Polícia

11 de junho de 2018 15:17

Polícia busca segundo suspeito na morte de professor em Jacuípe

Delegado disse que vai indiciar Marquinhos Guará também por latrocínio

↑ Nesse domingo (10), a guarnição do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes), pertencente ao 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM), prendeu Thiago Santos da Silva, de 23 anos, numa fazenda da Zona Rural do município de Porto Calvo (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil busca encontrar um segundo suspeito na morte do professor Edmilson da Silva, 32 anos em Porto Calvo. Um dos suspeitos identificado como Thiago Santos da Silva, 23 anos que foi preso confessou que atirou no professor para roubar a motocicleta.

As buscas agora é encontrar o segundo suspeito no crime identificado até agora como Marquinho Guará. Eles são comparsas e participaram juntos da ação criminosa que culminou com a morte do servidor público que lecionava em Jacuípe.

O delegado Belmiro Cavalcante disse que Marquinhos Guará será indiciado também por latrocínio, mesmo que Thiago tenha confessado ser o autor do disparo. “Vou pedir a prisão por latrocínio. Os dois participaram do crime e até agora a motocicleta não foi encontrada”, comenta Cavalcante.

O CASO

O professor Edmilson teria reconhecido Thiago que chegou a ser seu aluno. O suspeito contou a polícia que atirou porque o professor teria reagido ao assalto. Thiago contou ainda que já tem costume de roubar veículos.

O suspeito foi preso ontem (10) por policiais militares do 6º BPM, em Várzea Grande, zona rural de Porto Calvo. O corpo do professor Edmilson foi localizado, na manhã de ontem, no mesmo município.

Fonte: Da redação

Comentários

MAIS NO TH