Educação

27 de novembro de 2017 17:59

Aplicativo gratuito estimula protagonismo estudantil em Arapiraca

Vice-governador e secretário de Estado da Educação Luciano Barbosa prestigiou evento

Desenvolvido por alunos da Escola Estadual Senador Rui Palmeira (Premem), na cidade de Arapiraca, o aplicativo web Minha Escola/App estimula o protagonismo juvenil e a comunicação entre professores, servidores, estudantes e pais de alunos.

Com o sistema, que foi apresentado neste fim de semana, durante a primeira exposição dos Projetos Integradores, a comunidade estudantil também pode acompanhar de perto todas as informações e notícias da escola.

A mostra reuniu mais de 200 pessoas, entre alunos, professores, diretores, coordenadores-pedagógicos e articuladores de ensino. O vice-governador e secretário de Estado da Educação Luciano Barbosa também prestigiou o evento.

A unidade de ensino é uma das três escolas da rede pública estadual que funciona desde o início do ano letivo com o regime de educação integral.

Além da Escola Senador Rui Palmeira, o modelo inovador de ensino integral é adotado nas escolas estaduais Lions e Izaura Antônia Lisboa (Epial), em Arapiraca.

Proposta – O aplicativo Minha Escola/App foi desenvolvido pelos estudantes do 1ª série F do Ensino Médio Igor Brito, Ana Carolina, João Arthur e Rogério José, com a orientação do professor Gerlan Cardoso.

“Nossa proposta é fortalecer o papel do estudante, estimulando o seu protagonismo com a participação nas disciplinas eletivas, nos clubes juvenis, entre outras atividades dentro da escola”, explicou o educador.

De acordo com Gerlan Cardoso, o sistema operacional começou a ser montado há cerca de seis meses. Ele conta que uma das grandes dificuldades na Educação atual é a pouca interação entre alunos e escola. Para o educador, ainda existe uma distância entre os contextos relacionados às escolas e os estudantes.

“O estabelecimento pensa nos currículos e os estudantes focados na área tecnológica. Com a implantação dos Projetos Integradores, aqui na escola, começamos a pensar numa ferramenta que aproximasse mais os dois lados”, explica Gerlan Cardoso.

Experiência rica – O educador revela que orientou os alunos a reunir todas as informações referentes à escola.

“Incluímos vídeos, fotografias e notícias produzidas pelos próprios estudantes, para montar o aplicativo e disponibilizar, sem a necessidade de uma senha comum, e todo este conteúdo está sendo socializado com a comunidade escolar”, esclarece Gerlan Cardoso, frisando que a ideia principal é estimular os jovens a dar suas opiniões sobre os conteúdos curriculares e a vida da própria instituição.

O aluno Igor Brito, de 16 anos, afirma que a experiência de participar da criação do aplicativo web está sendo muito rica.

“Tenho certeza de que não teríamos a mesma oportunidade de desenvolver o sistema se estivéssemos ainda no modelo de ensino tradicional”, salientou o estudante, adiantando que a proposta é aperfeiçoar ainda mais o aplicativo para as atividades no próximo ano letivo.

 

Fonte: Davi Salsa