Entretenimento

15 de fevereiro de 2018 09:44

‘Malhação’: Benê assume para o pai que tem Síndrome de Asperger

A jovem entrará em contato com Cícero (Luciano Pontes) quando Josefina (Aline Fanju) exigir uma pensão mensal do ex-marido parar arcar com a educação dos filhos

benemalhacao1 - 'Malhação': Benê assume para o pai que tem Síndrome de Asperger
↑ Foto: TVGlobo/Divulgação

Após voltar a namorar com Guto (Bruno Gadiol) e prestar vestibular para o curso de Música, Benê (Daphne Bozaski) finalmente se reencontrará com o pai nos próximos capítulos da novelaMalhação – Viva a Diferença“. A jovem, que se lamentará com Josefina (Aline Fanju) por não poder arcar com os custos de uma faculdade pela falta de renda, reencontrará o pai e explicará que tem Síndrome de Asperger, um tipo de autismo leve. A cena está prevista para ir ao ar dia 23.

‘VOCÊ NEM CONHECE OS SEUS FILHOS’, ESBRAVEJARÁ JOSEFINA COM O EX-MARIDO

De acordo com informações do colunista Daniel Castro, do site “Notícias da TV”, o contato entre Benê e o pai acontecerá depois que Josefina procurar Cícero (Luciano Pontes) para pagar uma pensão para os filhos. “Você nem conhece os seus filhos! Não sabe nada do Julinho (Davi Souza). Olha o presente que você trouxe para a sua filha. Você não tem noção de quem ela é, da menina maravilhosa que ela é?”. Cícero aproveitará o questionamento e perguntará à ex-mulher se a filha tem algum distúrbio: “Afinal, o que a Benedita tem? Qual é o problema dela? O que os médicos dizem? Indignada com o descaso do pai de seus filhos, a mãe de Benê retrucará: “Você nem sabe o que a sua filha tem! Mas eu posso te levar na psicóloga dela e ela te explica. Quem sabe você consegue entender e passa a enxergar a sua filha como uma pessoa!”.

‘NÃO TEM NINGUÉM MELHOR DO QUE EU MESMA PARA DIZER PARA O MEU PAI QUEM EU SOU’, DIRÁ BENÊ PARA A MÃE

Sem que a mãe perceba, Benê, que já foi alvo de bullying por Dogão(Giovanni Gallo) pelo seu jeito diferente, escutará a discussão entre os pais e após Cícero deixar a casa, conversará com a mãe sobre o que ouviu: “Eu acho que não tem ninguém melhor do que eu mesma para dizer para o meu pai quem eu sou, o que eu tenho e do que eu preciso. Não tem problema, mãe. Se ele não entender da primeira vez, eu explico de novo. E depois outra vez, se for preciso. A gente faz como nas aulas de piano. Quando não dá certo, a gente repete, repete. Até acertar”.

Fonte: Purepeople

Comentários

MAIS NO TH