Ltda – ME, uma pousada de luxo localizada naquela região, aparece nas investigações e o Ministério Público desconfia que ela pode ter sido construída com recursos oriundos dos cofres públicos.

 

 

Palhaço Biribinha

Com 58% dos votos, o “Palhaço Biribinha” recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo Para a Cultura, na categoria “Circo”, na última segunda-feira, 21.

O resultado veio a partir dos votos do júri popular, fruto de seu trabalho que vem sendo executado nos últimos anos no interior e na Grande São Paulo.

 

… Teófanes Antônio Leite da Silveira é o ator e diretor por trás de “Biribinha” e é Patrimônio Vivo da Cultura Alagoana e mestre das Artes Circenses.

 

… Ele estava entre as cinco companhias circenses designadas para o Prêmio Governador de SP. A votação ocorreu pela internet durante os últimos dois meses.

 

… O tradicional membro da família Silveira tem cerca de seis décadas voltadas à profissão, envolvendo sempre o teatro em suas aparições no picadeiro.

 

… Nascido na Bahia, porém radicado em Arapiraca, em sua última passagem pelo município, Biribinha trouxe a peça “Sem Você Eu Não Sou Ninguém”. O enredo estava repleto de alegorias e metáforas, indicando que o ser Teófanes não seria nada sem o humano Biribinha. E vice-versa.