Cidades

14 de junho de 2018 08:08

Copa: aumentam ofertas de TVs em lojas do Centro de Maceió

Torcedores querem assistir aos jogos em telas maiores e com melhor qualidade; comerciantes festejam resultado

↑ Lojas de eletroeletrônicos do Comércio de Maceió registram aumento nas vendas de televisores em cerca de 15% (Foto: Adailson Calheiros)

Com a chegada da Copa do Mundo 2018, muitos torcedores investem em eletrônicos para assistirem aos jogos da melhor forma. Com isso, as vendas de aparelhos de TV no comércio de Maceió registram aumento e os lojistas já festejam o resultado positivo.

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revelou que, em Alagoas, 17,5% da população irão comprar algum produto em decorrência da Copa, desse montante, 1,5% busca por televisores.

De acordo com Ricardo Silveira, gerente de uma loja de móveis e eletroeletrônicos localizada no comércio de Maceió, o aumento nas vendas de aparelhos de televisão cresceu 15% em comparação ao mês passado. Para ele, o principal motivo são os jogos. “O cliente já chega falando que quer uma televisão pra assistir a Copa. Ele está cada vez mais exigente, principalmente por conta da tecnologia. O pedido dele é uma TV top de linha e que o satisfaça por completo. Geralmente são as Smart TV’s, de tela grande e 43 polegadas. Essas são as que mais saem,” informou o gerente. Ele acredita que, dependendo do desempenho da seleção brasileira, as vendas crescerão ainda mais. “O povo brasileiro é muito fã de futebol. Se o Brasil ganhar na primeira fase, não tenho dúvidas que a procura será bem maior. Torço por um jogo como ao da Copa de 94”, enfatiza Silveira.

Esse é o caso da dona de casa Adriana Rêgo, ela comprou uma televisão para o irmão assistir à Copa e tem certeza que ele vai gostar da escolha. “Meu irmão pediu que eu comprasse uma boa televisão para ver os jogos. Então eu disse ao vendedor que queria uma TV com a imagem boa, smart e de 48 polegadas. Foi assim que ele queria. Expliquei ao vendedor e ele me mostrou essa daqui”, fala Adriana segurando a caixa com o aparelho televisor. Quando questionada sobre o preço do eletrônico, ela informou que prezou pela qualidade. Mas que gostou do valor que pagou: R$ 2.200.

José amaro, vendedor de outra loja de eletroeletrônicos também concorda com o aumento nas vendas de televisores. Ele explica que outro motivo para a aquisição de um novo aparelho é a mudança do sinal analógico para digital. “A Copa está sendo fundamental para nossas vendas. Todos querem assistir aos jogos em televisor legal, com melhor qualidade. Os clientes querem uma TV acessível, mas ela precisa ser smart. Aqui a maior saída é 33 e 40 polegadas. Em tempo de copa a venda realmente é muito boa”.

Ele ainda explica que depois das TVs, as maiores vendas são de refrigeradores e freezers. “Devido o aumento no atendimento dos estabelecimentos como bares e restaurantes, a saída de freezer e refrigeradores também está sendo grande, mas nada comparado ao carro-chefe, que é a televisão.”

Já para os que não perdem uma boa barganha, ainda existem as lojas que fazem a troca do televisor usado por um novo. Elas dão ao cliente a possibilidade de levar o aparelho antigo para uma avaliação e, se estiver dentro das exigências, ele ganha desconto na compra do novo. Com esse recurso, não tem desculpas para não ver a seleção canarinho em uma tela de melhor qualidade. O vendedor Alessando Maux explica que o televisor antigo deve estar em perfeito estado. “Funcionando, com o cabo e o controle. Uma avaliação vai definir o valor do desconto. Geralmente ele varia entre R$50 e R$100 reais, se forem televisores tubo. Mas se eles forem digitais, temos outra tabela, e o valor dependerá da especificação de cada televisor.”

Durante jogos, gasto médio será de R$ 10 milhões em Alagoas

 

Os jogos da Copa 2018 também movimentarão outros setores como os de consumo. Isso é o que informa Felippe Rocha, assessor econômico da Federação do Estado de Alagoas (Fecomércio). Ele afirma que a atuação da seleção influenciará diretamente nesse consumo.

“Conforme a pesquisa da CNC, 17,5% dos alagoanos vão consumir durante os jogos. O gasto médio desse consumidor será cerca de R$ 176 reais por jogo. Isso equivale dizer que em Alagoas, o gasto médio total será de R$ 10 milhões, podendo ter um aumento dependendo do desempenho da Seleção. Quanto melhor ela for, mais estímulos de incentivo serão dados à população e, com isso, gastaremos mais”, explica o economista.

Ele afirma que outros setores também sairão ganhando com os jogos. “Por conta desse período de Copa, onde as pessoas saem mais cedo do trabalho para assistir aos jogos, ocorre uma maior demanda em outros setores. Estabelecimentos como bares, restaurantes e supermercados vão lotar no período que antecede aos jogos. Serviços de delivery terão demanda superior, gerando novas riquezas e fazendo esse movimento de R$ 10 milhões. Se os jogadores tiverem um bom desempenho, com certeza teremos um valor maior do que foi estimado.”

Porém, ainda segundo o economista, o cenário político-econômico atual ainda interfere no divertimento de muitos alagoanos. “Há uma descrença sobre as instituições brasileiras. Isso faz com que a própria população não se sinta motivada a torcer pelo próprio país. Isso por conta da corrupção generalizada, além, da taxa de desemprego em Alagoas estar acima da média nacional. Infelizmente, isso faz toda diferença nos cálculos. Inclusive, faz com que as pessoas optem por não fazer gastos e utilizar o que já tem em casa.

Fonte: Tribuna Independente / Daniele Soares

Comentários

MAIS NO TH