Flávio Gomes

2 de abril de 2015

Sobre maioridade penal

Trechos de nota subscrita por Gary Stahl, representante do Unicef no Brasil, a propósito do debate sobre redução da maioridade penal no país: “Com o mandato de acompanhar a implementação da Convenção sobre os Direitos da Criança, da ONU, o Unicef se declara contra a redução da maioridade penal. Primeiro porque a redução da maioridade penal está em desacordo com o que foi estabelecido na própria Convenção, na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. Segundo porque essa é uma decisão que, além de não resolver o problema da violência, penalizará uma população de adolescentes a partir de pressupostos equivocados. No Brasil, os adolescentes são hoje mais vítimas do que autores de atos de violência… Em sua grande maioria, são meninos negros, pobres, que vivem nas periferias das grandes cidades… É perturbador que um país como o Brasil esteja tão preocupado em priorizar a discussão sobre punição de adolescentes que praticam atos infracionais registrados ocasionalmente, quando torna-se tão urgente impedir assassinatos brutais de jovens cometidos todos os dias…”

De novo

A mais nova estocada do governador Renan Filho na gestão do antecessor, Téo Vilela, se deu em reunião com o MP e o Fórum Permanente de Combate à Corrupção de Alagoas: “Nós tínhamos um estado opaco, agora as pessoas já podem voltar a acompanhar as informações. O que precisamos é ampliar ainda mais a transparência”.

Na moita

Teotonio Vilela Filho não tem se dado ao trabalho de responder às eventuais e sutis críticas do seu sucessor. Para muitos, o ex estaria esperando Renanzinho completar 100 dias de gestão, prazo comumente dado para avaliação dos gestores públicos, para então se pronunciar; para outros, a indiferença faz parte do jeito Téo de ser.

No mais…

O interessante é que, pelo desmonte do seu grupo político, por conta da sua desistência de disputar o Senado e do seu desprezo às cinco pré-candidaturas ao governo dentre os aliados, Téo Vilela deu a impressão de apoiar, “por baixo dos panos”, a candidatura de Renan Filho em 2014. Acusação que ele repudia, apesar de algumas evidências.

Possibilidade

O deputado federal Ronaldo Lessa (PDT/AL) tem reafirmando não se interessar, de modo algum, em concorrer à Prefeitura de Maceió. Só se for numa extrema pressão. Mas, empolgado que está com a vivência no Congresso Nacional, dá a entender que em 2018 uma candidatura ao Senado seria possível-, depende das circunstâncias.

Razões

A Prefeitura de Maceió justifica o adiamento do reordenamento do Centro (“retirada dos camelôs”, no dizer popular), previsto para ontem, pela “necessidade de se reprogramar a ação em si”. Maneira sutil de dizer que a ação foi cancelada por pressão política e pelo temor de graves problemas, por iminente confronto entre os interessados.

Mercado

Aumentou muito, nos últimos dois meses, a procura pelo gás natural veicular. A Algás, inclusive, está incentivando a reabertura de alguns pontos de instalação que foram desativados e a implantação de outros. Para Arnóbio Cavalcanti, presidente da empresa, isso tem tudo a ver com os reajustes dos preços da gasolina e do álcool.

Sem limites

A mais nova do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, “O Honesto”: “Se tem um brasileiro indignado, este sou eu… A Petrobras é uma empresa de alta governância, mas se teve corruptos lá dentro, não foi uma totalidade, mas uma ou outra pessoa que deve pagar o preço por ter enganando o povo brasileiro”. Termina ganhando o Prêmio Nobel do cinismo.

 

*Ganhou destaque, nacionalmente, uma faixa colocada ontem na passarela em frente ao Centro Educacional Antônio Gomes de Barros, na Avenida Fernandes Lima, a mais movimentada de Maceió e principal acesso à cidade: “1º e abril – Dia da Mentira – Dia da Dilma”.

*Hoje, no Maceió Shopping, 20h30m, haverá a cantata “Jesus Vive”, como parte da programação de Páscoa. Além disso, até domingo a praça de eventos tem brincadeiras e oficinas artísticas para as crianças. Lojas, praça de alimentação e cinemas funcionam normalmente.

*Programação de hoje da Arquidiocese de Maceió: 9 horas – Missa dos Santos Óleos; 19 horas – Missa da Santa Ceia do Senhor e Lava-pés (Início do Tríduo Pascal), seguida de Vigília Eucarística; 21 horas – Trasladação do Santíssimo Sacramento, em procissão.

* A secretaria estadual da Cultura recebe, até 15 de abril, inscrições para o IV Edital de Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas, com premiação de R$ 45 mil. Informações: www.cultura.al.gov.br / 3315.7868.

* Também estão abertas inscrições do XXI Prêmio Brasil de Economia, para trabalhos emMonografia de Graduação, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado, Artigo Técnico ou Científico e Livro de Economia. Informações:www.cofecon.org.br/pbe.

*O Iate Clube Pajussara realiza em 18 de abril, às 21 horas, a festa comemorativa do seu 63º aniversário de fundação, com a Orquestra Social Dance. Durante a festa haverá nova posse da diretoria encabeçada por Moacir Albuquerque, reeleita em 27 de março.

*O CRB enfrenta hoje, às 19h30m, no Trapichão, contra o Amadense, de Sergipe, com vantagem para passar à próxima fase da Copa do Brasil. Depois tem dois jogos seguidos contra o rival CSA, pelo Campeonato Alagoano, e precisa vencer ao menos um deles.

 

“Eles fazem tudo aquilo que pensavam que nós fazíamos”

Eduardo Cunha

Presidente da Câmara dos Deputados, filiado ao PMDB, referindo-se ao PT