Mundo

4 de junho de 2018 23:19

Vulcão deixa pelo menos 62 mortos na Guatemala

Autoridades disseram temer que o saldo de mortes aumente pois há muitos desaparecidos

↑ Saldo pode ser superior segundo as autoridades (Foto: Reprodução)

O saldo de mortos pela erupção do Vulcão de Fogo, na Guatemala, subiu para 62 nesta segunda-feira (4) e espera-se que aumente ainda mais, pois muitos locais atingidos ainda estão muito quentes para serem vasculhados. Foi a maior erupção desse vulcão em mais de quatro décadas.

Equipes em helicópteros resgataram com vida ao menos dez pessoas em meio à lama e às cinzas que chegavam às vezes à altura dos telhados das casas. Em alguns casos, eles tiveram de usar marretas para perfurar os telhados em busca de sobreviventes.

Moradores de El Rodeo, a cerca de 12 km da cratera, disseram que foram pegos de surpresa pelas cinzas quentes e pedras que se moviam rapidamente quando o vulcão explodiu no domingo (3).

Segundo Fanuel Garcia, diretor do Instituto Nacional de Ciência Forense, todos os mortos são dos vilarejos Los Lotes e El Rodeo, mas apenas 13 foram identificados até agora, porque os rios de lama que atingiram temperaturas de até 700º C desfiguraram os corpos.

Autoridades disseram temer que o saldo de mortes aumente pois há muitos desaparecidos. A agência de desastres disse que 3.265 pessoas deixaram os locais afetados. Entre as mortes estão as de quatro pessoas da mesma família, mortas quando a lava incendiou a casa onde estavam, em El Rodeo, afirmou o coordenador de desastre nacional, Sergio Cabanas.

Duas crianças foram queimadas vivas quando pararam para ver a segunda erupção de uma ponte, acrescentou Cabanas. Vídeos dramáticos mostraram o avanço rápido do rio de lava, cinzas e lama destruindo a ponte de uma estrada entre as localidades de Sacatepequez e Escuintla.

Cinzas atingiram áreas da Cidade da Guatemala, distante 44 km do vulcão, bem como os departamentos (estados) de Sacatepequez, Chimaltenango e Escuintla. Ruas e casas ficaram cobertas na cidade colonial de Antigua, uma popular destino turístico e patrimônio histórico da humanidade.

Autoridades fecharam o aeroporto internacional da Cidade da Guatemala devido ao perigo para os aviões, mas o local foi reaberto no meio da manhã desta segunda. Um dos mais ativos vulcões da América Central e um dos 34 da Guatemala, o Vulcão de Fogo atinge uma altitude de 3.763 metros acima do nível do mar em seu pico.

Fonte: FolhaPress

Comentários

MAIS NO TH