Economia

8 de junho de 2018 16:28

Presentes para o Dia dos Namorados devem movimentar R$ 16 milhões em Maceió

Percentual de 54% representa um empate técnico, em relação ao mesmo período do ano passado

↑ Comércio de Maceió (Foto: Assessoria da Fecomércio Alagoas)

O desejo de presentear vai levar 54% dos maceioenses entrevistados a comprar no Dia dos Namorados. O percentual representa um empate técnico, em relação ao mesmo período do ano passado, e uma redução de 5%, em comparação ao ano de 2016. É o que indica a pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio. O Dia dos Namorados deve movimentar na economia de Maceió R$ 16,6 milhões, somente com presentes, considerando que o gasto médio por consumidor será R$ 123,87. Além da comemoração que prevê uma circulação de R$ 14 milhões, ou seja, entre presentes e comemorações, a movimentação ficará em torno de 31 milhões na economia local.

Segundo o levantamento do Instituto Fecomércio, 46% dos entrevistados não irão presentear. Desse total, 44% das pessoas não irão comprar porque não têm a quem presentear. Outros não irão consumir pelo fato de estarem desempregados (16,5%). Tem ainda os cautelosos (9%) com a atual situação econômica que deixarão o parceiro sem presente. Um dado curioso é que 15,6% não devem presentar porque não têm o hábito de comprar presentes.

Agora, quem optou em comprar já sabe até quanto será o valor do presente. Ficará entre R$ 51 e R$ 100 para 30,3% dos entrevistados; até R$ 50, para 25,5%; entre R$ 101 a R$ 150, para 17%; entre R$ 151 a R$ 200, para 10%. A pesquisa mostra que 4,8% dos entrevistados devem gastar acima de R$ 400 com presente.

O Instituto Fecomércio também quis saber quantos presentes o consumidor pretende comprar e 67,9% foram categóricos ao afirmar que apenas um e 22,5%, dois. Acima de três presentes, oscilou em 2% das intenções de compra.

Os apaixonados já têm em mente o que será o presente. Serão: roupas/vestuário (41,3%); calçados (14%); perfumes/cosméticos (10,3%); bijuterias/joias (6,2%); bolsa e acessórios (5,5%), entre outros.

Quanto à forma de pagamento, a opção escolhida será a vista/dinheiro (46,2%), cartão de crédito/parcelado (27,8%), cartão de crédito/rotativo (12%), a vista/cartão de débito (11,6%).

Os entrevistados afirmaram que pretende realizar suas compras em shopping (64,5%), centro de Maceió (16,2%), lojas de rua/bairro/galeria (12%), internet (4,4%), entre outros locais (2,5%). O preço é o critério que leva a maioria a entrar em uma loja (21,3%). Seguido das promoções (16,5%), qualidade dos produtos (10,2%), praticidade (13,6%), conforto (12,8%), proximidade (12,5%), variedade (7,7%), entre outros fatores.

Os casais devem comemorar a data almoçando/jantando em casa (32%), em restaurantes (38,2%), cinema (11,7%), hotel/motel (4,9%), viagem (3,5%), entre outros. Essa comemoração deverá custar entre R$ 51 a R$ 100 (33,6%), até R$ 50 (28,7%), entre R$ 101 a R$ 150 (19,6%), entre R$ 201 a R$ 250 (10%) e outros valores.

PERFIL

Do total de entrevistados, 52% são do sexo feminino e 48% do sexo masculino. O grupo tem idade entre 24 e 34 anos, 41%. Seguido por pessoas entre 18 a 24 anos (35,9%) e 14,3%, entre 35 e 44 anos. A maioria dos participantes da pesquisa possui o ensino médio (55%). Seguido de nível superior (26%), técnico (8,6%), ensino fundamental (7,6%) e pós-graduação (2,6%).

O perfil da renda dos entrevistados aponta para entre dois e cinco salários mínimos (52,6%), entre seis e dez salários mínimos (10,2%), até um salário mínimo (34,9%) e acima de dez salários (2,4%).

O levantamento foi realizado entre os dias 31 de maio a 4 de junho. A pesquisa completa está disponível no endereço www.fecomercio-al.com.br/instituto .

Fonte: Assessoria da Fecomércio de Alagoas

Comentários

MAIS NO TH