Entretenimento

17 de Abril de 2018 09:57

‘Deus Salve o Rei’: Catarina incendeia casebre para matar Amália e Virgílio

Chantageada, a vilã da novela das sete retoma o poder da carta que a incrimina pela prisão do pai, Augusto (Marco Nanini). Já na floresta, Catarina (Bruna Marquezine) dá de cara com o antigo aliado e ordena o incêndio no casebre onde estão, desacordados, os comerciantes.

↑ Foto: Divulgação

Catarina (Bruna Marquezine) vai mandar incendiar a cabana onde estão Amália (Marina Ruy Barbosa) e Virgílio (Ricardo Pereira) nos próximos capítulos da novela “Deus Salve o Rei”. “Tudo o que fiz até aqui foi esperando por esse momento. A partir de hoje, a plebeia não é mais um problema em minha vida”, comemora a vilã ao ver as chamas tomarem conta do casebre. Quem antecipa é o colunista de TV Daniel Castro nesta segunda-feira (16). A rainha coloca novamente o seu plano de se livrar da rival quando toma de volta a carta na qual é revelada que é por ordem dela que Augusto (Marco Nanini) está preso em um quarto. Até lá, a megera é chantageada pelo ex-cúmplice, que consegue escapar de ser torturado ao defender a plebeia.

AMÁLIA BATE COM A CABEÇA NO CATIVEIRO

Amália está na mira de Catarina desde que o plano de sequestrar Rodolfo (Johnny Massaro) não deu certo. Ao mesmo tempo, a vilã se volta contra o marido e ajuda o cunhado a fugir da cadeia com a intenção que Afonso (Romulo Estrela) novamente tente destronar o irmão de Montemor. Quem consegue reaver a mensagem para a víbora é Elói (Glicério do Rosário), alvo de abordagem por Delano (Jaedson Bahia). As cenas irão ao ar no capítulo do dia 4. A essa altura, Virgílio já vai ter raptado a ruiva e Levi (Tobias Carrieres) para que eles escapem de um caçador enviado por Catarina. No esconderijo, a vendedora de caldos discute com o comerciante e perde os sentidos ao bater com a cabeça.

‘QUE MORRA!’, DIZ CATARINA SOBRE VIRGÍLIO

E quando vai buscar socorro para a ex, Virgílio esbarra nos soldados de Montemor e na mulher do rei. “Pensou que poderia chantagear uma rainha e ficar por isso mesmo, marquês? Enfim recuperei a carta. Agora sua vida não vale mais nada”, dispara a rainha, rejeitada pelo pai por conta da prisão, com ar de felicidade. Em seguida, Delano usa um pau para golpear o traidor, que desmaia. “Amália… chegou a sua vez”, avisa a mulher de Rodolfo. “O que faremos com o marquês, majestade?”, questiona Delano. “Vamos realizar o sonho de Virgílio. Leve-o para dentro da casa. Ele não queria viver em família? Que agora morra com ela”, dispara sem um pingo de dó. Em seguida, a rainha má entra na casa, chega perto da rival e ironiza: “Sabia que eu cheguei a ter inveja de você? Porque mesmo tão pobre e vulgar, você tinha Afonso, tudo o que eu nunca consegui. Quer dizer, até agora. Adeus, Amália. Uma pena que você não estará aqui para ver meu reinado ao lado de Afonso”. Já do lado de fora, ordena a um capataz: “Queime tudo”.

Fonte: Purepeople / Guilherme Guidorizzi

Comentários

MAIS NO TH