Cidades

20 de novembro de 2017 21:28

TRT/AL é agraciado pelo CNJ com Selo Ouro Justiça em Números

- O Selo Justiça em Números foi criado em outubro de 2013 para fomentar a qualidade dos dados estatísticos do Judiciário

↑ O Tribunal Superior do Trabalho (TST) foi o único tribunal superior agraciado com o Selo na categoria Diamante. (Ascom)

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) foi o único tribunal superior agraciado com o Selo na categoria Diamante.
(Ascom)

Pelo segundo ano consecutivo, o Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL) foi agraciado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o prêmio Selo Justiça em Números, na categoria Ouro, em reconhecimento à excelência da gestão de informações administrativas e processuais, incluindo a qualidade da prestação jurisdicional. O Tribunal Superior do Trabalho (TST) foi o único tribunal superior agraciado com o Selo na categoria Diamante.

A premiação aconteceu durante 11º Encontro Nacional do Poder Judiciário, que teve início nesta segunda-feira (20.11), em Brasília. O prêmio foi recebido pelo presidente do Tribunal, desembargador Pedro Inácio da Silva, que participou da solenidade ao lado dos servidores Victor Rezende Dorea e Diego Chendes Dias Gomes, da Secretaria de Gestão Estratégica. Para ele, a sensação é de dever cumprido.

“Foi muito importante para o Tribunal manter-se entre os agraciados na categoria Ouro. A premiação é resultado do trabalho conjunto de servidores e magistrados. Significa que estamos cumprindo o nosso dever de atuar com transparência e qualidade, pensando sempre no compromisso com a celeridade na entrega da prestação jurisdicional e no cumprimento da política de metas do Poder Judiciário”, afirmou.

Os números que serviram de referência para a premiação são de 2016 e 2017. Além do requisito básico de encaminhamento adequado das informações constantes no Sistema de Estatística do Poder Judiciário (SIESPJ), com atenção aos prazos de preenchimento e à consistência dos dados, também foram avaliados outros itens, tais como: nível de informatização do Tribunal, uso de relatórios estatísticos para o planejamento estratégico e cumprimento de resoluções do CNJ alinhadas à gestão da informação. A edição de 2017 incluiu avaliação de indicadores de eficiência da prestação jurisdicional, por meio do Índice de Produtividade da Justiça (IPCJus).

O Selo – O Selo Justiça em Números foi criado em outubro de 2013 para fomentar a qualidade dos dados estatísticos do Judiciário, sobretudo referentes ao Relatório Justiça em Números. A ideia é aprimorar a coleta e sistematização dos dados para garantir informações e indicadores confiáveis para a tomada de decisões no processo de planejamento e gestão estratégicos, além de aumentar o acesso público a esses dados.

O 11º Encontro Nacional do Poder Judiciário se estende até terça-feira (21.11) e reúne presidentes e corregedores dos Tribunais e Conselhos de Justiça, além de membros da área de governança e gestão estratégica do Poder Judiciário. Neste dia, serão definidas as metas judiciais do Poder Judiciário para 2018.

Ao todo, 89 tribunais receberam premiação distribuída nas categorias Diamante, Ouro, Prata e Bronze.

Fonte: Assessoria