Educação

25 de novembro de 2017 16:29

Ensino integral potencializa habilidades dos alunos no Agreste

Vice-governador e secretário de Educação Luciano Barbosa prestigia mostra estudantil em Arapiraca

↑ (Fotos: Davi Salsa)

A implantação do modelo de educação integral nas escolas da rede estadual de ensino está potencializando as habilidades dos alunos, com o protagonismo estudantil em diversas áreas do conhecimento.

Em apenas um ano de desenvolvimento, a nova prática pedagógica já apresenta resultados altamente positivos na comunidade escolar.

Neste sábado (25), o vice-governador e secretário de Educação Luciano Barbosa esteve em Arapiraca, onde acompanhou de perto, na Escola Estadual Senador Rui Palmeira (Premem), a primeira mostra das experiências dos projetos integradores, das disciplinas eletivas e dos clubes juvenis.

A escola é uma das três unidades de ensino no município – as outras duas são Isaura Lisboa (Epial) e Lions Club – que desde o início do ano letivo adotam o modelo inovador de educação integral.

A exposição dos projetos integradores foi realizada na quadra de esportes da escola, onde os estudantes tiveram a oportunidade de apresentar suas experiências científicas nas áreas de robótica, desenvolvimento de aplicativos para web, química experimental, astronomia e tecnologias educacionais.

Aplicativo

A mostra também reuniu trabalhos e projetos de pesquisa dos alunos nas áreas da literatura, artes, trabalhos audiovisuais, educação ambiental, educação para o trânsito, horta escolar, alimentação saudável, medicina natural, física e biologia.

Durante o evento, os estudantes do 1º ano F do Ensino Médio da Escola Senador Rui Palmeira, em Arapiraca, lançaram o aplicativo web “Minha Escola”.

O sistema operacional foi desenvolvido pelos alunos, com a orientação do professor Gerlan Cardoso, e reúne informações, vídeos, fotografias e notícias produzidas pelos próprios estudantes, para divulgar as atividades da escola e fortalecer a integração com a sociedade local.

“Esse projeto tem sido uma experiência muito rica para todos nós. Não teríamos a mesma oportunidade de desenvolver o aplicativo se estivéssemos ainda no modelo de ensino tradicional”, declarou o estudante Igor Brito.

Socialização

O diretor Izaías Lino do Nascimento destacou o envolvimento dos professores, coordenadores pedagógicos, articuladores de ensino e estudantes nos projetos integradores da escola.

“Quando adotamos o modelo de educação integral, no início do ano letivo, tínhamos a certeza de que estávamos no caminho certo. “É gratificante ver reunidos educadores e alunos em experiências tão significativas para a escola e para a comunidade”, reforçou o diretor.

O vice-governador e secretário de Educação Luciano Barbosa exaltou o compromisso dos gestores e educadores das escolas estaduais, com a implantação de dezenas de projetos inovadores em todas as regiões de Alagoas.

“Quando o governador Renan Filho assumiu os destinos de Alagoas, em 2014, não existia uma única escola em tempo integral funcionando no Estado. Hoje são 35 e, em 2018, vamos iniciar o ano letivo com 50 unidades”, anunciou Luciano Barbosa.

Futuro

Para ele, a educação integral já mostrou resultados positivos em Arapiraca, na época em que foi prefeito e implantou o modelo de ensino no município.

“Esse programa permite que o jovem fique mais tempo na escola, obtenha mais conhecimentos, seja protagonista do processo de ensino para, mais tarde, ingressar no mercado de trabalho mais qualificado e com um futuro promissor”, completou Barbosa.

A primeira Exposição Integral  (ExpoInte) da Escola Estadual Senador Rui Palmeira  (Premem), em Arapiraca, foi organizada pelos coordenadores-pedagógicos Lívia Oliveira, Vanderli Márcia, Rosa Cardoso e a articuladora de ensino e coordenadora-pedagógica Maria Rosa dos Santos, com o apoio da direção da unidade de ensino e a 5ª Gerência Regional de Ensino (Gere).

A mostra contou com a mobilização de 35 professores e a participação ativa de cerca de 200 alunos do 1º ano do Ensino Médio.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa