Trabalhadores maceioenses comemoram Dia Nacional do Artesão - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Cidades

19 Março de 2017 - 09:00

Trabalhadores maceioenses comemoram Dia Nacional do Artesão

Quem quiser conhecer os trabalhos dos artesãos de Maceió, dispõe de cinco pontos de exposição para os grupos ativos de economia solidária da Semtabes
Secom/Maceió
Semtabes garante apoio a 23 grupos de economia solidária que trabalham com artesanato (Foto: Secom/Maceió) Semtabes garante apoio a 23 grupos de economia solidária que trabalham com artesanato (Foto: Secom/Maceió)

Neste dia 19 de março, quando se comemora o Dia Nacional do Artesão, profissionais contam histórias da nossa cultura por meio de trabalhos que são verdadeiras obras de arte.  Das mãos desses artistas surge a mágica capaz de transformar vidas de quem a admira e de quem a cria.

É o caso da donda Gerusa Ferreira, do grupo de economia solidária Trabalhando com as Mãos, vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes). Ela cresceu numa família de artesãos. Mãe, pai, irmãs, todos dividindo os prazeres da arte de criação manual. Viveu toda a vida do comércio e, aos 48 anos, dona Gerusa se aposentou.
“Eu fiquei sem fazer nada e aí procurei alguma coisa para fazer. Fiquei no espaço que minha irmã estava expondo e comecei a fazer fuxico. Hoje já faço várias coisas, como filé, macramê, jogos de cozinha, lençol infantil. A ideia vem do nada. Você vê uma coisa e já vai pensando em fazer algo especial com aquilo”, conta a artesã, que há 20 anos trabalha com artesanato.
O artesanato conseguiu mudar a forma como dona Gerusa via a vida. “Hoje o artesanato para mim é tudo. Meu pensamento mudou bastante. Ele me ajuda a sobreviver. Quando perdi meu esposo, tive depressão e o artesanato me ajudou a superar”, afirma a artesã.
img-20170317
Dona Gerusa Ferreira é artesã há 20 anos
Essas e outras histórias continuam sendo construídas com o apoio da Semtabes, que trabalha hoje com 23 grupos de economia solidária ligados diretamente ao artesanato. A Secretaria conseguiu abrir novos pontos de exposição e comercialização para os grupos.
“É importante lembrar essa data tão especial para os artesãos. Quero parabenizar cada um deles e fazer um chamado à população para que conheça os trabalhos e as histórias desses profissionais. Nós temos dado apoio na ampliação de espaços de comercialização, em pontos públicos e nos shoppings da cidade, e continuaremos apoiando os artesãos de Maceió”, destaca o titular da Semtabes, Ricardo Lessa.
Pontos de exposição
Quem quiser conhecer os trabalhos dos artesãos de Maceió, dispõe de cinco pontos de exposição para os grupos ativos de economia solidária da Semtabes, que trabalham em sistema de rodízio. Dentro dos Shoppings Maceió e Pátio, no Mercado do Jaraguá, nas Praças Lions e Gogó da Ema, além do Mercado do Artesanato, localizado no bairro da Levada.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.