Esporte

11 de novembro de 2017 20:35 / Por: Tribuna Hoje

Com gol aos 46 do segundo tempo, CRB perde para o Guarani em Campinas

Galo fica no limite para não cair, na 16ª colocação, com dois pontos a mais que o Luverdense

↑ Vitória sobre o CRB proporciona alívio ao Guarani na Série B (Foto: Luciano Claudino/ GuaraniPress)

Até os 46 minutos do segundo tempo, a pressão estava toda do lado do Guarani no Brinco de Ouro. O empate por 1 a 1 com o CRB, na tarde deste sábado, deixava o Bugre a perigo, com um cenário preocupante para as três rodadas finais da Série B do Brasileiro. Mas o gol de Bruno Mendes mudou (quase) tudo. Criado na base alviverde, o atacante garantiu a vitória por 2 a 1 e proporcionou alívio à maioria dos 6.464 pagantes.

O resultado deixa o Bugre em situação favorável na luta contra o rebaixamento. Agora com 43 pontos, na 14ª colocação, precisa de apenas mais um triunfo para confirmar a permanência. Ainda que apareça à beira do Z-4, com 42 pontos, o CRB depende apenas de si para escapar e tem duas partidas consecutivas em casa para afastar o risco de rebaixamento.

De quebra, a vitória do Guarani decretou a queda do Santa Cruz para a Série C. ABC e Náutico também já caíram. Assim, resta apenas uma vaga no Z-4, a ser disputada por Luverdense, atual 17ª colocado, com 40 pontos, CRB, Boa Esporte (43) e Guarani (43).

Apesar de estar a apenas três pontos do Luverdense, o Guarani tem a vantagem de ter dois triunfos a mais (11 a 9). Dessa maneira, dá para considerar que está duas rodadas à frente do concorrente.

O jogo

Pouco aconteceu até Luiz Fernando aproveitar corte errado da zaga do CRB e abrir o placar, aos 29 minutos. Os times erravam em excesso, principalmente do meio para a frente. Assim, a partida ficava limitada a desarmes, sem grandes emoções.

Mas o Bugre não conseguiu segurar a vantagem por muito tempo. Em cobrança de falta, a defesa alviverde falhou no posicionamento e deixou Flávio Boaventura livre para empatar, aos 35 minutos. Além dos gols, um chute de Fumagalli foi o outro único lance de perigo de um primeiro tempo morno e de baixo nível técnico.

As equipes voltaram a apresentar um repertório limitado no segundo tempo. Do lado do Guarani, faltava articulação, tanto que Willian Rocha chegou a se arriscar na armação em pelo menos três lances. Já o CRB adotou a estratégia de se fechar para buscar o contra-ataque.

Nesse cenário, novamente as bolas paradas foram responsáveis pelos principais momentos. Pelo CRB, Leandro Santos parou Flávio Boaventura duas vezes. Lenon também quase marcou em sobra de escanteio para o Guarani.

Pela necessidade de buscar o resultado, o Bugre se lançou à frente, mas, sem nenhuma organização, deixou espaços para o CRB. Yago chegou muito perto de virar em chute da entrada da área. Mas ainda tinha tempo para Bruno Mendes aparecer e virar o herói bugrino ao desviar de cabeça cobrança de falta de Juninho e garantir a vitória por 2 a 1, aos 46 minutos.

Fonte: Globo Esporte