Cidades

12 de janeiro de 2018 12:47

Projeto Golfinho une conhecimentos práticos e teóricos em suas aulas

Segundas turmas do projeto começam suas atividades dia 15

↑ As aulas desta 13ª edição do Projeto Golfinho serão realizadas na Praia de Pajuçara, em Maceió

 Apesar de ser dividido em turmas semanais, o Projeto Golfinho oferece o mesmo conteúdo e atividades a todos os  seus participantes. Desta forma, os meninos e meninas que iniciam  suas atividades nesta segunda-feira (15) terão acesso ao mesmo conteúdo transmitido na primeira turma garantem os organizadores – Braskem e Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

Por exemplo, toda programação começa com instruções sobre a  importância da aplicação do protetor solar em atividades realizadas ao ar livre, durante o dia. Em plena Praia de Pajuçara, ao lado dos instrutores Bombeiros e com equipamentos de salvamento aquático, as crianças aprendem sobre ações preventivas, comportamento seguro e reconhecimento de riscos nos mares, rios, lagoas e piscinas. O tema ‘Criança segura’ ainda inclui  noções de primeiros socorros, reanimação de pessoas  e prevenção de acidentes domésticos, como choques elétricos, queimaduras e com contusões com  objetos cortantes.

Os  trabalhos com Educação Física também são realizados, para despertar e/ou incentivar nas  crianças a importância da prática de esportes e de exercícios físicos desde cedo, para promover o crescimento saudável. As práticas esportivas vão do futebol de areia, as corridas e jogos de queimado, tradicionais brincadeiras infantis, até trabalhos funcionais conduzidos pelos instrutores voluntários.

A prevenção ao uso de drogas, a preservação do meio ambiente e noções de civismo – com apresentação das informações técnicas sobre o significado do Hino Nacional Brasileiro e das bandeiras do Brasil e de Alagoas – completam o conteúdo programático da colônia de férias. O Projeto Golfinho já está em sua 13ª edição, recebendo meninos e meninas dos 8 aos 13 anos de idade a cada mês de janeiro e auxiliando na formação cidadã destas crianças.

Fonte: Assessoria