Perícia irá implantar softwares para controle de documentos e laudos - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Tecnologia

30 Março de 2017 - 16:38

Perícia irá implantar softwares para controle de documentos e laudos

Uso de uma das ferramentas foi autorizado por meio de termo de cooperação de cessão e um segundo sistema está sendo desenvolvido por profissionais alagoanos
Agência Alagoas
Visita técnica de servidores alagoanos a Celepar, órgão de tecnologia do Paraná, que mantém o GDL - software desenvolvido pela Polícia Científica de São Paulo e doado ao Paraná em 2013 Divulgação Visita técnica de servidores alagoanos a Celepar, órgão de tecnologia do Paraná, que mantém o GDL - software desenvolvido pela Polícia Científica de São Paulo e doado ao Paraná em 2013
A Perícia Oficial do Estado de Alagoas (Poal) dará mais um importante passo na área de tecnologia da informação. Uma comissão criada e formada por integrantes da Perícia e da Secretaria de Segurança Pública (SSP) se reuniu na manhã de hoje (30), para planejar o projeto de customização e implantação de um sistema gerenciador de documentos e laudos (GDL) que será utilizado pelos peritos oficiais criminais para confecção de laudos de perícias externas e internas do Instituto de Criminalística.

O projeto seguirá os moldes da Perícia do Estado do Paraná, com quem Alagoas firmou um termo de cooperação técnica para cessão do código fonte do software para a utilização na perícia alagoana. Para a efetiva implantação, os responsáveis pelo sistema no Paraná recomendaram a parceria com outros órgãos para a customização do sistema e o fornecimento da infraestrutura de TI adequada.

A parceria entre os dois estados foi firmada na última semana durante uma visita técnica realizada pelo perito criminal e chefe da seção de perícias de crimes de informática, Wellington Melo, e o chefe do Núcleo de Desenvolvimento de Sistemas da SSP, Ulisses Araújo, à Polícia Científica do Paraná. Durante a visita foram apresentados os processos adotados naquele Estado, o funcionamento do sistema e a infraestrutura necessária para a sua implantação.

Outro local de visita foi a Celepar, órgão de tecnologia do Paraná, que mantém o GDL - software desenvolvido pela Polícia Científica de São Paulo e doado ao Paraná em 2013. A equipe responsável apresentou as dificuldades encontradas no processo e a infraestrutura necessária para a implantação do sistema.

A visita foi de extrema importância para se buscar a modernização da Perícia Oficial de Alagoas, visto que a implantação desse sistema trará maior controle, rastreabilidade, celeridade e economia para os exames periciais.

No Paraná, o processo de customização e implantação durou um ano e seis meses. “A equipe alagoana está em fase de planejamento para estimar um prazo de conclusão, que dependerá do número de profissionais que serão alocados para o projeto”, explicou o perito criminal.

De acordo com o perito geral Manoel Melo, outra novidade dessa área é o desenvolvimento de uma ferramenta específica para ser implantada nos Institutos de Medicina Legal do Agreste e da Capital. O projeto que está em fase embrionária vem sendo desenvolvido por profissionais do núcleo de desenvolvimento de sistemas da SSP de Alagoas por orientação do Ministério Público durante reunião com gestores da perícia e da segurança pública.

“A obtenção dessas novas ferramentas fazem parte do processo de modernização de todos os Institutos que compõem a Perícia de Alagoas. Quando implantados daremos um salto na qualidade final dos serviços oferecidos à população e no combate à criminalidade”, afirmou Melo.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.