Esporte

15 de Abril de 2018 19:51

PSG atropela Monaco em clássico e conquista Campeonato Francês

Sul-americanos dão show e confirmam sétimo título do Paris com cinco rodadas de antecedência

↑ Foto: Reprodução

O PSG goleou o Monaco por 7 a 1 neste domingo (15), no Parque dos Príncipes, pela 33ª rodada do Campeonato Francês e faturou o título da competição com cinco rodadas de antecedência.

O resultado leva os parisienses aos 87 pontos, 17 a mais que o Monaco, o segundo colocado. Assim, restando 15 pontos a serem disputados, o time de Cavani, Neymar e companhia não pode mais ser alcançado nesta edição da liga.

Com a conquista, o Paris Saint-Germain chega a sete títulos franceses em sua história. Somente nesta década foram cinco troféus da liga ganhados pelo time da capital francesa.

Começo avassalador do PSG

O Paris Saint-Germain iniciou a partida com clara superioridade e muito ímpeto ofensivo. Aos nove minutos, Daniel Alves cruzou, Raggi cortou mal e, na sobra, Cavani perdeu ótima chance para abrir o placar e mandou para fora.

O gol, porém, não demorou a sair. Cinco minutos depois, após linda troca de passes, o atacante uruguaio foi acionado na área e rolou para Lo Celso, que havia começado a jogada, completar para o fundo das redes.

Aos 16, o time parisiense ampliou. Berchiche recebeu enfiada pela ponta esquerda e cruzou para Cavani, que parou no ar e acertou uma fortíssima cabeçada para vencer o goleiro Subasic.

E não parou por aí. Três minutos depois, um golaço do PSG: de costas, Cavani deu belo passe para Di María, que arrancou e, da entrada da área, ficou cara a cara com Subasic e tocou por cobertura para fazer o terceiro da equipe de Unai Emery.

Só com 26 minutos de partida o Monaco teve uma boa oportunidade. Falcao García recebeu pela entrada da área, se livrou da marcação e chutou de canhota, mas Marquinhos se atirou e bloqueou a finalização.

No lance seguinte, o quarto gol do Paris. Após boa sequência de passes, Pastore foi acionado pela linha de fundo e cruzou de três dedos para Lo Celso marcar, de cabeça, seu segundo gol no jogo.

Com a vantagem de quatro gols, o PSG relaxou e deu mais chances ao Monaco. Aos 37, após bom lance e cruzamento de Touré pela direita, Rony Lopes apareceu na pequena área para diminuir para o time visitante.

Aos 44, em um lance parecido com o anterior, Rony Lopes recebeu cruzamento de Touré e cabeceou para fora.

Na etapa final, donos da casa mantiveram o ritmo

Com quatro minutos do segundo tempo, o PSG levou um susto. Rony Lopes se aproveitou de bobeira da zaga, limpou a marcação e chutou firme, mas Aréola defendeu.

Buscando não perder a vantagem criada na etapa inicial, o PSG foi para cima. Aos 12, Daniel Alves deu ótimo lançamento para Pastore, que cruzou para a chegada de Di María. O argentino tocou por baixo do goleiro e ampliou o resultado.

Os donos da casa seguiram atacando. Aos 14, Di María recebeu cruzamento por baixo e finalizou de letra, mandando a bola na trave.

Aos 28, após boa jogada do PSG, Di María pegou a sobra e encheu o pé, obrigando Subasic a fazer ótima defesa.

Dois minutos depois, o sexto do PSG: após cobrança de escanteio, Falcao García tentou cortar e marcou contra.

Com 41 minutos da etapa final, os donos da casa fecharam a conta. Pastore recebeu passe pela direita e cruzou para Draxler completar para o fundo do gol.

Sul-americanos dão show no clássico

Além do sétimo título francês, o jogo contra o Monaco foi marcado também pela predominância sul-americana na escalação de Emery. Dos 11 titulares, foram três brasileiros, três argentinos e um uruguaio. Eles foram de suma importância na goleada que culminou na conquista da liga.

Dos sete gols do Paris, seis foram marcados por sul-americanos: Lo Celso (2), Di María (2), Cavani e até mesmo Falcao (contra) marcaram os gols do time da casa. Entre os autores das assistências estiveram Pastore (2), Daniel Alves e Pastore.

O espanhol Berchiche e o alemão Draxler foram os únicos europeus a participarem diretamente de algum gol do time de Unai Emery no jogo. Berchiche deu uma assistência e Draxler anotou o sétimo gol da goleada.

Fora do jogo, Neymar conquista mais um título

Fora de ação desde o início de março, por conta de uma fratura no quinto metatarso do pé direito, Neymar ganhou mais um troféu em sua carreira. Em ligas nacionais, foi o terceiro título do atacante, que já havia garantido dois Campeonatos Espanhóis pelo Barcelona.

Além disso, o craque soma títulos como Liga dos Campeões (2015), Libertadores (2011), Mundial de Clubes (2015), Copa do Brasil (2010), Olimpíadas (2016) e cinco copas nacionais.

Pelo PSG, ele já havia ganhado a Copa da Liga Francesa desta temporada.

Fonte: R7

Comentários