Edmilson Teixeira

6 de fevereiro de 2016

Penedo

Interessante é que o MP/AL impediu a Prefeitura de Penedo de realizar com dinheiro público o Carnaval deste ano, alegando a crise financeira enfrentada pelo município, mas não barrou o milionário evento que o próprio órgão fez agora no mês de janeiro, para celebrar durante três dias, a Festa de Bom Jesus dos Navegantes. A farra girou em torno de 2 milhões de reais, conforme revelou o prefeito Március Beltrão; que inovou trazendo artistas de peso como: Luan Santana e Wesley Safadão.  

Palmeira dos Índios

Roberto Gonçalves em seu blog (Cada Minuto) afirma que o radialista Djalma Lyma, da Rádio Palmeira FM que pertence ao grupo político de deputado estadual Edval Gaia Filho (PSDB) foi demitido sumariamente por telefone, na manhã de quinta-feira, pelo diretor geral da emissora radialista Arivaldo Maia. O comunicador é proprietário do portal Todo Segundo, na cidade e encomendou uma pesquisa de intenções de votos ao Instituto Data Consulta, e aproveitou o microfone para divulgar o resultado, que aponta o vereador Júlio Cezar (PSB) na dianteira.   

Palmeira dos Índios – time


Num momento em que ainda não houve convenções partidárias e que muitas candidaturas e coligações não estão definidas, o Data Consulta levou em consideração os nomes que são ventilados nos bastidores políticos como prováveis candidatos a sucessão do prefeito James Ribeiro (PSDB). Os pré-candidatos pesquisados foram: Júlio Cezar (PSB), Rodrigo Gaia (PSDB), Edval Gaia-Pai (PMDB), Francisco Tenório (PMN), Alcineide Nascimento (PR), Sheila Duarte (PT), Antônio Fonseca (PMDB), Luciano da Carpil (Pros), Flávio Targino (PRTB) e Dra Verônica Medeiros (PSDB).

Contagem 

Julio Cezar aparece com 34% das intenções de voto – uma vantagem de 28 pontos sobre a secretária de planejamento Dra Verônica Medeiros (PSDB), que aparece na segunda colocação com 06 pontos percentuais. De acordo com o Data Consulta, Alcineide Nascimento (PR) e Luciano da Carpil (Pros), não pontuaram. Júlio Cezar está em campanha desde o ano passado, razão pelo qual seu nome aparece em situação privilegiada.

Tapa buraco

“O radialista Djalma Lyma, é natural de Piranhas, é bastante conceituado e conhecido nos meios de comunicação da região e dirige o portal Todo Segundo. O profissional apresentava um programa semanal de grande audiência e tirava férias dos comunicadores, bastante experiente e versátil, era uma espécie de “stand by” na emissora da família Gaia lá em Palmeira dos Índios” diz Roberto Gonçalves.

Delmiro Gouveia

Depois de mais de 100 anos de muitos altos e baixos, a Fábrica da Pedra, localizada no centro da cidade de Delmiro Gouveia, pode não resistir à crise econômica que assola ao país. Talvez o pré-anúncio disso tenha ocorrido na manhã de segunda-feira última, quando a indústria têxtil teve a energia cortada pela Eletrobras em todo o parque industrial, por falta de pagamento.

Delmiro- razão

Segundo o blogueiro Jota Silva (Minuto Sertão) o débito de um mês, no valor de R$ 1,1 milhão, foi o motivo da concessionária de serviço cortar o fornecimento elétrico da Fábrica da Pedra, que por conta disso parou, mantendo apenas parte funcionando, com a ajuda de geradores. Diz que o Museu da Pedra, pertencente à fábrica, também ficou sem energia. Antes mesmo de ter a energia interrompida, a indústria vinha parando o setor de tecelagem, três ou quatro dias por semana, por falta de demanda no estoque.

Dimensão

Os cerca de 600 operários da Fábrica da Pedra, estão assustados com a possibilidade de perderem o emprego. “Fico imaginando o que será de mim e dos outros trabalhadores, caso a fábrica não consiga sobreviver a esse momento de crise que vive nosso país. Não estou nem conseguindo mais dormir direito, pensando nisso”, disse um funcionário, que preferiu não ter o nome divulgado. O comércio da região também anda aflito com a debilitação da fábrica.  

Canapi

A boa notícia da semana para o povo de Canapi, é que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da Superintendência Regional de Alagoas, autorizou, na terça-feira, o início das obras de pavimentação do trecho da BR-316, entre o povoado Carié, em Canapi, e a cidade de Inajá, em Pernambuco. As obras de implantação e pavimentação do trecho de 49 quilômetros da rodovia federal serão executadas pelo consórcio Ápia-Convap-Consol e deverão ser concluídas no prazo de dois anos e seis meses.

Emprego e renda

O prefeito de Canapi, Celso Luiz (PMDB), participou da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço e deixou certo com as construtoras participantes do consórcio que o escritório-sede será montado em Canapi, o que resultará na geração de centenas de empregos diretos e indiretos, aumentando significantemente a arrecadação de impostos no município.

Trio municipal

O trecho da BR-316 passa pelos municípios de Canapi, Inhapi e Mata Grande e é o único da referida rodovia que não é pavimentado, embora seja importante via de escoamento da produção na região. A pavimentação dessa estrada é uma reivindicação antiga da população que já realizou vários protestos em busca de soluções.