Blog do Dresch

27 de maio de 2015

O Papa surpreende mais uma vez

                   O Papa Francisco surpreendeu mais uma vez em entrevista concedida ao jornal argentino “La Voz del Pueblo”, afirmando que não assiste televisão há 25 anos e que não navega na internet. A decisão de se manter longe da TV, foi tomada devido a uma promessa à Virgem Maria. “Eu não assisto televisão desde 1990. É uma promessa que fiz a Nossa Senhora na noite de 15 de Julho de 1990. Eu disse a mim mesmo: Isso não é prá mim” explicou. Mesmo sem assistir a programação, ele sempre dá um jeito de ficar a par da situação do San Lorenzo, seu time do coração.

O Papa e suas surpresas 2

                   Para ficar a par dos resultados dos jogos do San Lorenzo e da sua posição na tabela de classificação, ele conta com o auxílio de um membro da Guarda Suíça que o mantém informado. Francisco atribui á quantidade enorme de tarefas que tem diariamente o motivo pelo qual deixou de lado o noticiário. “Estou sob pressão. No momento eu sinto a carga do trabalho. Tenho um forte ritmo atualmente. Há mil coisas a serem feitas e muitos problemas”, explicou o Papa. Segundo ele, não tira férias desde 1994 e diz sentir falta de poder caminhar pelas ruas de Buenos Ayres e sair para comer uma pizza.

Rodovias elevam custo

                   A má qualidade das rodovias brasileiras utilizadas para o transporte da produção agrícola (principalmente dos grãos em geral) eleva o custo operacional para o escoamento em 30,5% em média. Essa é a conclusão de uma pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Ainda segundo a avaliação, o custo nas regiões Norte e Nordeste aumenta mais, passando para 48,3%. No Sul e Sudeste o aumento chega a 26% nos custos operacionais. De acordo com a pesquisa, a malha rodoviária brasileira deixa a desejar em relação a concorrentes mundiais na exportação de soja e milho. Segundo a CNT o país tem 1,7 milhão de quilômetros de rodovias. Deste total, 12,4% ou 213 mil quilômetros estão pavimentados. Isso corresponde a 25 quilômetros de pavimentação para cada mil quilômetros quadrados de território. Esse índice é, em média, 18 vezes menor que o norte-americano e 14 vezes menor que o chinês. Segundo os técnicos da entidade, as deficiências das estradas causam alto consumo de combustível, desgaste acelerado da frota de veículos e maior índice de acidentes. Isso onera os custos e altera o preço do frete. Ainda de acordo com a CNT, as ferrovias, por serem mais seguras, econômicas e menos poluentes do que as rodovias seriam mais apropriadas ao perfil geográfico brasileiro. Mas é um tipo de transporte pouco utilizado e com oferta insuficiente. O transporte por hidrovias é mais barato e tem boa movimentação de carga, adequado para produtos com baixo valor agregado como as commodities, porém tem baixa velocidade e reduzidas disponibilidade e frequência.

 

Uma nova indústria

                   Uma das líderes mundiais na fabricação de esmaltes, pigmentos e aditivos cerâmicos, a espanhola Esmalglass confirmou a instalação da sua segunda unidade industrial no Brasil, no Polo de Marechal Deodoro. Ela vai ocupar uma área de 80 mil m2 e deverá gerar cerca de 200 empregos diretos. Segundo seus diretores, a perspectiva é de que as obras da fábrica sejam iniciadas em 120 dias. A outra fábrica esta instalada em Criciúma (SC). Em Alagoas a empresa receberá os incentivos do Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), terá o apoio dos técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e submeterá o projeto ao Conselho Estadual de Desenvolvimento (Conedes).

Dengue vai crescer

                   O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, reforçou o apelo para que a população brasileira continue auxiliando os agentes sanitários na prevenção e combate aos focos do mosquito Aedes Aegypti, e que continue fazendo a sua parte nos procedimentos domésticos contra a dengue. Mas o Ministro afirmou que, infelizmente, o número de casos da doença vão aumentar no país. “Temos 745 mil casos registrados até o dia 18 de Maio e sabemos que esse número aumentará, porque continuam chegando novas informações epidemiológicas. O Brasil vive uma situação de epidemia concentrada em nove estados” disse o Ministro.

Dengue vai crescer 2

                   Segundo informações do Ministério da Saúde, foi observada uma redução nos casos de dengue em alguns estados como São Paulo, Maranhão, Amazonas e Espirito Santo. Mas em outros estados a situação agravou-se. Chioro pediu que os serviços públicos e privados de saúde mantenham o cuidado com a identificação dos casos e possíveis agravamentos da doença, “principalmente para casos de suspeita de dengue que tenham dor abdominal constante e vômitos persistentes, para que se possa ter um menor número de casos graves e de óbitos” disse o Ministro.

Dengue vai crescer 3

                   Além de pedir pelo apoio da população no combate à doença, Chioro destacou ainda que os cuidados com a dengue são os mesmos para evitar a febre chikungunya, que apesar de ser menos graves, tem sintomas mais persistentes. Atualmente os casos da doença estão concentrados principalmente em duas áreas distintas: no estado do Amapá e nos arredores da cidade de Feira de Santana, na Bahia. Nessas duas regiões foram registrados mais de 2 mil casos este ano.

 

  • Alagoas pretende ter uma presença efetiva em mais uma edição da Brazil National Tourism Mart (BNTM), uma das mais importantes feiras internacionais de Turismo que acontece no Centro de Convenções de Fortaleza (CE) a partir de amanhã (28) até o Domingo (31).
  • Na sua 24ª edição a BNTM Nordeste é organizada pela Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), presidida atualmente pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, Jeanine Pires.
  • No estande alagoano, além dos roteiros turísticos os visitantes irão se deparar com a nossa gastronomia, o artesanato de várias regiões do estado e as opções ofertadas pelo setor hoteleiro.
  • Oito empreendimentos hoteleiros estarão presentes na Feira, além de técnicos da Secretaria, e das regiões turísticas Costa dos Corais, Lagoas e Mares do Sul e região metropolitana de Maceió.
  • A BNTM é uma excelente oportunidade ainda de negócios com operadoras nacionais e internacionais, contribuindo com o desenvolvimento turístico do Nordeste em geral.
  • Também acontecerão seminários de capacitação, divididos em diversos segmentos temáticos, rodas de negociações e diversas apresentações culturais.