Brasil

18 de janeiro de 2018 12:40

Jornalista morre após levar choque elétrico durante festa em balneário

Vítima, identificada como Tadeu Spilere, atuava como assessor de imprensa

tadeu - Jornalista morre após levar choque elétrico durante festa em balneário
↑ “Ele apareceu de surpresa e foi uma farra, todo mundo adorou, porque ele era o cara mais querido da turma, o cara que tocava para todo mundo, fazia tudo para todo mundo. Ele era um familiar”, contou o amigo Lucas Borges.

O jornalista Tadeu Spilere, de 33 anos, participava de uma festa quando levou um choque e morreun a tarde de domingo (14) em Balneário Rincão, no Sul do estado de Santa Catarina. Como mostrou o Jornal do Almoço, ele e os amigos se reuniam todo verão em uma casa de praia. O corpo foi enterrado na tarde da última segunda em Nova Veneza, município que decretou luto oficial de três dias.

“Ele apareceu de surpresa e foi uma farra, todo mundo adorou, porque ele era o cara mais querido da turma, o cara que tocava para todo mundo, fazia tudo para todo mundo. Ele era um familiar”, contou o amigo Lucas Borges.

festa - Jornalista morre após levar choque elétrico durante festa em balneário

Amigos se reuniam todo verão em casa de praia (Foto: Reprodução NSC TV)

 Segundo a família, Tadeu estava dentro da piscina com os colegas quando foi chamado para tocar uma música com a banda que estava se apresentando na festa. Ele saiu da piscina e pegou o microfone. Na hora, ele levou choque e caiu.

“Foram desligar o microfone da tomada, dali já chamaram o socorro, tentaram reanimar, a ambulância veio. Alguns até dizem que ele chegou com vida ao hospital, outros disseram que não, mas era para acontecer dessa maneira”, disse Ciça Spilere, irmã de Tadeu.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a água é o melhor condutor de eletricidade, por isso é preciso muito cuidado ao tocar objetos energizados com o corpo molhado.

“No chão, se tiver água e o fio estiver energizado, vai passar para a pessoa, se ela não estiver com um calçado ou totalmente seca, pode levar um choque. Nunca se deve mexer com eletricidade perto de água”, disse o bombeiro Alexandre Minatto.

Z - Jornalista morre após levar choque elétrico durante festa em balneáriofunerbre - Jornalista morre após levar choque elétrico durante festa em balneário

Velório e sepultamento ocorrem em Nova Veneza nesta segunda (Foto: Reprodução NSC TV)

Conforme os bombeiros, todo aparelho energizado perto da água pode oferecer risco. “Não deixar o som perto da água nem celular quando vai carregar, porque hoje, todo mundo está na internet. Às vezes, a pessoa vai ligar uma fritadeira elétrica, está perto ali, vai fazer um lanchinho na piscina. Levou um choque, pode ser fatal”, comentou Minatto.

Tadeu trabalhava como assessor de imprensa.

Fonte: Zero Hora

Comentários

MAIS NO TH