<![CDATA[ Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas ]]> <![CDATA[Jovem é detido após assaltar ônibus e tentar fugir pelo mar da Ponta Verde]]> Agentes da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit) prenderam em flagrante, nesta quinta-feira (22), um jovem por assalto a transporte coletivo na parte baixa de Maceió.

Wallesson Freitas dos Santos, de 25 anos, foi localizado e detido após tentar se evadir do crime, entrando no mar na Praia de Ponta Verde. Segundo o supervisor da equipe policial, Alexandre Simões, ele assaltou um ônibus da empresa São Francisco que fazia a linha Ponta Verde – Boa Vista, roubando pertences dos passageiros e dos funcionários do coletivo. “Assim que fomos informados sobre o delito, de imediato, nos deslocamos e conseguimos realizar a prisão do assaltante que entrou no mar, mas não conseguiu fugir de nossa equipe”, disse Alexandre.

Durante a ação, os agentes conseguiram recuperar aparelhos celulares roubados e o dinheiro do cobrador do ônibus. Após Wallesson ter sido detido, foi conduzido à Central de Flagrantes I, juntamente com diversas vítimas que o reconheceram, e foi autuado pelo delegado plantonista no local.

]]>
<![CDATA[Polícia Civil prende homem por receptação no município de Marechal Deodoro]]> Policiais civis do 17° Distrito Policial (17°DP), comandados pelo delegado Rodrigo Colombelli, prenderam na quarta-feira (21) um acusado de receptação no município de Marechal Deodoro.

José Marcio Ferreira dos Santos, 37 anos, conhecido como “Índio”, foi detido com vários objetos que foram subtraídos de uma loja arrombada na localidade da Praia do Francês.

“Ele foi preso, nesse primeiro momento, pela prática do crime de receptação, mas há fortes indícios de que participa de arrombamentos e furtos a residências e estabelecimentos comerciais, na cidade de Marechal Deodoro”, disse o delegado.

Após a prisão, ele foi conduzido ao 17° DP  e está à disposição da Justiça.

O delegado disse ainda que “Índio” já possui passagens na polícia por ameaça e uso de drogas.

]]>
<![CDATA[Veículos são apreendidos durante operação no entorno da Guedes Miranda]]> A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) em conjunto com equipe da operação Lei Seca, realizou uma operação na noite desta quarta-feira (21) com foco na comercialização de veículos na Rua Guedes Miranda, no bairro do Prado.

Durante o trabalho foram apreendidos quatro motos em situação irregular e um veículo com queixa de roubo foi encontrado no local.

Para a delegada Maria Angelita, titular da DRFVC, o saldo da ação foi positivo. “Nosso foco principal era identificar e apreender veículos que poderiam estar sendo comercializados de forma irregular. Infelizmente, nesta ação não houve prisão em flagrante, mas outros trabalhos serão desenvolvidos em outros pontos da cidade”, destacou.

Os veículos apreendidos foram encaminhados para a delegacia de Roubos e Furtos de Veículos para a sequência dos procedimentos necessários e ações investigativas nos veículos aprendidos.

]]>
<![CDATA[Jovens são presas suspeitas de tráfico de drogas em Maceió]]> Uma jovem de apenas 19 anos, foi detida nesta quarta-feira, no bairro do Trapiche da Barra, suspeita de comercializar drogas na região. Os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estiveram no local e registraram a ocorrência.

O serviço de inteligência da Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que a jovem estaria traficando entorpecentes, além de guardar armas de fogo dentro de sua residência.

O Bope realizou buscas e encontrou uma pistola, mais 9,200 quilos de maconha, 250 gramas de crack, quatro carregadores de pistola, um cartucho de munição 357, um cartucho de calibre 38, doze cartuchos de ponto 40, além de 37 cartuchos de 380.

Também um aparelho celular e uma balança de precisão. Estefanny Raiane Guimarães da Silva foi encaminhada à Central de Flagrantes e autuada por tráfico de entorpecentes e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Já no bairro São Jorge, outra jovem de 20 anos, identificada como Josivalda Maria dos Santos Silva, também foi presa por policiais o Batalhão de Eventos com uma mochila contendo 480 gramas de maconha. Mais R$ 45 e um celular. A autora foi conduzida à Central de Flagrantes I e autuada por tráfico de entorpecentes. 

]]>
<![CDATA[Operação detém 22 indivíduos e desarticula duas organizações criminosas]]> Uma coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), na tarde desta quarta-feira (21), no Centro de Maceió, apresentou o resultado de uma operação policial nos conjuntos Virgem dos Pobres I, II e III, no bairro do Vergel do Lago, na capital alagoana. Segundo os agentes da SSP/AL, duas organizações criminosas foram desarticuladas nesta quarta após uma investigação que durou pouco mais de três meses.

O secretário adjunto da Segurança Pública, Manoel Acácio Júnior, afirmou que “é importante para a sociedade quando um trabalho deste tipo logra êxito”. “Concluindo este inquérito, vamos subsidiar ao Ministério Público para que essas pessoas sejam presas”, disse Manoel Acácio. A operação, que também contou com o trabalho investigativo da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), prendeu 22 indivíduos suspeitos de diversos crimes, como tráfico de drogas, roubo, receptação, porte ilegal de arma de fogo, além de homicídios. Dois acusados resistiram à ação policial e acabaram baleados e mortos.

Foram presos: Weverton José da Silva, conhecido como ‘Chapa’, de 27 anos de idade; Carlos Eduardo Fontes dos Santos, vulgo ‘Dudu’, de 21 anos; Tiago Vieira da Costa, vulgo ‘Jaraguá’, de 23 anos; Luciana Alves da Silva, vulgos ‘Babalu’ ou ‘Lolota’, de 33 anos; Walisson Marques dos Santos, vulgo ‘Au’, 25; Aleph Danilo da Silva, vulgo ‘Lagartão’, 23; Cleber Santos Carlos, vulgo ‘Mago’, 35; Wellington Emiliano da Silva, vulgo ‘Etinho’, 18; Alexandre Lopes da Silva, vulgo ‘Xande’, 19; Daniel Santos de Araújo, vulgo ‘Caga Praia’, 19; Gustavo Correia da Silva, vulgo ‘Guga’, 20; Erivaldo José da Silva Gomes, vulgo ‘Dig’, 21; Estefanny Rayane Guimarães da Silva, 19; Luan Gabriel Aureliano Silva, vulgo ‘Catatu’, 20; e Wanderson Batista do Nascimento, vulgo ‘Bochecha’, 21.

Além dos detidos durante a operação, sete indivíduos já se encontravam dentro do sistema prisional. São eles: Thony Willames Silva dos Santos, vulgo ‘Perna’, 21; Maxsuel da Silva, vulgo ‘Ninho’, 24; Flávio Soares da Silva, vulgo ‘Flávio Ceguinho’, 38; Alisson de Moraes Correia, vulgo ‘Da Carpa’, 30; Nicollas Gustavo de Lima Menezes, vulgo ‘Guga’, 23; Vitor Caihan de Lima Duarte, 18; e Everton Evangelista dos Santos, vulgo ‘Gago’, 29.

Troca de tiros e mortes

O suspeito procurado pela polícia alagoana Josimar Vitalino do Nascimento, vulgo ‘Chaves’, estava na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, e acabou morto após reação contra a Polícia Militar. “Josimar saiu de Alagoas porque viu que o cerco policial estava se fechando. Inicialmente, ele foi para o Rio de Janeiro. Depois, se mudou para Foz do Iguaçu”, disse Manoel Acácio. O secretário adjunto ressaltou que a cidade paranaense foi uma posição estratégica para Josimar, que era ‘gerente’ de Flávio Ceguinho, líder de uma das organizações criminosas. “Josimar comprava drogas e armas do Paraguai, que faz fronteira com Foz do Iguaçu, e enviava para os demais membros do grupo criminoso em Maceió”, disse o secretário adjunto.

Outro suspeito morto na operação foi Rildo de Oliveira Saraiva, que disparou contra a polícia com um revólver calibre 38. Rildo tinha passagens pela polícia por roubo, receptação, tráfico e formação de quadrilha. Walisson Marques, o ‘Au’, também reagiu à prisão e foi atingido por um disparo, porém foi socorrido pelos policiais e se encontra no Hospital Geral do Estado (HGE).

O delegado Gustavo Henrique, da DRN, estava presente na coletiva e relatou que os policiais estão desde a madrugada desta quarta-feira trabalhando na operação que resultou na desarticulação das duas organizações criminosas. “Quando há resistência à prisão, está bem claro no Código Penal que existe o direito à legítima defesa. Muitas vezes, algumas pessoas desavisadas falam que a polícia está matando demais. Não. A polícia está trabalhando demais”, afirmou o delegado.

Foram apreendidos na operação, 18 quilos de maconha, 250 gramas de crack, cinco armas de fogo, sendo uma pistola .40, uma pistola 9mm, duas pistolas 380 e um revólver, várias munições e um veículo Cross Fox.

]]>
<![CDATA[Polícia Civil recupera em Marechal Deodoro empilhadeira avaliada em R$ 50 mil]]> Policiais civis do 17º Distrito Policial (17º DP), comandados pelo delegado Rodrigo Colombelli, recuperaram nesta quarta-feira (21) no município de Marechal Deodoro uma empilhadeira avaliada em R$ 50 mil, de uma empresa de Sergipe.

O veículo teria sido locado em Aracaju-SE, mediante apresentação de documentação falsa, tendo a vítima sido induzida ao erro e entregado o material. Após a locação, os estelionatários revenderam a empilhadeira a uma pessoa em Marechal Deodoro, que mostrou os documentos que comprovaram o pagamento.

“A pessoa que estava com o equipamento, aparentemente, estaria de boa-fé, porém isso somente será comprovado com a conclusão do inquérito”, acrescentou o delegado.

A autoridade policial disse ainda que as investigações continuam com o objetivo de elucidar quem seria o responsável pelo estelionato e esclarecer as demais ocorrências para apurar responsabilidades.

]]>
<![CDATA[Suspeito de estuprar e engravidar a filha em Maceió é detido em Pernambuco]]> Policiais civis de Alagoas prenderam nesta quarta-feira (21) no interior de Pernambuco um suspeito de estuprar e engravidar a própria filha de apenas 12 anos de idade.

Edivânio Gomes da Silva, de 33 anos, conhecido como “Di” ou “Pantera”, é suspeito de abusar sexualmente da menor no local onde residiam, no bairro Vergel do Lago, em Maceió.  Após os crimes cometidos no ano de 2016, Edivânio fugiu para o estado vizinho.

Durante a ação que foi realizada por agentes da Delegacia dos Crimes Contra Criança e Adolescente (DCCA) e da Asfixia, com o apoio de policiais civis de Pernambuco, o foragido foi localizado e preso no município Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

]]>
<![CDATA[Nove pessoas são presas suspeitas de tráfico durante operação policial]]> Nove pessoas foram presas durante uma operação integrada das polícias Civil e Militar na manhã desta quarta-feira (21). Os agentes cumprem 16 mandados de busca e apreensão nos bairros da Levada e do Vergel do Lago.

Foram presos oito homens e uma mulher suspeitos de tráfico de drogas na região. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.

Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal.

Os policiais encontraram drogas e armas - entre elas um fuzil - com os suspeitos.

Dois alvos da operação teriam sido baleados por resistirem à abordagem da polícia.

O material foi levado para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), localizado no bairro de Mangabeiras.

Integram a operação militares do 1º Batalhão, do Batalhão Policial de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), além de integrantes da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico.

]]>
<![CDATA[Polícia detém homem por homicídio qualificado em Marechal Deodoro]]> Policiais civis do 17º Distrito Policial (17º DP), coordenados pelo delegado Rodrigo Colombelli, prenderam, nesta segunda-feira (19), um suspeito de homicídio qualificado no município de Marechal Deodoro, na região metropolitana de Maceió.

Dário André de Almeida Pessoa, de 35 anos, foi detido no Povado Pedras, em cumprimento a mandado de prisão, expedido pelo juiz Hélio Pinheiro Pinto, da 2ª Vara de Marechal Deodoro.

Segundo o delegado, o preso Dário André possui extensa ficha criminal, já tendo sido preso por posse e porte ilegal de arma de fogo, estupro, ameaça nos termos da lei Maria da Penha, e lesão corporal.

Após a prisão, ele foi conduzido ao 17º DP e está à disposição da Justiça.

]]>
<![CDATA[Polícia Civil recupera motocicleta furtada em Maceió e suspeito é autuado]]> Policiais civis da Delegacia de Roubos da Capital (Derc), comandados pelo delegado Thiago Prado, recuperaram na segunda-feira (19) uma motocicleta que foi furtada em Maceió.

O automóvel foi localizado com Rubem da Silva Santiago, de 36 anos, que foi autuado por receptação culposa.

Segundo o delegado, durante as investigações foi constatado que a motocicleta estava com o chassi adulterado.

“Nos comunicamos com o proprietário do veículo que teve sua moto subtraída no bairro do Feitosa, no dia 06 de maio do corrente ano, e devolvemos a ele sua motocicleta”, disse o delegado.

]]>