<![CDATA[ Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas ]]> <![CDATA[Governo de Alagoas lança curso a distância nesta quarta]]> Os servidores do Executivo alagoano ganharão mais uma opção para se capacitarem, com o lançamento oficial, nesta quarta-feira (26), do curso de Aperfeiçoamento na Administração Pública, primeira iniciativa de ensino a distância para os funcionários públicos estaduais alagoanos.

Solenidade de lançamento ocorrerá às 9h, no hotel Jatiúca, com a participação do secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), Fabrício Marques Santos, e representantes do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

O curso, que tem o intuito de aperfeiçoar os conhecimentos relacionados aos princípios da administração pública e de rotinas administrativas em geral, é fruto de um convênio firmado pelo Governo de Alagoas e o IDP, que promoverá a capacitação para 450 servidores alagoanos, principalmente os que estão no interior do Estado.

As aulas serão disponibilizadas num ambiente virtual de aprendizagem por um prazo de 40 dias.

“A Educação a Distância é um grande passo para a qualificação profissional do funcionalismo alagoano. A partir de agora, os alunos contarão com mais flexibilidade de horário, muito mais autonomia e metodologias inovadoras. O curso em si traz uma ementa muito atual e constante para os que fazem parte do serviço público”, afirma o secretário Fabrício Marques.

]]>
<![CDATA[Veja 27 jogos e aplicativos pagos para Android que estão temporariamente grátis]]> Alguns aplicativos pagos acabam não recebendo o público que merecem, mesmo que seus preços não sejam muito caros, só pela barreira de não serem gratuitos. Muitas pessoas preferem não pagar por apps por vários motivos, o que pode incluir a simples impossibilidade técnica de não terem cartão de crédito para tal.

Para permitir que o público entre em contato com alguns desses aplicativos pagos, o Google Play está com uma promoção de vários apps que tiveram seu preço reduzido a zero. Exatamente. Temporariamente, os aplicativos abaixo estão gratuitos.

A lista abaixo foi publicada inicialmente pelo Android Police. O Olhar Digital verificou todos os links na tarde de terça-feira, 25, para assegurar que os apps estavam realmente grátis no momento da publicação. Estão incluídos jogos e aplicativos utilitários com as mais diversas funções.

Aplicativos

  1. Auto Optimizer: preço original: R$ 8,49
  2. Screenshot Pro (License) – preço original: R$ 8,49
  3. Weight Checker PRO – preço original: R$ 2,39
  4. Astro Music Plus – preço original: R$ 11,99
  5. Root Call Blocker Pro – preço original: R$ 4,99
  6. Sonic Loops Pro – preço original: R$ 3,14
  7. Notícias por Notificações PRO – preço original: R$ 2,99

Jogos

  1. Drawtopia Premium – preço original: R$ 6,99
  2. Shovel Commandos – preço original: R$ 3,39
  3. UniVR Pixel Runner – preço original: R$1,79
  4. Survival Online GO – preço original: R$ 23,99
  5. Coin Princess V – preço original R$0,99
  6. MNUM – preço original: R$ 2,59
  7. Felinia's World – preço original: R$ 3,09
  8. The Doom Beneath – preço original: R$ 7,49
  9. Dungeon Defense – preço original: R$ 2,69
  10. AsterMiner – preço original: R$ 2,79
  11. Galactic – preço original: R$ 3,19
  12. Shovel commandos 2 clicker – preço original R$ 2,89

Personalização e pacotes de ícones

  1. 3D Steampunk Travel Pro lwp - preço original R$0,99
  2. Aspire Ux S8 - Icon Pack - preço original R$0,99
  3. Fantasy Forest 3D Pro lwp - preço original R$0,99
  4. MaterialCor for Zooper - preço original R$4,09
  5. Wallzy Pro - preço original R$1,49
  6. Elegant Analog Watch Face - preço original R$1,49
  7. Lustre Icon Pack- preço original R$6,99
  8. Photo Watch 2 - preço original R$2,99
]]>
<![CDATA[Aplicativo da Uber agora permite envio de mensagem ao motorista]]> A Uber adicionou uma boa novidade em seu app. Agora, usuários poderão trocar mensagens com o motorista do carro.

A função, que chegou no final da última semana, promete ser uma maneira simples de comunicação. Vale lembrar que já era possível realizar uma ligação para o motorista.

Agora, com a função de mensagens de texto, a comunicação fica mais fácil para os usuários. Assim como já acontece com as ligações, o número de telefone do motorista e do passageiro não são exibidos um ao outro. Isso garante a privacidade de ambos.

Para iniciar uma conversa por texto, o usuário deve, após pedir seu Uber, clicar em “Contatar”. O chat estará disponível somente antes que a viagem comece—outra forma de garantir que não haverá qualquer tipo de contato indevido por qualquer uma das partes.

Para usar o chat como forma de comunicação, tenha a versão mais atualizada do app instalado em seu smartphone.

]]>
<![CDATA[Spotify pode estar desenvolvendo hardware para ouvir músicas]]> O Spotify pode estar se preparando para ampliar o mercado para hardwares dedicados, como fones de ouvidos, smartwatchs e pulseis fitness exclusivos do streaming de música.

De acordo com um anúncio de emprego, a empresa está procurando por um “Gerente de Produto Sênior” para trabalhar em um projeto de incluir a experiencia do Spotify através de dispositivos de hardware totalmente conectados.

O anúncio cita produtos semelhantes, como o Pebble Watch, Amazon Echo e Snap Spectacles. A empresa também fala que está se concentrando em áreas como desktops, TVs, alto-falantes, carros, wearables, fones de ouvido e integrações com aplicativos de parceiros para tornar Spotify disponível em qualquer lugar.

A ideia de um hardware dedicado ao Spotify faz muito sentido, tanto que o aplicativo já ganhou espaço em dispositivos de outras marcas. O Samsung Gear S3, por exemplo, tem um aplicativo do Spotify que transmite músicas e foi originalmente destinado a armazenar música localmente para reprodução offline.

Antes do Pebble ser vendido para a Fitbit, a empresa também estava trabalhando em um dispositivo Android, habilitado para GPS, chamado Pebble Core. Seu grande recurso seria o suporte para Spotify, que também poderia reproduzir faixas armazenadas localmente para treinos.

Além disso, o Lifebeam Vi, um par de fones de ouvido com capacidade cardíaca, é capaz de se conectar com o Spotify para sincronizar listas de reprodução rápida durante os treinos. De acordo com o CEO da Lifebeam, Omri Yoffe, o objetivo a longo prazo é que as faixas do Spotify consigam se alterar para corresponder à intensidade de seu treino.

]]>
<![CDATA[Usuários de iPhone agora têm uma nova forma de usar WhatsApp]]> A Siri, assistente da Apple, não possui tantas integrações com aplicativos de terceiros como a Alexa, da Amazon, e o Assistente do Google. No entanto, desde que a empresa abriu a plataforma, no ano passado, os usuários ganharam novos recursos.

Em sua mais recente atualização, o WhatsApp incluiu duas novas formas de usar o app: agora é possível enviar mensagens usando o comando de voz e também utilizar a Siri para ler as mensagens recebidas em voz alta.

Com as configurações ativadas, o simples comando “E aí, Siri, leia minha última mensagem do WhatsApp" fará com que a assistente abra o aplicativo e leia o texto mais recente que você recebeu. O recurso garantirá uma maior segurança no trânsito, uma vez que os usuários estarão menos tentados a ficarem olhando para o celular enquanto dirigem.

Para usar o ditado da Siri, o smartphone precisa estar executando o iOS 10.3 ou uma versão mais recente. A atualização do WhatsApp também inclui ajustes visuais nas abas de “Ligação”, “Dados do Contato” e “Dados do Grupo”, além da possibilidade de apagar várias atualizações de status de uma vez só.

]]>
<![CDATA[Marco Civil da Internet pode perder força com novas leis, dizem pesquisadores]]> Neste domingo (23), completam-se três anos da sanção da Lei 12.965/14, o Marco Civil da Internet, apontado como referência mundial para as legislações que tratam da rede mundial de computadores. Os princípios da lei – especialmente a garantia da neutralidade da rede, da liberdade de expressão e da privacidade dos usuários – foram estabelecidos para manter o caráter aberto da internet.

A pesquisa O Brasil e o Marco Civil da Internet: o estado da governança digital, do Instituto Igarapé, organização dedicada a temas de segurança, justiça e desenvolvimento, indica que projetos de lei no Congresso Nacional que alegam a necessidade de facilitar investigações criminais põem em risco direitos como o da privacidade e o da liberdade de expressão.

Entre as propostas apontadas pela publicação como ameaça ao Marco Civil está o Projeto de Lei 215/2015, que exigiria, se aprovado, que todas as empresas de internet armazenassem informações do usuário como nome, CPF e endereço residencial. Também exigiria que essas empresas fornecessem as informações à polícia em investigações criminais sem ordem judicial, o que teria um efeito prejudicial para normas de privacidade online.

Segundo o autor do estudo, o pesquisador do Instituto de Política Internacional da Universidade de Washington Daniel Arnaudo, em maio de 2016, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre Crimes Cibernéticos aprovou seu relatório final recomendando projetos que contestam o Marco Civil.

“O relatório inclui uma iniciativa que permitiria a expansão da retenção de dados de usuários por aplicativos e provedores de internet (PL 3.237/2015) e outra que autorizaria o acesso a endereços de IP [protocolo de internet, código usado na transmissão de dados entre as máquinas em rede] em investigações criminais sem ordem judicial (PLS 730/2015)”, diz o autor, na pesquisa.

Para o cientista político e professor do curso de relações internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) Maurício Santoro, o Marco Civil da Internet é uma lei com relevância global, que trouxe avanço considerável ao que se tinha, tendo sido amplamente debatido pela sociedade. Ele também avaliou que há uma série de ações no Congresso que podem enfraquecer o Marco Civil. “O que mais me assustou foi a CPI sobre crimes cibernéticos com um discurso contra o marco civil”.

]]>
<![CDATA[WhatsApp desenvolve recurso que agrupa imagens em álbum]]> O WhatsApp está prestes a lidar de uma forma muito mais inteligente com as imagens que são enviadas por meio do aplicativo. O app deverá passar a agrupar e criar álbuns de fotos enviadas em conjunto, racionalizando o processo que é capaz de bagunçar completamente uma conversa.

Atualmente, se você manda uma série de imagens para algum contato, o app não possui uma forma de agrupamento. Isso significa que se você enviar 20 fotos de uma vez, você vai deformar completamente a janela de chat. Ou seja: se você quiser voltar a ver o que estava sendo conversado antes das imagens, você vai ter que rolar a tela por um tempo.

De acordo com o perfil WABetaInfo, que destrincha cada atualização do aplicativo atrás de novidades, a versão 2.17.20 do WhatsApp traz a função de criação de álbuns. Quando você envia cinco ou mais imagens de uma vez, o app automaticamente agrupa as fotos, que podem ser apreciadas separadamente do chat, o que ajuda a manter a ordem no chat.

Por enquanto, o recurso ainda está desativado. Isso significa que é necessário hackear o aplicativo para ativá-lo, o que não é recomendável. É provável que as próximas atualizações do app tragam a ferramenta de forma oficial, mas nunca é possível garantir que recursos experimentais cheguem à versão final do app.

]]>
<![CDATA[Cientistas descobrem planeta considerado promissor para a busca de sinais de vida]]> A última edição da revista “Nature” apresenta a descoberta de LHS 1140b, um planeta que circunda a estrela LHS1140, na constelação de Cetus, a 39 anos-luz de distância do nosso Sistema Solar, e apresenta características que o tornam um forte candidato para que os cientistas o explorem mais detalhadamente atrás de evidências de vida extraterrestre.

A órbita do planeta é vista praticamente de perfil aqui da Terra e os cientistas são capazes de analisar detalhes de sua composição quando ele passa em frente à LHS1140, bloqueando um pouco de sua luz, o que acontece a cada 25 dias.

Para a existência de vida da forma como nós a conhecemos, um planeta deve ter água líquida na superfície e manter uma atmosfera. O planeta LHS1140b está no meio da chamada “zona habitável” de sua estrela, onde é possível existir água líquida.

A LHS 1140 é uma anã vermelha, menor e mais fria do que o nosso Sol. Assim, embora o LHS 1140b esteja dez vezes mais próximo da sua estrela do que a Terra do Sol, ele recebe apenas metade da luz solar que recebemos aqui. Quando estrelas vermelhas anãs são jovens, elas emitem uma radiação que pode ser prejudicial para as atmosferas dos planetas que as orbitam. Mas, no caso da LHS1140, sua radiação é menor que a de outras estrelas de pouca massa.

Maior que Terra

Os astrônomos estimam que a idade do planeta deve ser de pelo menos 5 bilhões de anos. Eles também concluíram que ele tem um diâmetro 1,4 vez maior do que o da Terra - quase 18 mil quilômetros. Mas com uma massa em torno de sete vezes maior que a Terra e, portanto, uma densidade muito maior, isso implica que o exoplaneta é provavelmente feito de rocha, com um núcleo de denso de ferro.

O tamanho grande do planeta significa que ele pode ter tido um oceano de magma fervente em sua superfície por milhões de anos. Este mar fervente de lava poderia produzir vapor para a atmosfera muito tempo depois que a estrela perdeu brilho, reabastecendo a superfície do planeta com água.

Para os autores, esta super-Terra pode ser o melhor candidato para futuras observações para estudar e caracterizar sua atmosfera, se ela de fato existir. "É o exoplaneta mais emocionante que vi na última década," disse o autor principal Jason Dittmann do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica. "Dificilmente poderíamos esperar um alvo melhor para realizar uma das maiores procuras da ciência - buscar evidências de vida além da Terra".

"As condições atuais da anã vermelha são particularmente favoráveis - a LHS 1140 gira mais lentamente e emite menos radiação de alta energia do que outras estrelas similares de baixa massa", explica outro membro da equipe, Nicola Astudillo-Defru, do Observatório de Genebra, na Suíça.

]]>
<![CDATA[Asteroide passará próximo à Terra nesta 4ª, mas não há risco de colisão]]> Um asteroide de mais de 600 metros de diâmetro passará nesta quarta-feira (19) perto da Terra, sem que isso implique qualquer perigo, informou a Nasa.

"Apesar de não existir nenhuma possibilidade de o asteroide entrar em colisão com nosso planeta, [ele] estará muito perto para um objeto espacial deste tamanho", afirmou a agência espacial americana em um comunicado.

Chamado 2014-JO25, o asteroide mede aproximadamente 650 metros de diâmetro e passará a 1,8 milhão de quilômetros da Terra, ou seja, algo menos do que cinco vezes a distância entre o planeta e a Lua.

A última vez que o 2014-JO25 se aproximou da Terra foi há 400 anos, e ele não voltará a passar perto por cerca de 2.600 anos.

O objeto espacial passará próximo ao planeta depois de ter se esquivado do Sol e, em seguida, continuará seu caminho até Júpiter, antes de voltar para o centro do Sistema Solar.

Toutatis

Em 2004, Toutatis, um asteroide muito maior - 4,6 km de comprimento por 2,4 km de largura, com forma de amendoim - passou a 1.549.719 km, ou seja, quatro vezes a distância entre a Terra e a Lua.

A Nasa também considerou que não apresentava nenhum risco para o planeta Terra, pelo menos durante 558 anos, quando voltará a passar perto, desta vez a uma distância muito menor.

A próxima visita de um objeto espacial de grandes dimensões não está prevista antes de 2027, quando o asteroide 199-AN10, de 800 metros de diâmetro, se aproximará a 380.000 km da Terra (a distância Terra/Lua).

A visita de 19 de abril é uma "oportunidade excepcional" para os astrônomos e os aficionados em observar o céu, destacou a Nasa. Sua superfície, duas vezes mais reflexiva que a da Lua, será visível por um pequeno telescópio durante um ou duas noites.

]]>
<![CDATA[Carros sem motorista estão aprendendo a dirigir com o jogo 'GTA V']]> Pesquisadores envolvidos com o desenvolvimento de veículos autônomos descobriram uma forma inusitada de ensinar os carros a dirigirem sozinhos: através do game “Grand Theft Auto V”.

Por mais que os carros estejam passando por testes no mundo real, as horas de treino e experiências não chegam perto da quantia necessária para tornar a tecnologia segura para andar sozinha nas ruas – mesmo com todos os erros que os motoristas cometem regularmente, o cérebro humano é muito superior a um computador em perceber e reagir ao inesperado.

“Confiar somente nos dados das estradas não é prático”, explica Davide Bacchet, que lidera a Nio, uma startup com o objetivo de introduzir carros elétricos autônomo nos Estados Unidos até 2020. "Com a simulação, você pode executar o mesmo cenário infinitas vezes para testar o sistema”.

Os videogames hiper-realistas são capazes de gerar dados que estão mais próximos do dia a dia dos usuários do que a inteligência artificial pode colher nas ruas durante os testes. O game mais recente da franquia, por exemplo, conta com mais de 262 tipos de veículos, mil pedestres e animais imprevisíveis, além de diversas condições meteorológicas, sinais de trânsito, túneis, pontes e cruzamentos.

De acordo com o professor da equipe de engenharia de veículos autônomos da Universidade de Princeton, Alain Kornhauser, a ideia não é de que as ruas da cidade fictícia de Los Santos substituam os testes em terreno real, porém, o jogo é o ambiente virtual mais rico do qual se pode extrair dados.

Os pesquisadores garantem que os futuros compradores de carros autônomos não precisam se preocupar com os automóveis infringindo as leis de trânsito, dirigindo em cima da calçada ou causando explosões. Mas, na dúvida, é melhor usar o cinto de segurança.

]]>