TJ discute destinação das terras da Laginha com entidades ligadas ao campo - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Cidades

18 Abril de 2017 - 18:49

TJ discute destinação das terras da Laginha com entidades ligadas ao campo

Encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (18) e foi conduzido pelo desembargador Celyrio Adamastor Tenório Accioly, que está no exercício da Presidência da Corte
Tribuna Hoje, com assessoria TJ/AL
Desembargador Celyrio Adamastor ouviu os pleitos dos movimentos agrários Reprodução Desembargador Celyrio Adamastor ouviu os pleitos dos movimentos agrários

Representantes de entidades ligadas ao campo participaram de reunião, nesta terça-feira (18), no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Durante o encontro, conduzido pelo vice-presidente da Corte, desembargador Celyrio Adamastor Accioly, foi discutida a destinação das terras da Usina Laginha para a reforma agrária.

“Estamos aqui para retomar os diálogos sobre as terras do Grupo João Lyra. Há três anos foi feito acordo para que as famílias deixassem as usinas Uruba e Guaxuma e se dirigissem para as terras da Laginha. A situação, no entanto, ainda não está regularizada. É preciso que o acordo continue”, explicou o coordenador da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Carlos Lima. A área da usina tem cerca de 11 mil hectares e está localizada em União dos Palmares, abrangendo ainda o município de Branquinha. “São muitas as famílias que estão no local, trabalhando, plantando e esperando a concretização desse acordo”, destacou o coordenador, ressaltando que a permanência das famílias vai contribuir para a diminuição dos conflitos agrários no interior do Estado.

O desembargador Celyrio Adamastor disse que o Tribunal de Justiça vai entrar em contato com os juízes encarregados de analisar o processo da Laginha para que o caso seja solucionado o mais rápido possível. Além da Comissão Pastoral da Terra, participaram o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Movimento Via do Trabalho (MVT).

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.