<![CDATA[ Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas ]]> <![CDATA[Ufal oferta cinco vagas para Mestrado Profissional em Química]]> O Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional (Profqui) está com inscrições abertas para o processo seletivo de ingresso no segundo semestre de 2017. As inscrições devem ser feitas neste endereço até o dia 26 de maio. Por esse programa, na condição de instituição associada, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), por meio do Instituto de Química e Biotecnologia (IQB), está com a oferta de cinco vagas.

Podem se inscrever candidatos que estejam no efetivo exercício da docência em Química na educação básica e sejam portadores de diplomas de graduação em licenciatura em Química, ou áreas afins, em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

O Profqui é um programa de pós-graduação reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e tem como objetivo proporcionar formação aprofundada e relevante ao exercício da docência no ensino médio. O curso é semipresencial, ministrado por instituições de ensino superior que integram a Rede Nacional.

A coordenação é do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em cogestão com a Sociedade Brasileira de Química (SBQ) e apoio das instituições associadas, inclusive a Ufal, formando uma Rede Nacional de Pós-graduação no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Mais informações sobre o curso estão disponíveis neste endereço.

]]>
<![CDATA[Seduc seleciona professores bolsistas para ministrar aulas do Pronatec]]> A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou, nesta terça-feira (25), o edital de seleção para professores bolsistas para ministrar aulas nas unidades de ensino ofertantes do Programa Bolsa Formação do Pronatec. As inscrições serão realizadas apenas online,no período de 25 de abril a 3 de maio, pelo link http://sigepro.educacao.al.gov.br/selecao/, disponível no site da Seduc www.educacao.al.gov.br. O candidato terá direito a uma inscrição para uma única unidade de ensino, bem como apenas para uma Gerência Regional de Educação (Gere).

Serão disponibilizadas 86 vagas, distribuídas de acordo com o eixo temático, curso e a unidade de ensino ofertante, observando sempre a Gere a qual o candidato deseja atuar. Para efeito de avaliação serão atribuídos pontos de titulação e de experiência profissional, sempre respeitando a coerência com a vaga por curso.

Serão ofertados cursos nas áreas de Segurança, Gestão e Negócios, Turismo, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design, Ambiente e Saúde, Informação e Comunicação e Desenvolvimento Educacional e Social nos municípios de Maceió, Teotônio Vilela, São Miguel dos Milagres, Campo Alegre, Paulo Jacinto, Rio largo, Viçosa, Murici, Pão de Açúcar, Penedo, Delmiro Gouveia, Arapiraca, Coruripe, Maragogi e Pilar.

No ato da inscrição, obrigatoriamente, o candidato deverá preencher seus dados pessoais e informações referentes a sua titulação ou experiência profissional. É de inteira responsabilidade do candidato as informações prestadas na inscrição. Caso ocorra alguma inconsistência de titulação apresentada, o mesmo será desclassificado. Uma vez efetivada a inscrição, não será permitida, em hipótese alguma, a sua alteração.

O valor a título de bolsa pago será calculado levando em consideração a hora trabalhada, de acordo com a titulação do professor bolsista. Os resultados provisório e final serão divulgados no endereço www.educacao.al.gov.br, nos dias 5 e 19 de maio, respectivamente.

O professor bolsista aprovado no número de vagas, a partir da publicação do resultado final, terá dois dias úteis para se apresentar na Gerência Regional, para qual se inscreveu, munido dos documentos pertinentes a assinatura do termo de compromisso, sob pena de exclusão do processo seletivo. O prazo para a apresentação do professor bolsista selecionado contar-se-á a partir da data subsequente da publicação do resultado final.

A publicação do resultado final expressará a classificação de todos os candidatos, de acordo com o nome e CPF e a pontuação obtida, bem como a listagem dos candidatos desclassificados com suas respectivas motivações.

]]>
<![CDATA[Pessoas com deficiência serão incluídas em cotas de universidades federais]]> Universidades e institutos federais de ensino técnico de nível médio deverão reservar parte das vagas às cotas de escolas públicas para estudantes com deficiência. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24). 

norma altera o Decreto 7.824/2012, que regulamenta o ingresso por cotas nas instituições federais, inclusive para estudantes pretos, pardos e indígenas.

A reserva deverá ser na mesma proporção da presença total de pessoas com deficiência na unidade federativa na qual está a instituição de ensino, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As instituições de ensino terão 90 dias para se adaptar. Nesse prazo, o Ministério da Educação deverá editar os atos complementares necessários para a aplicação dos novos critérios.

Reservas

Atualmente, as instituições federais já devem reservar pelo menos 50% das vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Dentro dessa reserva, pelo menos metade deve ser preenchida por estudantes com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa, o equivalente a R$ 1.405,50. Essas regras estão mantidas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Agência Brasil

]]>
<![CDATA[Novo Ensino Médio: saiba como a sua escola pode se adequar]]>

O Ministério da Educação (MEC), em março deste ano, anunciou alterações significativas na estrutura do Ensino Médio, com o objetivo de gerar melhorias na qualidade do ensino. Com as mudanças, por exemplo, 60% da carga horária deverá ser preenchida por matérias que compõem a Base Nacional Curricular Comum, como língua portuguesa e matemática, e o restante do tempo (40%) por matérias de interesse do estudante, relacionadas as seguintes áreas do conhecimento: Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática.

De acordo com o professor João Luís de Almeida Machado, do Departamento Pedagógico do Sistema de Ensino Poliedro, as alterações podem resultar em avanços importantes, no entanto, tudo irá depender da forma como serão processadas e pensadas pelas escolas para que resultem em projetos pedagógicos consistentes. “Alterar o modelo operacional mexe com a estrutura de uma escola, de gestores a professores, demandando uma revisão de processos, com alterações que vão desde a grade curricular até modificações quanto a instalações, equipe docente e materiais a serem usados pela escola”, aponta o especialista.

A previsão do Governo é a de que, com a aprovação da Base Nacional Curricular Comum (BNCC), prevista para o segundo semestre de 2017, as escolas passem a ter pelo menos um ano para iniciarem as efetivas modificações em seu planejamento e estrutura operacional. Isso significa, na prática, que em 2019 a rede privada e pública de ensino já devem ter significativas alterações quanto ao seu funcionamento.

Confira as principais alterações que as escolas terão que adotar, de acordo com a proposta do MEC:

1 - Aumento da carga horária

Para atender a nova formatação, o tempo de aula do Ensino Médio passará de 800 para 1,4 mil horas. As escolas poderão fazer a implantação de forma gradual, mas já nos primeiros cinco anos, deverão ampliar o horário de aulas oferecido para 1.000 horas.

2 - Flexibilização da grade curricular

A intenção das mudanças é principalmente que os estudantes consigam estar focados em uma área importante para sua carreira. “Escolher uma área de atuação profissional aos 16 anos é um grande e importante desafio. Para que isso aconteça da melhor forma possível seria aconselhável que as escolas tenham forte apoio de profissionais da área de orientação educacional a auxiliem os alunos no processo de escolha das áreas do conhecimento em que pretendem ingressar”, indica Machado.

2 – Disciplinas obrigatórias

Além das matérias previstas na BNCC, o ensino de inglês passa a ser obrigatório a partir do 6º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio, representando um progresso para a rede pública de ensino. Já para as escolas particulares, tal mudança não é significativa tendo em vista que esta oferta já acontece, de acordo com o especialista do Poliedro.

3 – Atuação de profissionais não graduados

Uma das mudanças que gerou discussões foi a legalização da atuação de profissionais não graduados em pedagogia ou em licenciaturas em cursos técnicos. A nova regulamentação permite que, por exemplo, um engenheiro ou um agrônomo ensinem em escolas técnicas, mas, ao mesmo tempo, estipula que tais profissionais não poderão atuar no ciclo regular do ensino médio sem formação pedagógica.

“Tais profissionais colaboram muito pelo amplo conhecimento que possuem relativamente aos cursos profissionalizantes em que irão atuar. É preciso, no entanto, que para melhor funcionamento, estes especialistas tenham formação ou, no mínimo, orientação para suas aulas por parte de pedagogos ou da equipe pedagógica das instituições em que atuarem”, ressalta João Machado.

 

]]>
<![CDATA[Vencedores do Encontro Estudantil são premiados com viagem a Salvador]]> Os alunos vencedores da primeira edição do Encontro Estudantil da Rede Estadual de Alagoas – ocorrida em novembro do ano passado – foram premiados com uma viagem a Salvador. Ao todo, 31 alunos acompanhados de seis professores, gestores e técnicos das Gerências Regionais de Educação (Geres) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc) embarcaram para a capital baiana na noite de quinta-feira (20), com ônibus partindo do Cepa. O grupo permanece três dias em Salvador.

Durante o Encontro Estudantil, dez eventos foram realizados: Feira de Ciências do Estado de Alagoas (Feceal), Mostra de Robótica, Festival de Música, Mostra Audiovisual, Festival de Teatro, Festival de Dança, Mostra de Fotografia, Mostra de Artes Plásticas, Encontro de Grêmios e Rodas de Conversa. Os vencedores destas categorias estão entre os premiados com a viagem.

Além disso, haverá a implementação de 100 bolsas de iniciação científica para os alunos premiados no evento A lista dos contemplados saiu no Diário Oficial (DOE) do dia 6 de abril.

Presidente do Grêmio Estudantil da Escola Estadual Ana Lins, o estudante Jean Carlos Salles está entre os premiados do Encontro, visto que ele e seus colegas foram os vencedores da categoria Encontro de Grêmios. Para ele, o evento foi uma experiência enriquecedora. “Tivemos a oportunidade de trocar ideias e aprendermos uns com os outros, de forma a repensassem sobre o que pode ser melhorado na comunidade escolar. Saímos de lá maravilhados, pois absorvemos muitas ideias que podem ser aplicadas na escola”, afirma.

]]>
<![CDATA[Seduc inicia projeto de dança afro contemporânea na quarta-feira (26)]]> A ?Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Centro de Artes e Mediações Culturais (CAMEC) inicia na próxima quarta-feira (26), as aulas do Projeto Dançarte. As inscrições são gratuitas e a? ação é voltada para estudantes da rede pública, professores, servidores e comunidade em geral, oferecendo um estudo e aprimoramento sobre a dança afro contemporânea.

As aulas acontecerão sempre às quartas e sextas-feiras, das 9h às 11h30, no Teatro Linda Mascarenhas, no Farol. Os interessados podem realizar as inscrições no CAMEC, localizado no Núcleo de Expressões Artísticas do Cepa (antigo prédio da Escolinha de Artes).

O projeto é mais uma iniciativa da Seduc, em comemoração aos 200 anos de Alagoas e, mesmo com a data comemorativa, a proposta é a criação de um grupo permanente de dança formado pelos estudantes.

O curso, ministrado pelo bailarino, professor e coreografo Edu Passos?,?visa proporcionar aos estudantes o conhecimento sobre a relevância do povo negro e das danças afroalagoanas, desenvolver linguagem artística, identificar matrizes estéticas,?d?entre outras.

Eles também farão estudos sobre a cultura afroalagoana durante esses 200 anos; exercícios práticos de Dança; relações entre arte e ancestralidade; propriedades do movimento: características e potencialidades do movimento humano (ações, qualidades, culturas, formas cênicas). Esta parte teórica se encerra no mês de julho, quando começam os ensaios para as apresentações, as quaisdevem ocorrer em setembro.

O superintendente de Políticas Educacionais (Suped), Ricardo Lisboa, expõe a importância do Projeto Dançarte “Este projeto visa resgatar a cultura e história de Alagoas, por meio da dança, envolvendo a comunidade a partir da arte educativa, além de formar grupos de dança e preparar os alunos para as apresentações que ocorrerão no Encontro Estudantil, que acontece em agosto, possibilitando apresentações dos alunos envolvendo essa temática histórica e cultural em comemoração aos 200 anos de Alagoas”, afirmou Lisboa.

]]>
<![CDATA[Enem: candidato com 18 anos ou mais sem ensino médio não precisa ser treineiro]]> Estudantes com 18 anos ou mais que ainda não concluíram o ensino médio poderão usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para ingressar no ensino superior. No entanto, esse candidato precisa fazer um outro exame, a nível estadual ou municipal, para receber o certificado de conclusão da etapa de ensino.  Isso significa que, mesmo que ainda não tenha a certificação em mãos, não precisará se inscrever como treineiro no Enem.

As inscrições para o exame estarão abertas de 8 a 19 de maio. O Enem 2017 será nos dias 5 e 12 de novembro.

Até o ano passado, estudantes com pelo menos 18 anos podiam se inscrever no Enem para obter a certificação do ensino médio. Caso obtivessem pelo menos 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento das provas e nota acima de 500 pontos na redação obtinham o "diploma". Cerca de 11% dos inscritos conseguiam esse resultado anualmente e obtinham a certificação. A partir deste ano, com o fim da certificação, esses estudantes terão que recorrer a outros exames e o Enem passa a ser voltado para a seleção do ensino superior.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou hoje (20) uma nota esclarecendo a questão. Segundo o Inep, só é treineiro aquele que, concomitantemente, é menor de 18 anos e concluirá o ensino médio após o ano letivo de 2017. Os treineiros usam o Enem como uma auto-avaliação e têm as notas divulgadas 60 dias depois dos participantes regulares. Isso ocorre porque eles não podem ingressar na educação superior e, portanto, não precisam ter suas notas calculadas antes das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os participantes que completam 18 anos até a data da primeira prova do Enem, no dia 5 de novembro, não precisarão se inscrever como treineiros, mesmo aqueles que não tenham concluído o ensino médio. Eles terão, no entanto, que buscar outros exames para certificação da etapa de ensino para concorrer a vagas no ensino superior. Um deles é o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que volta a ser aplicado este ano. O resultado do exame nacional pode ser usado pelos estados e municípios para certificação.

]]>
<![CDATA[Uncisal abre inscrições para mestrado em Ensino na Saúde e Tecnologia]]> A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), por intermédio da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propep), realiza até o dia 18 de maio as inscrições para os candidatos ao curso de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde e Tecnologia.

Os candidatos às 12 vagas podem efetuar suas inscrições exclusivamente no endereço eletrônico http://selecao.uncisal.edu.br, até as 23h59min do dia 18 de maio de 2017.

A relação dos candidatos com pedidos de isenção indeferidos e deferidos será divulgada no dia 5 de maio no endereço eletrônico http://selecao.uncisal.edu.br.

Provas

Os candidatos serão submetidos a uma prova objetiva de conhecimentos, uma prova dissertativa, além da apresentação do pré-projeto de pesquisa e análise do currículo.

A nota final do processo seletivo será dada pela média ponderada da pontuação obtida em cada fase do processo seletivo e o resultado final será publicado na data provável de 21 de julho de 2017, no endereço eletrônico http://selecao.uncisal.edu.br.

O regimento do programa, bem como informações sobre as linhas de pesquisa e orientadores, estão à disposição dos candidatos na secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde e Tecnologia ou na página http://www.propep.uncisal.edu.br.

O edital completo pode ser acessado no site www.uncisal.edu.br .

]]>
<![CDATA[Ufal sedia Congresso Regional dos Estudantes de Engenharia Química]]> Alunos do curso de Engenharia Química da Ufal em parceria com o Centro Acadêmico organizam a 22ª edição do Congresso Regional dos Estudantes de Engenharia Química (Coreeq 2017). O evento que contempla o público do Norte e Nordeste será sediado em Maceió, no Campus A.C. Simões, de 9 a 15 de julho. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas online até 11 de junho, mas o período de submissão de trabalhos encerra em 22 de abril.

Este ano, a tradicional Semana de Engenharia Química da Ufal (Senq) será realizada como uma edição dentro da programação do Coreeq. Este evento é promovido pelos centros acadêmicos da área das instituições numa parceria com a Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química (Feneeq).

Entre as atividades do Congresso estão palestras sobre empreender, segurança de trabalho, qualidade e produtividade; e desafios do profissional no mercado industrial. Haverá também minicursos com temas variados, a exemplo de Redes Neurais; Combustível e energia; Química forense; e Indústria Alimentícia. Os participantes também podem se inscrever nas oficinas de produção de cachaça ou cerveja; automação industrial; cosméticos, lattex, e excel aplicado para a engenharia.

A programação ainda conta com atividades culturais, mostras de iniciação científica, visitas técnicas e premiações. O evento começa sempre às 8h e tem encerramento previsto para 18h.

O 22º Correq tem apoio da Braskem, Álgas, Vale, Casa da Indústria, Fapeal e outras instituições. Saiba mais sobre pacotes acadêmicos e culturais no site ou na página do Facebook, onde também é possível se informar sobre disponibilidade e condições de alojamento.

Sobre os eventos

O Congresso Regional dos Estudantes de Engenharia Química (Coreeq) é um evento de caráter técnico-científico e social, itinerante e sem fins lucrativos, realizado anualmente por estudantes da Engenharia Química do Brasil juntos da Feneeq. Já a Semana de Engenharia Química da Ufal  (SENQ) é idealizada e produzida anualmente pelo Congresso Acadêmico do curso de Engenharia Química com o intuito de enriquecer e diversificar a formação acadêmica dos alunos das mais diversas áreas correlatas.?

“No ano de 2017 esses dois grandes eventos estarão trabalhando em conjunto para entregar ao congressista a melhor experiência. O congresso terá o intuito de estimular a formação acadêmica dos estudantes para que, desta forma, eles venham desenvolver sua capacidade profissional. Além disso, ele também tem por finalidade estimular a discussão, entre estudantes de diversos estados, de temas relevantes a sociedade, sejam estes de origem cultural, social ou educacional”, ressaltam os organizadores como um convite para a 22ª edição do Coreeq.

]]>
<![CDATA[Aluno do Senai treina para maior competição de educação profissional do mundo]]> O alagoano Renato de Oliveira Jucá iniciou, na segunda-feira, 17, o treinamento para a maior competição de educação profissional do mundo: a Worldskills 2017, que será realizada nos Emirados Árabes, em outubro próximo.

O aluno do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL) competirá na ocupação Gestão de Sistema de Redes TI e está sendo preparado no Centro de Treinamento Integrado do Senai Nacional, em Brasília-DF.

Renato conseguiu a vaga depois de participar da seletiva em outubro do ano passado, onde ficou em 2º lugar, com uma diferença de apenas 0,9 ponto do primeiro colocado. Entre 27 e 31 de março, foi realizado o desempate e o aluno do Senai Alagoas conseguiu uma pontuação maior do que o outro competidor, passando a integrar a delegação brasileira.

A expectativa é positiva. “Pelo desempenho que Renato vem demonstrando, ele tem grandes chances de fazer um belo trabalho em Abu Dhabi e conseguir as primeiras posições. Temos muito a evoluir ainda, mas temos cerca de cinco meses para melhorar os pontos fracos e aperfeiçoar ainda mais o que ele tem de bom”, disse o instrutor de Redes de Computadores Avner Miguel de Lima Santos, treinador do jovem.

Mundial – Realizada a cada dois anos, a WorldSkills é a maior competição de educação profissional do mundo. Os melhores alunos de mais de 60 países das Américas, Europa, Ásia, África e Pacífico Sul disputam medalhas em modalidades que correspondem às profissões técnicas da indústria e do setor de serviço. Eles precisam demonstrar habilidades individuais e coletivas para responder aos desafios de suas ocupações dentro de padrões internacionais de qualidade.

Ao longo de seus 65 anos, a WorldSkills Competition reúne jovens qualificados de todo o mundo, selecionados em olimpíadas de educação profissional de seus países, realizadas em etapas regionais e nacionais. Este ano, a disputa ocorre em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, de 14 a 19 de outubro.

]]>