Pai suspeito de matar bebê de 9 meses é absolvido em julgamento - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Brasil

18 Mai de 2017 - 12:31

Pai suspeito de matar bebê de 9 meses é absolvido em julgamento

Julgamento, que durou cerca de 10 horas, ocorreu na cidade de Prado, na região sul da Bahia; caso ocorreu em 29 de outubro de 2016.
G1
(Arquivo Pessoal) Versão dos pais diz que criança caiu do carro em movimento, polícia diz que informações são divergentes na Bahia (Arquivo Pessoal) Versão dos pais diz que criança caiu do carro em movimento, polícia diz que informações são divergentes na Bahia

O pai do bebê de nove meses que morreu após supostamente ter caído de um carro, no sul da Bahia, foi absolvido em julgamento realizado nesta quarta-feira (17) no fórum da cidade de Prado. O julgamento teve início às 10h e só foi finalizado por volta das 20h. Jorge Mendes Carneiro foi absolvido por quatro votos a três.

O inquérito policial havia constatado, durante a reconstituição do crime e após exumação do corpo da criança, que o bebê teria morrido em decorrência de uma agressão e, por isso, os pais da criança foram apontados como autores do crime.

A polícia constatou marcas no crânio da criança, que não eram compatíveis com a versão dos pais, de que o bebê havia caído do carro em movimento.

A denúncia foi feita pelo Ministério Público e os pais chegaram a ser presos em dezembro do ano passado, mas a mãe foi liberada, porque a justiça entendeu que não havia elementos para incriminá-la. Ela foi ouvida como testemunha de defesa.
Parentes da mulher estavam no julgamento com uma blusa onde se lia “acreditamos em você”, por acreditarem na inocência do pai da criança.

Caso

O caso aconteceu em 29 de outubro do ano passado, mas os pais da vítima só registraram o ocorrido no dia seguinte. Para a polícia, o pai da criança contou que o bebê estava no banco de trás, na cadeirinha, mas sem o cinto de segurança. De acordo com ele, na trepidação da estrada, a criança foi derrubada da cadeira e conseguiu abrir a porta do carro, o que causou a queda. Ele contou ainda que socorreu o filho até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Prado, mas a vítima já chegou à unidade de saúde sem vida.

Júlio César Telles, delegado responsável por investigar o caso, considerou a versão contraditória com os fatos e suspeitou que a criança foi vítima de agressão. Durante as investigações, a polícia tomou conhecimento de que a criança já tinha sido agredida em de agosto, na cidade de São Félix do Coribe, no oeste da Bahia.

A justiça determinou o pedido de exumação do corpo da vítima, que passou por uma segunda perícia, para elucidar a investigação do caso. A partir dessa exumação, as agressões foram constatadas e o casal foi preso.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.