Departamento de Saúde de Nova York testará produto para esterilizar ratos - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Mundo

18 Abril de 2017 - 10:12

Departamento de Saúde de Nova York testará produto para esterilizar ratos

Município divulgou que fará teste em pequena escala de produto que bloqueia ovulação das fêmeas
AFP / G1
Homem observa um rato morto em Nova York. (Foto: Craig Ruttle/AP) Homem observa um rato morto em Nova York. (Foto: Craig Ruttle/AP)

A cidade de Nova York testará em breve um produto para esterilizar ratos que bloqueia a ovulação das fêmeas, com o objetivo de reduzir a população destes roedores que infestam a cidade.

Uma funcionária do departamento de Saúde de Nova York indicou na segunda-feira (17) que a cidade fará "um teste em pequena escala" para "avaliar a eficácia do produto", enquanto continua a "promover mudanças estruturais e comportamentais que podem reduzir as condições que permitem a proliferação de ratos".

Este produto líquido deixa as ratas estéreis e não representa nenhum risco para o meio ambiente, segundo a empresa SenesTech, do Arizona, que o fabrica.

Nova York enfrenta um grande problema de saúde pública com os ratos, espécie que se reproduz a um ritmo fenomenal - dois exemplares podem dar à luz 15 mil ratos em um único ano.

Esses roedores são legiões em Nova York e é comum vê-los nas ruas, principalmente perto dos sacos de lixo amontoados nas calçadas e no metrô.

Uma lenda urbana afirma que em Nova York há tantos ratos quanto habitantes (8,5 milhões). Mas um estudo realizado no final de 2014 por um pesquisador da Universidade de Columbia calculou que a população de roedores na cidade é de cerca de dois milhões.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.