Roberto Baia

14 de janeiro de 2016

Grande liderança

O ex-prefeito Cícero Pinheiro (PMDB) continua sendo a grande liderança de Campo Grande no Agreste Alagoano. Em 2012, contra tudo e todos, quase foi eleito, não obtendo êxito por uma pequena diferença de 100 votos. Em 2014, elegeu todos os candidatos que apoiou e tem agora em 2016 o total respaldo do Governador Renan Filho (PMDB) e do Senador Renan Calheiros (PMDB) para retornar ao comando do município.

 

 Desistência

O atual prefeito Miguel Higino (PP) que chegou a ser afastado por mais de seis meses do cargo de prefeito de Campo Grande, anunciou que não irá mais disputar a reeleição. O ex-prefeito Arnaldo Higino, por sua vez, se encontra enquadrado na Lei da Ficha Suja, por ter tido reprovadas suas contas no TCE/AL o que foi homologada pela Câmara Municipal de Vereadores, conforme noticiado pelo site do TER/AL.

 

 James estadual em 2018?

O Prefeito de Palmeira dos índios, James Ribeiro (PSDB, está preparando terreno para ser candidato a deputado Estadual em 2018. Para isso, já está contatando lideranças políticas no Agreste, a exemplo de dois ex-prefeitos, que possuem um bom reduto eleitoral. Como perguntar não ofende, como ficaria situação do seu cunhado, o deputado estadual Edival Gaia Filho (PSDB)?  

 

Vai fechar

A Prefeitura de Arapiraca emitiu ontem uma Nota Oficial com a finalidade de esclarecer alguns pontos relacionados à atividade de abate e comercialização de animais no município, cujo antigo matadouro será fechado por determinação do MP.

Diz a nota: “Atendendo a uma determinação do Ministério Público e demais órgãos de controle sanitário e ambiental, como a Adeal e o IMA, promoveu a operacionalização privada do matadouro frigorífico, pois a atividade não é de caráter público e não cabe mais à prefeitura investir ou subsidiar essa atividade”.

 

Licitação

“A Frigovale Alagoas é uma empresa privada, que venceu processo de licitação para a concessão do espaço para a atividade que inclui a prestação de serviço de abate e a comercialização dos subprodutos”.

“Entendendo que a nova dinâmica para o abate de animais para consumo numa empresa licenciada, destinada a essa operação, envolveria custos maiores para os produtores, a Prefeitura de Arapiraca tomou todas as providências possíveis para auxiliar os pequenos marchantes e fateiras, como a manutenção dos serviços de transporte e as diligências junto à Frigovale, para reduzir na medida do possível  os custos dos produtos a serem adquiridos no frigorífico.

 

Antigo matadouro

Na nota oficial a Prefeitura assegura que “é de responsabilidade do município zelar pelo cumprimento das normas e atender às determinações legais nas esferas social, sanitária, ambiental e trabalhista nessa atividade.

“Nesse sentido, as atividades de abate que ocorrem no antigo matadouro público de Arapiraca deverão acontecer somente até o dia 18 de janeiro de 2016, data em que esse estabelecimento será definitivamente fechado, conforme determina o Ministério Público e orientam os demais órgãos de controle”.

 

Frigovale

A Prefeitura de Arapiraca também informou que a empresa Frigovale irá retomar suas atividades a partir do dia 20 de janeiro de 2016, dentro das condições já estabelecidas no contrato.

A cidade de Arapiraca está sendo organizando uma grande festa para receber, no próximo mês de maio, a passagem da Tocha Olímpica.

Tocha Olímpica

Em reunião ocorrida na manhã de quarta-feira (13), a Tocha estará na cidade na última semana de maio.

O encontro para definir os detalhes do evento aconteceu na sala de reuniões do Centro Administrativo Municipal.

Os trabalhos foram coordenados pela secretária de Planejamento, Cícera Pinheiro, que reafirmou o compromisso da gestão da prefeita Célia Rocha em fazer um grande evento em Arapiraca.

 

Comitê

A reunião contou com a presença dos gerentes regionais do Comitê Organizador da Passagem da Tocha Olímpica, Rian Maia e Filippo Faria, além das secretárias de Cultura e Turismo, Tânia Santos; Esportes e Lazer; de Indústria e Comércio e Serviços, Myrka Lúcio, bem como de representantes da Secretaria de Educação e de outros órgãos da prefeitura, 3º Batalhão Militar, Corpo de Bombeiros, SMTT, e de escolas particulares de Arapiraca.

 

Igreja Nova

Os agricultores irrigantes dos perímetros irrigados do Boacica, em Igreja Nova (AL), e do Itiúba, em Porto Real do Colégio (AL), têm agora uma chance de renegociar junto à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) seus débitos referentes ao K1, uma tarifa paga pelos agricultores pela implantação da infraestrutura de irrigação de uso comum. O prazo de renegociação se encerra em 2 de fevereiro de 2016 e aqueles que não procurarem a Codevasf poderão ter as dívidas executadas na Justiça, correndo o risco de ter o fornecimento de água suspenso e o lote retomado pela Codevasf.

 

 

… “Essa é uma tarifa que representa uma contraprestação do produtor pelos investimentos realizados pela Codevasf para a infraestrutura de irrigação de uso comum do perímetro irrigado”, informa Roberto Machado, chefe do Setor de Cobrança da Codevasf em Alagoas.

 

“Ele explica que em 2002 o Ministério da Integração Nacional extinguiu a cobrança da tarifa de água K1 para agricultores irrigantes com lotes em perímetros públicos de irrigação de Alagoas e Sergipe e que os débitos em negociação se referem a dívidas geradas antes da extinção da tarifa.

 

 … “O que havia de débito de K1 até junho de 2002 deveria ter sido pago pelo agricultor. Muitos já quitaram seus débitos de K1 e hoje não há mais a cobrança dessa tarifa para esses lotes. Em contrapartida, outros lotes ainda possuem valores a vencer, pois mesmo não havendo mais a cobrança desde 2002, esses débitos foram renegociados”, diz Machado.