Lava Jato pede condenação e prisão de Claudia Cruz, mulher de Cunha - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Política

19 Abril de 2017 - 16:30

Lava Jato pede condenação e prisão de Claudia Cruz, mulher de Cunha

Claudia Cruz teria usado dinheiro desviado da Petrobras para fazer compras em lojas de grife
R7
Claudia Cruz teve prisão pedida pela força-tarefa da Lava Jato Reprodução Claudia Cruz teve prisão pedida pela força-tarefa da Lava Jato

A força-tarefa da Lava Jato, formada por procuradores da República em Curitiba (PR), pediu nesta quarta-feira (19) ao juiz federal Sérgio Moro a condenação da jornalista Claudia Cruz, mulher do ex-deputado federal Eduardo Cunha.

Claudia é acusada de lavagem de dinheiro e, devido à "gravidade dos crimes" praticados, o "regime inicial de cumprimento da sanção privativa de liberdade aplicada [...] deverá ser inicialmente fechado", sugere o MPF (Ministério Público Federal).

O pedido se fundamenta no esquema de corrupção que Eduardo Cunha comandou ao viabilizar contrato de aquisição de 50% dos direitos de exploração de um campo de petróleo localizado na República do Benin, na África, pela Petrobras.

O negócio rendeu US$ 10 milhões, de acordo com o MPF, sendo ao menos US$ 1,5 milhão a Cunha. Esse dinheiro foi pulverizado em três contas na Suíça, sendo uma delas, a Köpek, no Banco Julius Bär, mantida por Claudia Cruz.

O principal argumento dos procuradores é que Claudia Cruz pagou despesas pessoais com esses recursos.

— Com os valores de origem criminosa recebidos por EDUARDO CUNHA em conta, CLAUDIA CRUZ utilizou-os para compras de valores vultuosos, mediante a aquisição de bens de luxo em lojas de grife nos Estados Unidos e na Europa, além do pagamento de outras despesas pessoais da acusada e de seus familiares.

Entre os locais em que Claudia fez compras estão lojas como Chanel, Christian Dior, Balenciaga, Prada, Louis Vuitton e Hermès localizadas em cidades como Paris, Roma, Lisboa e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Na petição, os procuradores alegam que "ao pagar substâncias despesas internacionais próprias e de sua família com recursos ocultos que sabia que eram provenientes de crimes, a acusada CLAUDIA CORDEIRO CRUZ deve ser condenada pela prática do crime de lavagem de dinheiro".

Os procuradores querem ainda que Claudia Cruz devolva aos cofres públicos US$ 1.061.650, "bem como os valores envolvidos nos crimes de lavagem, recebidos das contas de EDUARDO CUNHA (TRIUMPH SP: USD 1.050.000,00, NETHERTON: USD 165.000,00) e ORION SP: USD 60.000,00".

Comentários

  • sertanejo cagota

    em 19/04/2017 as 17:33

    "Eitcha se fosse prender essas vagabundas de salto alto e batom vermelho na cara ajudante dos maridos políticos e ladrões do meu dinheiro, ia faltar presídio. Tem muitas mulheres de políticos assim."

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.