Flávio Gomes

22 de março de 2016

Amigos ministros

Do jornalista Jorge Oliveira: “Durante os últimos anos, o Lula foi ocupando os espaços no governo porque há muito tempo a Dilma deixou de governar. Prefere os passeios de bicicletas, a modelagem do corpo; as viagens para o exterior onde se hospeda em hotéis luxuosos e restaurantes requintados ao trabalho de administrar o país para o qual foi eleita por mais de 50 milhões de pessoas. Dilma traiu todos esses eleitores que, enganados ou não, votaram nela para presidente. Agora, por inépcia e incompetência, vê-se prisioneira dentro do Palácio do Planalto que, na verdade, virou um depósito de futuros presidiários. Lula se impôs diante dela. Exigiu um cargo com poderes absolutos. É o mesmo que o José Dirceu exerceu para corromper os políticos e seus comparsas petistas que se envolveram no mensalão. Assusta a nação só em pensar que foi desse gabinete que Dirceu e, depois Dilma, comandaram o maior assalto às empresas públicas do país, cujos responsáveis estão sendo condenados pelo juiz Sergio Moro. O ex-presidente escolheu bem o ministério de onde vai comandar novamente a engrenagem do clientelismo porque é por lá que passam os políticos fisiológicos em busca de um troquinho para as sua campanhas. Acuado pelo juiz Sérgio Moro, ele foi se esconder embaixo da saia da Dilma, uma atitude covarde, humilhante e desprezível para um homem público. De lá, certamente só sairá para confabular com seus amigos ministros do STF, de quem ele se vangloria de tê-los como afilhados.”

Memória

Ontem fez um ano a morte de Divaldo Suruagy, quase sem registro. O que mostra como é curta a memória do povo. Político que era, não foi unanimidade, mas teve carreira vitoriosa: secretário de Estado, prefeito de Maceió, deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa, deputado federal, senador e três vezes governador.

A favor

O movimento “Vem pra rua” disponibiliza, na internet, sua avaliação sobre a posição de deputados e senadores em relação ao impeachment de Dilma Rousseff. Pelo que informa somente três integrantes da bancada alagoana estão a favor da presidente: o deputado federal Paulão e os senadores Renan Calheiros e Benedito de Lira.

Outros

Segundo o “Vem pra rua”, defendem o impeachment os deputados Pedro Vilela, João Henrique Caldas e Cícero Almeida. Estariam indecisos hoje o senador Fernando Collor de Mello e os deputados Maurício Quintella, Arthur Lira, Givaldo Carimbão, Marx Beltrão e Ronaldo Lessa. Interessados podem acessar: mapa.vemprarua.net.

Dependência

A posição do deputado federal Cícero Almeida em favor do impeachment é pública. É o que tem dito em suas entrevistas, alegando que está ao lado do sentimento do povo. Não se sabe se Almeida resistirá a um pedido de Renan Calheiros, líder do seu novo partido, o PMDB, se o senador mantiver a postura contra o impeachment.

Pai da criança

O senador Benedito de Lira (PP-AL) marcou presença na solenidade de assinatura da ordem de serviço para construção e pavimentação da rodovia AL-435, que liga Matriz do Camaragibe a Passo de Camaragibe. É dele a emenda parlamentar que disponibilizou R$ 11 milhões para a obra. O Estado entrará com R$ 1 milhão.

 

Agenda

Claudionor Araújo, secretário geral do PSDB/AL, anuncia uma série de eventos do partido no Estado, a partir de reunião, 6ª feira pasada, de presidentes de diretórios municipais para orientações jurídicas e fiscais visando a eleição. Outros encontros estão agendados, com conteúdo técnico, mas também para definições políticas.

Opinião

Jornalista Pedro Oliveira, em seu blog, sobre o atual quadro político: “A imprensa brasileira comprometida com a ética, não a suja e vendida às verbas podres do governo, está dando uma contribuição inestimável em busca de um Brasil passado a limpo. Ao que parece tudo está muito próximo do fim. Ou de um novo e salutar começo.”

 

 

 

* O Poder Judiciário de Alagoas atuará em regime de plantão de hoje a domingo, 27, por conta da Semana Santa, em Maceió e no interior, segundo expediente publicado no Diário da Justiça Eletrônico. O expediente volta à normalidade na 2ª feira, 28.

*A Prefeitura de Maceió decidiu prorrogar o prazo para pagamento da cota única do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), inicialmente fixado para o dia 18, para o dia 31 de março. A prorrogação é válida apenas para o pagamento em cota única.

*A Escola Superior da Magistratura de Alagoas promove hoje, às 14 horas, em sua sede, na Rua Cônego Machado, debate sobre violência contra a mulher. Haverá palestras da presidente da Almagis, juíza Fátima Pirauá, e da delegada Fabiana Leão.

*O governo de Alagoas promove, até hoje, atividades referentes ao Dia do Artesão, no Museu à República, na Avenida da Paz. É uma oportunidade para se conhecer um pouco do artesanato alagoano, considerado um dos mais diversificados do Brasil.

*Será realizado hoje, em Arapiraca, um novo mutirão contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, comandado pelo Comitê de Combate à Dengue, da Secretaria Municipal de Saúde. Devem ser mobilizadas cinco mil pessoas.

*A vitória de 3×0 sobre o Murici reafirmou que o CSA, ainda invicto, é o favorito para o título de campeão alagoano neste ano. O CRB deixou a desejar, de novo, na vitória de 2×1 sobre o Coruripe, e o ASA mais ainda, no empate de 1×1 com o Santa Rita.

 

“É caso de polícia”

 José Padilha

 Diretor do filme “Tropa de Elite”, em entrevista à revista “Veja”, na qual diz que o PT e as empreiteiras montaram uma quadrilha para lesar os cofres públicos