30 de abril de 2015

Epicondilite

A dor na face lateral ou medial do cotovelo é chamada de epicondilite. O nome vem da saliência óssea do local que se denomina epicôndilo.

A dor vem da inflamação dos tendões que aí se inserem (se grudam). Como a região é pobre em vasos a irrigação sanguínea fica deficiente e a dor persiste em geral tornando-se crônica.

Podemos considerar como uma doença por movimentos repetitivos que não necessariamente são de grande esforço.

É também chamada de cotovelo de tenista a dor lateral e de golfista (em menor frequência) a medial.

Movimentos de torcer, bater, cortar com a mão fechada e rodando para fora ou para dentro. Torcer roupa, bater com martelo, cortar com tesoura, apertar parafusos ou porca, fazem com que a dor apareça. O aperto de mão em uma saudação faz a dor aumentar.

Pode também ser desencadeada por um trauma no local.

O diagnóstico precoce e o tratamento imediato e eficaz é muito importante porque a possibilidade de cronicidade é grande. Quando o diagnóstico é feito corretamente e o tratamento idem a cura é rápida. O contrário quando o caso se torna crônico o tratamento fica difícil e demorado.

Alguns profissionais ainda se utilizam do uso de corticosteroides. Hoje contraindicado devido não produzir melhora da circulação local, tem cristais grandes em sua constituição o que pode danificar o tendão com ruptura parcial ou total.

Fisioterapia, acupuntura, corticosteroide sistêmico (intramuscular), ante inflamatório não hormonal, analgésico, cremes locais. Alongamentos. Caso nada surta efeito hoje temos tecnologia avançada com tratamento por ondas de choque.