Flávio Gomes

18 de abril de 2015

Abdicação de fato

De Alberto Goldman: “A indicação do vice presidente, Michel Temer, para comandar as articulações políticas do governo Dilma Rousseff, compondo o grupo dirigente com Eduardo Cunha e Renan Calheiros, presidentes da Câmara e do Senado, foi um passo decisivo da presidente na direção da renúncia de direito do exercício da presidência, já que a renúncia de fato acaba de se concretizar.  É um ato sem volta, ‘point of no return’, já que Eduardo e Renan não são, de direito, demissíveis e Michel não o será, de fato. Passa a comandar a República uma troika peemedebista, um conjunto de políticos que não recebeu do povo a delegação para dirigir o país e, pois, sem a necessária legitimidade para governar e enfrentar o futuro. Assim, caiu no colo do PMDB o exercício do poder no Brasil.  Não foi isso que as urnas determinaram, não era isso que o povo desejava.  É inaceitável.  Dias difíceis nos aguardam. Esse roteiro é complementado pela condução da economia, entregue de forma absoluta, ao ministro Joaquim Levy.  Aí, também, a presidente renunciou de fato, entregando a ele a tarefa de tirar o país do buraco. Mais uma razão para o afastamento de direito da presidente, que não governa mais o país…”

Será?

Até aliados se queixam de Renan Filho pela contenção excessiva de despesas, como deixar de nomear para cargos em comissão e economizar em questões básicas, de pouco impacto financeiro. Deles, o deputado Ronaldo Lessa é o único a se manifestar publicamente. Estaria em curso um programa do tipo “Alagoas Sem Pressa”?

Estranho

Intriga o silêncio de entidades dos servidores públicos estaduais quanto ao fato de o governo não dar nenhum sinal quanto ao reajuste salarial. Em gestões anteriores, a indiferença oficial às vésperas da data base implantada no governo Téo Vilela (mês de maio) já teria causado reivindicações públicas. Ou está todo mundo ganhando bem?

Crise

Segundo o deputado Pedro Vilela, vice-presidente da Comissão de Minas e Energia da Câmara, 83 usinas de açúcar fecharam suas portas no Brasil, de 2008 a 2013, gerando desemprego, perda na arrecadação e pobreza. Ele diz que muitos municípios passam por grave crise econômica e há risco de mais usinas fecharem suas portas.

Retrocesso

Goste-se ou não do empresário Luiz Otávio Gomes, é unanimidade reconhecer que ele foi o eixo da gestão de Téo Vilela, quando comandou a Secretaria do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico. A prática mostra que colocar Planejamento com Gestão Pública e Desenvolvimento Econômico com Turismo não tem dado resultados.

No páreo

Roberto Mendes Filho, advogado e atual presidente da Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas, teve seu nome lançado para presidente da OAB/AL, por um grupo de oposição à atual direção da entidade. A eleição para sucessão do presidente Thiago Bonfim será realizada na segunda quinzena de novembro deste ano.

Desestímulo

Leitor desta “Conjuntura” registra que, por conveniência política, a presidente Dilma Rousseff, ao nomear para o Turismo o ex-deputado Henrique Eduardo Alves, sem nenhuma identificação com a atividade, demonstra desapreço ao setor. E, mais ainda, ao anunciar, no mesmo dia da posse, a redução de recursos do ministério.

Opinião

Do jornalista Carlos Sardenberg: “Poucos anos se passaram e, além da corrupção, se verifica que a Petrobras da era PT foi jogada numa trilha de má gestão e desperdício. Espantosa má gestão: não é fácil, por exemplo, gastar R$ 2,7 bilhões em projetos de duas refinarias para se concluir que, desculpa aí, eram inviáveis.”

 

*A La Maison, revendedora Peugeot em Maceió, promove hoje a apresentação do mais recente lançamento da marca: o crossover Peugeot 2008, com direito a demonstração. Das 8 às 14 horas, na loja da La Maison, na Avenida Durval de Góis Monteiro, 6131.

*Hoje tem Recital Literário no Teatro Jofre Soares, no Sesc Centro, em outra iniciativa de apoio à literatura poética, com abordagem de diversos temas, através de declamações e apresentação musical. Às 17 horas, com acesso gratuito. Contato: 0800 284 2440.

*A Universidade Federal de Alagoas sedia, de hoje a 3ª feira, 21, o 19º Fórum Nacional de Entidades de Pedagogia, no Centro de Educação. O evento é para estudantes de Pedagogia, licenciaturas e participantes de movimentos sociais.

*Em comemoração ao Dia do Índio, celebrado amanhã, a secretaria estadual da Cultura promoverá atividades culturais. Hoje, membros da tribo Kariri-Xocó se apresentam no Memorial à República, em Jaraguá; amanhã, na orla de Ponta Verde.

*O Iate Clube Pajussara anuncia para hoje, às 21 horas, a festa comemorativa do seu 63º aniversário de fundação, com a Orquestra Social Dance. Durante a festa haverá nova posse da diretoria, reeleita em 27 de março e encabeçada por Moacir Albuquerque.

*Algumas atrações do programa “MPB em Foco”, às 11 horas de hoje, na Educativa FM: “Abre Alas – Canções de Ivan Lins” sucessos de Clara Nunes, Gal Costa, Maria Bethânia e Paulinho da Viola e homenagem à Banda alagoana “Vibrações”.

* Ironia: o CRB ganhou duas vezes seguidas do CSA, mas, além de vencer dois jogos que lhe restam,  depende do rival para passar à fase semifinal do Campeonato Alagoano. O CRB pega CEO e Coruripe; o CSA enfrenta CSE e ASA, que são do grupo do CRB.

A campanha de vacinação contra a Papilomavírus Humano (HPV) continua até o dia 24 de abril. A Secretaria Municipal de Saúde de Maceió (SMS) está com um posto volante, no Shopping Pátio Maceió, das 14h às 20h, em frente à loja Zoolo. A vacinação previne o desenvolvimento de câncer do colo do útero. O público-alvo a ser imunizado são as meninas com idade entre 9 e 11 anos (11 anos, 11 meses e 29 dias). 


 

A opção política não significa nada. O que importa é o notório saber jurídico e o caráter ilibado.”

Álvaro Dias

Senador do PSDB/PR, defendendo a nomeação do advogado Luiz Edson Fachin, notório eleitor do PT, para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal