Em meio a problema de aumento no nº de homicídios, SSP prende 15 suspeitos - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Polícia

18 Abril de 2017 - 18:22

Em meio a problema de aumento no nº de homicídios, SSP prende 15 suspeitos

Foram nove detidos em Marechal Deodoro e outros seis em Maceió nos últimos dias
Bruno Martins
Coletiva na SSP (Foto: Sandro Lima / Arquivo) Coletiva na SSP (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

Na tarde desta terça-feira (18), a Secretaria de Segurança Pública apresentou os nomes de 15 detidos durante os últimos dias. Eles são suspeitos de envolvimentos em crimes de homicídios na região metropolitana de Maceió. Os dados da ‘Operação Páscoa’ foram divulgados em coletiva. Além das informações da operação, a SSP comentou o número de homicídios em 2017, que foram 600 nos três primeiros meses do ano. O secretário, coronel Lima Júnior, atribuiu o crescimento no número de assassinatos à briga entre facções que ocorre no estado.

Marechal Deodoro

O delegado de Marechal Deodoro, Rodrigo Colombelli, apresentou os nomes dos detidos no município.

O primeiro caso foi o de Antonino Sátiro do Nascimento, de 56 anos. Ele foi detido na segunda-feira (17) após ter ido à delegacia registrar um Boletim de Ocorrência por estelionato. Antonino tinha cadastro no Sistema da Polícia Civil (Sispol), referente a um crime ocorrido em dezembro de 1994 na Vila Redenção, no bairro do Farol em Marechal. Na referida época, ele discutiu com Miguel José da Silva, que tinha 40 anos, e teria dado um golpe com um pedaço de madeira na cabeça da vítima, que morreu no local. Ele estava foragido desde então, com mandado em aberto desde 2001.

O segundo caso foi de crime ocorrido em 26 de março deste ano. Na data, foram assassinados Adelon Leonardo Cassimiro e Jackson Luis da Silva. As vítimas tinham dívidas com traficantes locais e foram executados por Weshley Diegto de Oliveira Silva, de 26 anos, e Filipe Eduardo Florêncio Santos. Adelon foi morto com cinco tiros no povoado Cabreiras e Jackson foi executado no povoado Malhadas com um disparo. Weshley teria efetuado os tiros menos de um mês depois de sair do sistema prisional. Filipe tinha passagem por homicídio, uso de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A primeira ocorrência, quando ainda era menor de idade. Ambos foram detidos na quinta-feira (13).

O terceiro caso ocorreu em 7 de abril. Wellington Felipe Silva dos Santos foi morto por Cícero Cláudio dos Santos Cunha, de 18 anos; Lucas da Silva, de 22 anos; Alisson Silva Salles, de 19 anos; e Alef Matias de Melo, de 23 anos. Segundo a polícia, Lucas desferiu uma pedrada na cabeça de Wellington, que ficou cambaleando. Em seguida, Cícero deu um golpe de facão no pescoço da vítima. Lucas e Cícero começaram a cavar o local onde Wellington seria enterrado, porém ele ainda estava agonizando. Alison então desferiu vários outros golpes de facão, até á vítima morrer. Em seguida, enterraram o jovem que tinha 21 anos. A polícia investiga se Alef participou, pois, segundo os depoimentos dos suspeitos, este apenas estava junto com eles no momento do crime. O corpo de Wellington foi encontrado há uma semana, no dia 11.

O quarto caso ocorreu no dia 11 de abril. Roberval da Silva foi morto a tiros porque Cosmo Lino dos Santos e Damião Lino dos Santos, ambos de 30 anos e irmãos gêmeos, discutiram com o filho da vítima por conta de som alto. Cosmo e Damião foram até a residência deles após discussão verbal com o filho de Roberval e voltaram portando um revólver calibre 38 e outro calibre 32. O jovem então correu para dentro da casa e trancou a porta. Como não conseguiram atingir o filho, se dirigiram até o posto de saúde aonde Roberval trabalhava e mataram o funcionário da unidade de saúde. Segundo a polícia, ambos afirmaram não ter arrependimento e que se a vítima estivesse viva a matariam novamente.

Maceió

Em Maceió foram seis presos. Anderson Lima Rocha, conhecido como ‘Queijo’, foi preso por conta do assassinato de Abraão Lucas da Silva Santos, de 18 anos, e Andressa Tamara da Silva Santos, de 20 anos, em agosto de 2015 no Benedito Bentes.

Anderson da Silva Lopes foi detido em flagrante no dia 27 de março suspeito de matar José Rogério Miranda Lopes, de 46 anos, após uma discussão de bar no Jacintinho.

Eliton Felix Ferreira de Lima, de 27 anos, foi detido no dia 7 de março. Ele e dois comparsas participaram da morte de Thiago Cavalcante de Oliveira, de 19 anos, que foi espancado e agredido com tijoladas e pedradas possivelmente por questões do tráfico de drogas no Benedito Bentes. Em coletiva no dia 10 de março, Eliton já havia sido apresentado pelo mesmo crime.

Felipe Augusto dos Santos, de 23 anos, foi detido porque teria matado Macson Santos Bezerra em fevereiro.

Jonathan dos Santos Silva, de 21 anos, e Mariel Vitor Valério dos Santos, de 30 anos, foram detidos pelo ação criminosa ocorrida nas areias da praia de Ponta Verde em 26 de março.  Uma das vítimas morreu na praia e o outro não resistiu aos ferimentos e faleceu no Hospital Geral do Estado. O crime foi creditado à briga entre facções em Alagoas.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.