Cidades

26 de Fevereiro de 2018 16:19

Arsal fiscaliza unidades consumidoras e orienta usuários do gás natural canalizado

Fiscalização focou em condomínios, hotéis e restaurantes da capital

↑ Assessoria

Durante o mês de fevereiro, 38 unidades consumidoras de gás natural canalizado nos segmentos residencial (prédios, casas e condomínios) e comercial (hotéis, restaurantes e lanchonetes) em Maceió foram fiscalizadas pelos técnicos da Gerência de Gás Natural da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal).

Nas inspeções, os técnicos avaliaram pontos como o desempenho da Gás de Alagoas S.A. (Algás) em relação as solicitações dos usuários; o tempo demandado nos atendimentos de emergência por vazamento e falta de gás; as condições dos equipamentos de medição instalados nas unidades e a qualidade do atendimento comercial da concessionária.

O teleatendimento, as faturas de cobrança e os procedimentos de suspensão e religação do fornecimento do serviço também foram observados. Junto aos usuários, os técnicos verificaram o cumprimento de prazos, procedimentos e requisitos estabelecidos pela Arsal e pela legislação vigente. As fiscalizações ocorreram sem registros de não conformidades.

A equipe da Agência Reguladora orientou ainda os usuários, distribuindo cartilhas informativas acerca de seus direitos e deveres e explicando o papel da Arsal na regulação do serviço de distribuição de gás natural no estado.

Rotineiras, essas fiscalizações visam, entre outras coisas, conhecer a percepção dos usuários em relação aos serviços prestados pela concessionária. “Isso é fundamental para a Agência Reguladora, pois, não há ninguém melhor que o próprio usuário para apontar problemas na execução dos serviços, avaliar o desempenho da Algás, destacar aspectos importantes e, consequentemente, contribuir para o aprimoramento do serviço”, destacou Clara Alves, gerente de Gás Natural da Arsal.

Em Alagoas, 9.610 unidades consumidoras são atendidas pela rede de distribuição de gás natural, sendo 8.955 do segmento residencial, 586 estabelecimentos comerciais, seis unidades de cogeração, 35 indústrias e 28 postos automotivos, nos municípios de Maceió, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, Pilar, Marechal Deodoro, Atalaia, Penedo e Satuba.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH