Economia

14 de novembro de 2017 16:57 / Por: Tribuna Hoje

Bovespa cai mais de 1% nesta terça com pressão da Petrobras

Ações da petroleira operam em queda ao redor de 6% após resultado abaixo do esperado no 3º trimestre

↑ Foto: Reprodução

O principal índice da bolsa paulista operava em queda nesta terça-feira (14), pressionado pelas perdas das ações da Petrobras , após balanço trimestral e também em meio à queda dos preços do petróleo no mercado internacional.

Às 16h32, o Ibovespa caía 1,73%, a 71.224 pontos.

As ações da Petrobras lideravam as baixas do índice, com queda ao redor de 6%, após a petroleira anunciar lucro líquido de R$ 266 milhões no terceiro trimestre, abaixo da expectativa do mercado.

Na ponta positiva, as ações da JBS subiam acima de 3%, depois que a empresa de alimentos reportou seus resultados do período de julho a setembro, com númerosconsiderados fortes por analistas.

A véspera de feriado no Brasil, quando os mercados internacionais vão operar normalmente, também reforçava o tom de cautela e favorecia trazia volatilidade aos negócios. Mais cedo, o índice operou entre leves altas e baixas, com investidores alternando as atenções entre a expectativa pelo avanço da reforma da Previdência e a divulgação dos balanços corporativos.

Os investidores também seguiam analisando as perspectivas de votação da reforma da Previdência neste ano, após o presidente Michel Temer anunciar que fará uma reforma ministerial que pode garantir mais apoio político ao governo no Congresso Nacional.

Na véspera, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB, pediu demissão, levando o Palácio do Planalto a confirmar poucas horas depois que vai aproveitar o movimento para iniciar a reforma ministerial, que deverá estar concluída, segundo nota, até meados de dezembro.

“A intenção é fortalecer novamente a base governista oferecendo pastas relevantes para partidos descontentes”, escreveram analistas da corretora Guide Investimentos, em nota a clientes.

Com o movimento, ressurgem as expectativas de que o governo consiga ganhar mais força para emplacar sua reforma da Previdência, em uma versão mais enxuta, embora o calendário apertado para votar a medida este ano ainda gere alguma incerteza.

Véspera

Na véspera, o Ibovespa subiu 0,43%, a 72.475 pontos.

Fonte: Reuters