Governo de Alagoas nomeia novos policiais para reforço na segurança - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Polícia

20 Abril de 2017 - 19:44

Governo de Alagoas nomeia novos policiais para reforço na segurança

Cruzada contra a violência prevê a incorporação da reserva técnica da Polícia Civil, incluindo policiais, delegados e outros profissionais
Tribuna Hoje, com Agência Alagoas
Governo vem adotando novas estratégias de combate à violência, como a implantação dos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) e a Força Tarefa da Polícia Militar Reprodução Governo vem adotando novas estratégias de combate à violência, como a implantação dos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) e a Força Tarefa da Polícia Militar

O governador de Alagoas, Renan Filho, nomeou doze novos agentes da Polícia Civil nesta quinta-feira (20), para atuar dentro da nova estratégia de enfrentamento à criminalidade. A solenidade foi acompanhada pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Lima Júnior, o delegado-geral de Polícia Civil, Paulo Cerqueira, chefes de comando das diversas forças de segurança e delegados.

“Alagoas precisa muito de policiais operacionais. Estamos enfrentando uma cruzada contra a violência, por isso decidimos não protelar mais as nomeações, pois precisamos fortalecer a atuação da segurança. Inclusive, com a incorporação da reserva técnica da Polícia Civil, iniciando pelos policiais e depois nomeando delegados e outros profissionais”, afirmou o governador.

Renan Filho citou a questão da guerra de facções em Alagoas, responsável pelo aumento no número de homicídios nos últimos meses, e a necessidade de reforço e novas estratégias para combater a violência, como os Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) e a Força-Tarefa da Polícia Militar. “Estamos ampliando os Cisps, que unem polícias Civil e Militar e que têm reduzido, em média, 35% o número de homicídios e ampliado a expectativa de segurança da população em várias cidades do interior de Alagoas”, detalhou.

O governador voltou a citar a redução do índice de homicídios na capital, que já chegou a ser a quinta mais violenta do mundo no ranking de cidades com mais de 300 mil habitantes e caiu 19 posições segundo a ONG Mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.