Flávio Gomes

15 de abril de 2015

Crise de representatividade

Do senador José Serra (PSDB/SP), em “O Estado de São Paulo”: “… A crise de representatividade da democracia brasileira, cujo primeiro sinal foram as manifestações populares de meados de 2013, chegou ao seu ponto máximo neste semestre. Tudo de ruim veio junto, começando pela percepção generalizada do estelionato eleitoral. Reeleita, Dilma não conta com um fator que costuma beneficiar um novo governante: o crédito de confiança. Como dispor dele, depois de quatro anos de tropeços que só agravaram a herança recebida do governo Lula-Dilma? Herança que, diga-se, já não era leve no início de 2011: real supervalorizado, déficit externo crescente, rigidez fiscal, investimentos industriais em declínio e subinvestimento na infraestrutura. E isso tudo se dava apesar da notável bonança externa, derivada do boom de preços de nossas commodities. Paradoxalmente, esses preços elevados serviram para desequilibrar ainda mais a economia brasileira. O panorama hoje é especialmente perverso: queda da produção; inflação renitente, com viés para cima; déficit público em ascensão, caminhando para 8% do PIB; déficit externo idem, rumo aos 4,5% do PIB; juros siderais e desemprego como drama anunciado. A cereja amarga desse bolo maligno fica por conta do monitoramento feito pelas agências internacionais de risco. Os petistas já devem andar com saudades do FMI… A má notícia é que atravessaremos, sim, dias difíceis. A boa notícia é que os críticos relevantes dessa governança capenga entendem que não há saída fora das regras da democracia, essa respeitável senhora de 30 anos. Eventuais tentações autoritárias revelam-se, isso sim, é no discurso dos poderosos de turno. Mas, como diria o poeta Mário Quintana, também eles ‘passarão’ e o regime democrático ‘passarinho’. E ele canta bons amanhãs.”

Lugar comum

Na semana passada esta Conjuntura revelou que, como os antecessores Ronaldo Lessa e Téo Vilela, Renan Filho aluga jatinhos e helicópteros em sua locomoção. Em seu blog, no portal Cada Minuto, Luís Vilar, baseado no Portal da Transparência, cita o empenho 2015NE00103, de R$ 96.876,26, em favor da Sotan Taxi Aéreo.

Explicação

Luís Vilar argumenta: “O fato chama atenção porque uma das medidas de Renan Filho é a busca por cortar gastos”. Em contato com o governador, ele ouviu do próprio Renan Filho, como justificativa: “O governador do Estado precisa de uma aeronave para se deslocar e dar cumprimento à sua agenda”.

Mais uma

Aliás, foi num jatinho alugado que o governador viajou a Brasília, na 3ª feira à tarde, para diversos compromissos. Hoje Renanzinho tem encontros no DNIT, na Codevasf, no Ministério da Saúde e no Ministério das Minas e Energia. Nessa última audiência vai tentar que sejam feitos investimentos na Eletrobras Alagoas.

Rolo

Dispensa de licitação serve normalmente a interesses não recomendáveis. Esse negócio, inclusive, vez por outra complica a vida dos seus protagonistas. No segundo mandato de Téo Vilela abusou-se dessa prática, principalmente na Educação. Mas há sempre um dia atrás do outro. E agora até o ex-governador se vê metido na enrascada.

Chaga

Dados da Secretaria Municipal de Assistência Social indicam: há 135 crianças em situação de rua em Maceió. A vereadora Teresa Nelma (PSDB) aponta as consequências de tal situação: “Como não há uma ação efetiva e organizada do poder público a este segmento social, são negados direitos básicos como saúde e educação”.

Escapada

Ilimar Franco: “O clima entre o vice Michel Temer e o presidente do Senado, Renan Calheiros, pode ser medido pela definição do futuro do atual titular do Turismo, Vinícius Lages. Foi oferecida a presidência da Infraero, mas Renan se negou a tratar do assunto. Ele ficou repetindo o mantra de que quer reduzir o governo e, por isso, não trata de cargos.”

Opinião

Do senador Aloysio Nunes, favorável à redução da maioridade penal: “Políticas sociais, educação, prevenção e assistência social são medidas que, aplicadas no universo da população jovem, terão o condão, efetivamente, de reduzir a violência. Mas, em determinados casos, é preciso uma punição mais eficaz do que aquelas preconizadas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.”

 

* A controladora-geral do Estado de Alagoas, Maria Clara Cavalcante Bugarim, mediará hoje, na sede do Conselho Federal de Contabilidade, em Brasília, palestra sobre transparência na gestão pública. Com participação do ministro Joaquim Levy, da Fazenda.

*Hoje, às 14 horas, haverá debate sobre redução da maioridade penal no 3º período de Direito da Ufal, no Campus A.C. Simões. O evento, iniciativa do Centro Acadêmico Guedes de Miranda, terá participação os professores André Sampaio e Elaine Pimentel.

*A Uncisal realiza hoje, das 9 às 12 horas, em sua sede, inscrições para novos alunos, com mais de 50 anos de idade, interessados em participar do projeto Universidade Aberta à Terceira Idade. As aulas são gratuitas e se iniciam no próximo dia 5 de maio.

*Até 30 de abril estão abertas as inscrições à Expofísica 2015, que homenageia o Ano Internacional da Luz. Há dois estandes previstos: “A física da dança” e “A luz na ciência, tecnologia, natureza e cultura”. Contato: tereza@fis.ufal.br / 3214.1433.

* Durante o mês de abril a Mostra Curta Alagoas exibirá curtas-metragens produzidos por alunos do Ateliê Sesc de Cinema, no Teatro Jofre Soares. Ao todo serão sete filmes. Sempre às quintas-feiras, às 19h30m. Entrada franca. Informações: 0800 284 2440.

*Até o próximo domingo,19 de abril, dois mil pontos de venda participam da promoção Liquida Geral Maceió. R$ 30,00 reais em compras dão direito a cupom para concorrer a dois carros, 18 geladeiras e 18 TVs. Iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas.

*O CRB está dando duro para compensar a derrota de 1×0 para o CEO na estreia no Campeonato Alagoano. Contra o Coruripe alcançou a quarta vitória. Hoje, o desafio é o Ipanema, às 16 horas, fora de casa. Outro jogo de hoje: Coruripe x Murici, 16 horas.

 

“O governo Lula/Dilma ainda tem maioria no Congresso. Embora frágil, ela impede a solução para crise.”

Roberto Freire

Presidente do PPS e deputado federal (SP), sobre o impeachment da presidente Dilma