Polícia

12 de Janeiro de 2018 13:23

Corpo de homem carbonizado em Coité apresentava perfurações à bala

Antes de ser carbonizada, a vítima foi executada com pelo menos três disparos de arma de fogo

↑ Os institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) foram acionados para a realização dos procedimentos cabíveis (Foto: Rívison Batista/Arquivo )

O mistério que ronda o sumiço do jovem Joel Júnior Pereira Nunes, de 26 anos, filho do vereador por Craíbas Joel Pereira, falecido no último dia três deste mês de janeiro, vítima de câncer, já começa a ser desvendado.

Em entrevista ao repórter Mitchel Torquato, da Rádio 96 FM Arapiraca, peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil de Alagoas revelaram informações importantes acerca do corpo que foi encontrado carbonizado em um porta-malas de um veículo, no fim da tarde de quarta-feira (10), na área rural do município de Coité do Nóia.

Um dos peritos confirmou que o automóvel queimado tem o mesmo número do chassi do veículo Gol, de cor branca, pertencente ao jovem Joel Júnior Pereira Nunes.

Além disso, o corpo carbonizado apresentava perfurações de arma de fogo no pulmão, coração e entre as costelas.

A informação revela que, antes de ser carbonizada, a vítima foi executada com pelo menos três disparos de arma de fogo.

No dia em que o veículo foi encontrado em chamas, na área rural do município de Coité do Nóia, populares teriam visto dois carros circulando em uma estrada vicinal em alta velocidade.

Um parente do jovem desaparecido não quis gravar entrevista, mas revelou que Joel Júnior, antes de sumir de casa há cerca de três dias, teria sofrido duas tentativas de homicídio em Craíbas.

Em uma delas, o pistoleiro teria dito que o jovem não escaparia em outra oportunidade.

Por conta disso, familiares aconselharam Joel Júnior a não ir ao sepultamento do pai e, também, à missa de sétimo dia de seu genitor em Craíbas.

Depois do aparecimento do veículo que pertencia ao jovem, a família aguarda, agora, o exame a ser feito por um odontolegista, no IML de Arapiraca, para certificar se a arcada dentária do corpo encontrado carbonizado é a mesma de Joel Júnior, para, com isso, ajudar a polícia esclarecer, de uma vez por todas, o mistério do desaparecimento do rapaz.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH