PM de Alagoas deflagra Operação Nacional de Segurança Tiradentes - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Polícia

20 Abril de 2017 - 19:58

PM de Alagoas deflagra Operação Nacional de Segurança Tiradentes

Ação será realizada pela PM e Corpo de Bomebrios em todo o país, no período de 24 horas
Tribuna Hoje, com Agência Alagoas
Na capital, serão empregadas 150 viaturas e 698 policiais militares; no interior, serão 841 homens e 252 veículos Reprodução Na capital, serão empregadas 150 viaturas e 698 policiais militares; no interior, serão 841 homens e 252 veículos

A Polícia Militar de Alagoas iniciou, na tarde desta quinta-feira (20), em 102 municípios do Estado, a Operação Nacional de Segurança, denominada ‘Tiradentes’.

Conforme deliberação do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, a ação conjunta será realizada em cada estado da Federação, no período de 24 horas, somando esforços adicionais das corporações, com foco na prevenção e manutenção da ordem pública e segurança dos cidadãos brasileiros.

Serão executadas todas as variáveis do policiamento ostensivo geral e de trânsito e/ou rodoviário, caracterizado pelos processos a pé, motorizado, montado, recebendo o apoio do aéreo da Secretaria do Estado da Segurança Pública (SSP/AL); bem como serão utilizados os modos peculiares de policiamento ostensivo: patrulhamento, permanência e diligência.

Responsável por comandar a operação em todo o Estado, o subcomandante-geral da PM, coronel Wilson Silva, respondendo pelo Comando da corporação, explicou que a ação visa homenagear o Alferes Joaquim José da Silva Xavier, ‘Tiradentes’, patrono das polícias militares do Brasil. “A operação tem a finalidade de reduzir os índices de violência, com a realização de abordagens e a possível retirada de circulação de armas e drogas”, destacou.

O oficial ressaltou que, nesses casos, é necessária a compreensão da sociedade. “Nós pedimos sempre a colaboração da população alagoana, que, ao ser abordada, coopere, colabore, porque nós precisamos tirar de circulação as pessoas que porventura estejam envolvidas em delitos ou possíveis crimes”, disse.

Na capital, serão empregadas 150 viaturas, entre carros e motocicletas, e um efetivo de 698 policiais militares. Já no interior, nas regiões do Sertão, Agreste e Zona da Mata, será disponibilizado um efetivo de 841 homens e 252 veículos.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.