França quer provar que governo sírio esteve por trás de 'ataque químico' - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Mundo

19 Abril de 2017 - 15:14

França quer provar que governo sírio esteve por trás de 'ataque químico'

Ministro afirma que 'em alguns dias' provará que regime de Bashar al-Asad foi responsável pelo ataque
AFP / G1
Ataque químico na Síria deixou 58 mortos e mais de 60 feridos (Foto: Reprodução GloboNews) Ataque químico na Síria deixou 58 mortos e mais de 60 feridos (Foto: Reprodução GloboNews)

A França provará em alguns dias que o regime sírio esteve por trás do ataque químico contra a cidade de Khan Sheikhun, que deixou 87 mortos no dia 4 de abril, declarou nesta quarta-feira (19) o ministro das Relações Exteriores, Jean-Marc Ayrault.

"Temos elementos que nos permitirão demonstrar que o regime utilizou armas químicas", afirmou Ayrault à imprensa. "Em alguns dias poderei mostrar as provas", afirmou.

"Não somos os únicos. A OPAC (Organização para a Proibição de Armas Químicas) continua com a investigação", acrescentou.

A OPAQ indicou na quinta-feira passada que seus especialistas estavam analisando amostras recolhidas por "várias fontes" e considerou críveis as acusações sobre um suposto ataque químico lançado em Khan Sheikhun.

O presidente sírio, Bashar al-Assad, nega estar por trás deste ataque, classificado por Washington como um "crime de guerra", e acusou os países ocidentais de terem fabricado esta história para utilizá-la como pretexto para os bombardeios americanos de 7 de abril, lançados em represália por este ataque.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.