Polícia

7 de dezembro de 2017 08:34

Foragido do sistema prisional de SP reage à prisão, é baleado e morre

Erik da Silva ostentava uma vida de luxo em Alagoas, assumindo a identidade falsa em nome de Bruno Augusto Ferreira

↑ Foragido do sistema prisional de São Paulo ostentava vida de luxo em Alagoas (Divulgação)

Agentes da Polícia Federal em Alagoas (PF), com o apoio dos militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Radiopatrulha, prenderam na manhã desta quinta-feira (7), Erik da Silva Ferraz, considerado foragido do sistema prisional de São Paulo. O homem foi detido durante uma operação que cumpre mandados de prisão, de busca e apreensão e de condução coercitiva.

A operação batizada de “Duas Caras”, acontece em Maceió e em São Miguel dos Campos.

Segundo as informações passadas pelos agentes, Erik da Silva ostentava uma vida de luxo em Alagoas, assumindo a identidade falsa em nome de Bruno Augusto Ferreira Júnior, e vinha atuando como empresário em Maceió.

O suspeito teria resistido à prisão durante a abordagem da polícia e acabou sendo baleado. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, em Maceió. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Ainda de acordo com os agentes, durante a operação foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão e três mandados de condução coercitiva.

Participam da operação cerca de 60 policiais federais e 20 militares do Bope. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

A ação da polícia tem como objetivo reprimir a atuação de organização criminosa constituída para promover ocultação de recursos provenientes de crimes como homicídio, assalto e tráfico de drogas.

Diversos bens, como carros de luxo, embarcações e imóveis de alto padrão estão sendo objeto de sequestro e apreensão.

Dinheiro apreendido com suspeito (Divulgação)

Os presos e o material arrecadado serão encaminhados à Superintendência da PF em Alagoas. Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro, além de falsidade ideológica.