Edmilson Teixeira

10 de março de 2016

Mata Grande, clima eleitoral em cena!

O partido Democratas aposta na candidatura de Jean Gomes no município sertanejo de Mata Grande. Jean resolveu agora tirar um mês de férias do Banco do Brasil, órgão que ele gerencia na cidade de Matriz de Camaragibe/AL, a fim de se dedicar na formação de candidatos em seu bloco político.  Entende Jean, que muitos eleitores por lá temem famílias tradicionais que reinam Mata Grande há muito tempo e que tentam permanecer no poder, dando a palavra de ordem. E o pior, diz; mergulharam Mata Grande no atraso, sobretudo surrupiando o dinheiro público, conforme tem noticiado os jornais por meio de punições aplicadas pela Justiça.

 

Mata Grande – opiniões

O maior tesouro de um povo é a sua liberdade. Poder opinar, escolher, curtir, compartilhar, sermos ouvidos e ouvirmos outras opiniões. O clima de eleições se aproxima e é em momento como este que algumas pessoas tentam roubar a nossa liberdade, a nossa dignidade, o nosso direito de escolha. Não adianta vir com opressão e ameaças. É em momentos assim que precisamos mostrar a nossa força” comentou Jean.

 

Mata Grande – liberdade

Todo um alerta foi feito ao eleitor matagrandense nas redes sociais, pelo pré-candidato Jean. Publicou ainda: “Precisamos mostrar que a nossa liberdade não está à venda. Que ninguém poderá tirar o nosso direito de decidir o que é melhor para nós e para nossa família. O direito de falar e ser ouvido, sem ameaças, chantagens ou violência. Portanto, se você se sentir ameaçado, ofendido ou perseguido, fale com a gente. Estaremos prontos para denunciar e fazer valer o seu direito de cidadão. Viva a Liberdade. Viva o direito de escrever a sua história”.  

Major Izidoro

Prefeita Santana Mariano vai disputar uma terceira eleição em seguida nesse período de quatro anos. É que em outubro de 2012 conquistou o pleito eleitoral. No final de 2013, teve que se afastar, visto que o TRE/AL teria anulado a eleição por conta de irregularidade existente na ficha cadastral de seu vice, Adovaldo Albuquerque Alves, o Doca. Aí houve outra disputa, a chamada eleição suplementar no dia 31 agosto de 2014. Santana saiu vencedora mais uma vez, desta feita tendo como vice; Henry do Amaral.  A próxima missão será em outubro que vem, onde a prefeita busca alcançar um segundo mandato.  

Ocasião

A Justiça Eleitoral  convoca um novo pleito sempre que o candidato eleito com mais de 50% dos votos tiver o registro indeferido ou o mandato cassado por prática de alguma irregularidade ou crime eleitoral, de acordo com o Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965, artigo 224), ou de delito previsto na Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990). No caso de Major Izidoro, a questão foi ligada exclusivamente ao vice, Doca.

Indígenas

Cláudia Petuba, secretária de Estado de Esporte disse que dialogou na terça-feira, com a comunidade indígena. “Sentamos com representantes de diversas etnias do nosso estado. Um dos pontos da pauta foi à realização da primeira edição dos Jogos Indígenas que será a nível estadual e nacional. O povo alagoano, da mesma forma que o povo brasileiro, é uno, somos todos iguais! Fortalecer nossa diversidade cultural e de tradições, vista nesta perspectiva, não nos divide, mas nos fortalece coletivamente enquanto civilização!” disse.

Marechal Deodoro

Prefeito Cristiano Matheus (PMDB) continua mantendo em sigilo o nome de seu sucessor para assumir o trono na Prefeitura. Faz questão de dizer que está subordinado a opinião do senador Renan Calheiros, que deve escolher o candidato para a tal missão. Enquanto isso, os opositores estão unidos em torno do nome do vereador Cacau. O deputado Sérgio Toledo tem sido um dos grandes articuladores dessa candidatura, até porque ele é  sogro do Cacau.

Cajueiro

O ex-prefeito Palmary Neto, agora filiado ao PMDB “dos Calheiros em Alagoas”, desponta como grande candidato para impedir a reeleição da prefeita Lucila Toledo. Todo um trabalho vem sendo articulado, a fim de escolher o vice da chapa. Provavelmente seja o jornalista Zé Carlos do PT, que já tentou duas eleições, mas só “bateu na trave”. Como alternativa B, segundo informações, é a atual vice-prefeita, Ana Cláudia, também do PMDB. Ana Cláudia até que ensaiou uma candidatura própria, mas só que a ordem que veio do presidente do Senado, Renan Calheiros é que a chapa seja encabeçada por Palmery, até porque o ex-prefeito vem liderando nas pesquisas internas.  

Vale do Mundaú – crédito 

Ministério da Agricultura foi comprovar por meio de análises técnicas nos municípios de Santana de Mundaú e Murici, a qualidade das frutas que são comercializadas com o selo orgânico, por oito agricultores daquela região. Com o resultado, ficou constatado: as frutas das propriedades visitadas nesses dois municípios são totalmente livres de resíduos químicos, contendo todos os benefícios de um produto orgânico. 

Vale do Mundaú – parceria

Segundo Valdelane Tenório, gestora do APL Fruticultura no Vale do Mundaú, os testes foram feitos na produção nas áreas certificadas nos dois municípios por meio de amostragem aleatória. A gestora lembrou, ainda, que o Sebrae/AL, foi o principal responsável pelos resultados desses produtores orgânicos, por oferecer consultoria tecnológica de 12 Unidades Demonstrativas, o que trouxe uma vida mais saudável para eles e seus consumidores. 

Histórico 

APL Fruticultura no Vale do Mundaú foi criado em 2008, com o nome de APL Laranja no Vale do Mundaú. Mas, com a introdução de outras frutas, ganhou o nome atual em 2012. O arranjo faz parte do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL), coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) em parceria com o Sebrae/AL. Fazem parte do arranjo os municípios de Branquinha, Ibateguara, Murici, Santana do Mundaú, São José da Laje e União dos Palmares