Flávio Gomes

31 de março de 2015

Opinião de Giannotti

Trechos de entrevista do filósofo José Arthur Giannotti, da (USP), a Vasconcelos Quadros, no portal IG, onde diz não acreditar que nova onda de manifestações possa gerar mudanças de impacto na política e nem que aconteça impeachment de Dilma Rousseff.  “A tendência é por um acordão. Se botar todo mundo na cadeia, o legislativo para de legislar, as empreiteiras param de funcionar e o salto pra frente de desenvolvimento, com obras de infraestrutura, não acontece”; “A Dilma, teimosa, vai à ponta do abismo, mas não salta. E ela está fazendo o que? Se reaproximando do Lula – com quem estava rompida – e juntando-se ao PMDB. Provavelmente teremos um novo governo Sarney (José Sarney/1985-1990). Estamos fadados a mais quatro anos de pasmaceira”; “O Lula seria o grande beneficiário do impeachment e poderia vencer a eleição, ele ou alguém da esquerda”; “Você viu Fora Dilma, Fora PT, mas não Fora Lula”; “A Lava Jato é fundamental, tende a avançar, mas na hora em que começar a julgar e as denúncias forem para a CPI, o acordão vai pegá-la, vai absorvê-la. Não creio que possamos ter no Brasil uma operação como foi a Mão Limpas, na Itália”; “Eu não creio em impeachment. É um processo que pede base jurídica e política. Base jurídica dificilmente vai haver e mesmo havendo, a menos que tenhamos uma corrosão social, esse Congresso não vai votar impeachment”.

Reverência

A missa do 7º dia do falecimento de Divaldo Suruagy, 6ª feira passada, já havia começado quando chegou um idoso, andando com dificuldade, amparado por duas filhas. O cidadão veio do interior exclusivamente para a missa. Uma filha explicou: “Ele disse que teria de vir de qualquer jeito. Sempre disse que Suruagy foi o maior político de Alagoas”.

Universal

Além, naturalmente, de familiares, amigos e antigos correligionários, à missa de Suruagy compareceram antigos adversários políticos que também privavam da sua amizade. Dentre eles, o ex-deputado estadual Alcides Falcão, sempre oposição na ALE, e o ex-deputado federal José Costa, de quem Suruagy ganhou a disputa ao governo, em 1982.

Alternativa

O senadorFernando Collor protocolou a PEC 32/2015, instituindo o parlamentarismo no Brasil. Ele justifica: “Há mecanismos do parlamentarismo que, além de amenizar as crises, estreitam a relação popular, a começar pela possibilidade de dissolução da Câmara e a convocação de novas eleições em momentos de instabilidade política e institucional”.

Explicação

O presidente do Senado, Renan Calheiros, indicou Vinícius Lages para ministro do Turismo. Mas alega que não pode defender a permanência dele: “Nomear, exonerar ou pedir me coloca em contradição com a defesa que tenho feito da redução de Ministérios. Seria incoerência inominável. Não posso entrar no processo. A decisão não é minha!”

Para todos 

Ao determinar a soltura do sargento PM Esmeraldino Bandeira o desembargador José Carlos Malta Marques argumentou que a Operação Lei Seca não tem exceções: “Principalmente, por seus integrantes mais representativos. E deve ser feita e aplicada, impessoalmente, dirigindo-se e atingindo a todos, independentemente do status pessoal, como aliás vem acontecendo.”

Banda voou

Com licença da palavra, domingo passado estava uma verdadeira esculhambação a orla marítima de Maceió, entre Pajuçara e Jatiúca. As calçadas, então… Pedestres tinham de desviar de carros de ambulantes, bicicletas, motos e skates, em movimento acima do normal. O prefeito Rui Palmeira bem poderia dar uma passada por lá, qualquer domingo desses.

Mercado

A Braskem e a Embalixo apresentaram na Feira Internacional de Plástico, em Orlando, Estados Unidos, o primeiro saco de lixo com matéria-prima renovável comercializado no mercado norte-americano. O produto é feito com polietileno verde, criado a partir do etanol da cana-de-açúcar, pela marca Green Garbage Bags – Renewable para o mercado internacional.

Opinião

Do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), a Monica Weinberg e Thiago Prado nas “Páginas Amarelas” de “Veja”: “Certas alas do governo continuam com as mesmas opiniões de quando eram oposição. Ficam defendendo besteiras, como o controle da mídia. Essas antas despreparadas usam a democracia para destruir a democracia.”

 

* A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, secional Alagoas, deu conhecimento, ontem, do falecimento de Antônio Geraldo Maciel, pai do advogado Fernando Maciel, ex-secretário da entidade. O sepultamento foi no Cemitério Parque das Flores.

* Hoje é o último dia de pagamento do IPVA de veículos de placas finais 3 e 4. Para quem quiser pagar de forma parcelada – em até seis vezes – a primeira cota vence hoje está prevista para o dia 31 de março. No pagamento da cota única há desconto de 10%.

*A Prefeitura de Maceió alerta que acaba hoje o prazo de pagamento da cota única ou da primeira parcela do IPTU. Para quem optar pelo parcelamento, o imposto pode ser pago em até 10 vezes. Para obter 2ª via ou mais informações: http://www.maceio.al.gov.br/.

*Tem início hoje, no Maceió Mar Hotel, o curso Estratégias Empresariais, promovido pelo Sebrae em Alagoas e que tem outras quatro etapas, nos dias 08, 15, 22 e 28 de abril, das 14h às 22h. OO curso também oferece consultoria individual personalizada.

*Até domingo, 5 de abril, a praça de eventos do Maceió Shopping tem programação para crianças, na promoção “A Praça dos Mestres Coelhos”, com oficinas de contação de histórias e de artes, cineminha e outras atividades. Os eventos são gratuitos.

* Mais um episódio a demonstrar o quanto o futebol é imprevisível: o CSA precisava ganhar do Murici, domingo, empatava em 0x0 e era vaiado pela torcida. Ganhou com um gol aos 46 minutos do 2º tempo e saiu de campo aplaudido, como líder do seu grupo.

“Quem vai fazer impeachment? Deputados que estão denunciados?”

Carlos Lupi

Presidente nacional do PDT, demitido do primeiro governo de Dilma Rousseff por suspeita de d corrupção