Educação

14 de junho de 2018 18:45

Arapiraca sedia 2º ciclo de capacitações para conquistar o Selo Unicef

2º Ciclo de capacitação contou com representantes de 43 municípios

↑ Durante as capacitações, essa foi a segunda, acontecem debates de orientação sobre a promoção da saúde do adolescente e direitos à saúde sexual e reprodutiva (Foto: Assessoria)

São mais de 60 municípios alagoanos inscritos no Selo UNICEF – Edição 2017-2020. Arapiraca não só está entre eles como sediou, nessa quarta-feira (13), o 2º Ciclo de capacitação com representantes de 43 municípios. No encontro, que foi realizado no galpão do Tuta, foi apresentado um diagnóstico a partir da atual situação dos indicadores de impacto social dos municípios participantes, além de um detalhamento de como as cidades estarão agrupadas para a avaliação e de que forma esse monitoramento será feito pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Os municípios que obtiverem os melhores resultados, até 2020, serão certificados pela iniciativa.

A metodologia do Selo inclui ações estratégicas (o que os municípios precisam realizar) e indicadores de impacto social (os resultados que precisam melhorar) relacionados aos direitos à saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes. Sendo assim, a Secretaria Municipal de Esporte e Educação precisa implementar as atividades necessárias para melhoras os 11 indicadores monitorados pelo Unicef, como a taxa de registro civil de crianças recém-nascidas, abandono escolar e distorção idade e ano escolar.

Os gestores devem, ainda, realizar algumas ações de validação, como implementar o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), instrumento primordial para a participação dos meninos e meninas nas políticas públicas no município. “Essa iniciativa vem contribuindo para que o Brasil reduza as disparidades regionais e avance na universalização dos direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente”, destacou a enfermeira do trabalho e Articuladora Municipal do Selo Unicef, Patrícia Santana.

Durante as capacitações, essa foi a segunda, acontecem debates de orientação sobre a promoção da saúde do adolescente e direitos à saúde sexual e reprodutiva. Em uma rápida oficina, os adolescentes simulam atividades que devem ser executadas pelo NUCA e a apresentação culmina em criativas manifestações, como encenações teatrais, jograis, músicas ou debates entusiasmados.

Mais do que um instrumento de promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes, o Selo Unicef é uma iniciativa que traz mudanças reais para o município através de ações integradas entre diferentes níveis de governo e do apoio de empresas e marcas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH