Mundo

14 de dezembro de 2017 15:35

Nazaré cancela festividades de Natal após fala de Donald Trump sobre Jerusalém

Por ser considerado local onde Jesus cresceu, cidade de população majoritariamente árabe concentra diversos eventos relacionados à data

↑ Crianças fantasiadas esperam pela parada anual de Natal em Nazaré, no norte de Israel, em 2015 (Foto: AP / Ariel Schalit)

A cidade de Nazaré, em Israel, de população majoritariamente árabe e tida pelos cristãos como o local onde Jesus passou a juventude, decidiu cancelar parte de suas festividades de Natal, segundo a agência de notícias Reuters.

A decisão é um gesto de protesto contra a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de transferir a embaixada americana para Jerusalém, reconhecendo a cidade como capital de Israel.

A transferência irritou líderes árabes, já que a porção oriental da cidade também é reivindicada como futura capital de um Estado palestino. ONU e União Europeia, entre outros organismos, também condenaram a decisão, por representar um entrave no processo de paz no Oriente Médio.

Nazaré, que tem 76 mil habitantes, entre árabes e cristãos, concentra boa parte das festividades natalinas da região.

“Nós decidimos cancelar as apresentações tradicionais de música e dança porque estamos em tempos de disputa, pelo que Trump disse sobre Jerusalém”, declarou Salem Sharara, porta-voz da cidade, segundo a Reuters.

A basílica da Anunciação, em Nazaré, é tida como o local da casa onde Maria, mãe de Jesus, cresceu. Segundo Sharara, as missas nas igrejas locais serão realizadas como todos os anos.

Na Cisjordânia, o anúncio de Trump também ocasionou protestos relacionados às festividades. Uma hora após a declaração do presidente americano, as cidades de Ramallah, capital do território, e Belém, tido como o local de nascimento de Jesus, apagaram suas luzes de Natal.

Fonte: G1

Comentários

MAIS NO TH