Polícia

14 de junho de 2018 16:09

Operação prende suspeitos de vários crimes na Região Metropolitana

Ação mobilizou 80 policiais nesta quinta-feira (13)

↑ A operação visou principalmente o combate a tentativas de homicídio (Foto: Ascom PC)

Uma operação policial desencadeada nesta quinta-feira (14), em Maceió e nas cidades de Rio Largo, Paripueira e Barra de Santo Antônio, resultou na prisão de 13 pessoas e na apreensão de um adolescente, envolvidos em tentativas de homicídio e outros crimes, entre eles homicídios, roubos e tráfico de drogas.

Cerca de 80 policiais civis do Tático Integrado de Grupamentos de Resgates Especiais (Tigre), Asfixia, Operação Policial Integrada Litorânea (Oplit), e de distritos policiais e delegacias especializadas, foram coordenados pela delegada Ana Luíza Nogueira, gerente de Polícia Judiciária da Região Metropolitana (GPJ1), e sob o comando dos delegados especializados e distritais: Nilson Alcântara, Tereza Albuquerque, Waldor Coimbra Lou, Nivaldo Aleixo, Manoel Wanderley, Maria Angelita, Fabiana Leão, Lucimério Campos, Sheila Carvalho, Elizabete Sampaio, Gustavo Henrique, Graciele Moreira, Eduardo Mero e Tacyane Ribeiro.

A força-tarefa contou também com o apoio de militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, e deu cumprimento a mandados expedidos pelas diversas varas criminais da Capital.

Foram presos: Fernando Antônio dos Santos, de 52 anos; Alisson da Silva Silvestre, 22 anos; José Ricardo Verçosa, 31 anos; Josivaldo Pedro de Lima, 58 anos; Carlos Bruno, 19 anos; Ângela Silva, 37 anos; Davi José da Silva, 20 anos; Edilson Antônio dos Santos, 27 anos; Marcelo Rodrigo de Lima, 37 anos; José Avelino da Silva, 65 anos; Maria de Lourdes dos Santos Gomes, 27 anos; Alex da Silva Santos, 21 anos; e Abdias da Silva, 44 anos. Um adolescente de 17 anos (S.P.S) foi apreendido.

Eles foram levados, inicialmente, para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, e para o novo Complexo de Delegacias – Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Delegacia de Narcóticos (Dnarc), na Chã de Bebedouro.

De acordo com a delegada Ana Luíza Nogueira, a operação visou principalmente o combate a tentativas de homicídio, uma vez que este crime pode evoluir e, por fim, resultar no crime de homicídio, aumentando os índices de crimes violentos letais intencionais.         

 

 

Fonte: Da redação com Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH