Vereador de Maceió, Lobão troca presidência de comissão por atuação na rua - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Política

17 Fevereiro de 2017 - 10:30

Vereador de Maceió, Lobão troca presidência de comissão por atuação na rua

Vereador do PR prefere estar mais presente nas ruas, junto à população e tocando projetos que desenvolve
Carlos Amaral / Tribuna Independente
Vereador Anivaldo Lobo, o Lobão (Foto: Assessoria) Vereador Anivaldo Lobo, o Lobão (Foto: Assessoria)

Único dos novos vereadores a não presidir nenhuma das 17 comissões da Câmara Municipal de Maceió (CMM), Lobão (PR) afirma que nessa condição poderá estar mais presente nas ruas, junto à população e tocando os projetos que desenvolve.

“Estou satisfeito de já integrar algumas delas [comissões]. Confesso que tenho muito que fazer na rua e não sei se, à frente de alguma comissão, isso iria atrasar nossos compromissos, que são coletivos. Eu quero meu mandato na rua e a presidência de alguma das comissões faria com que dedicasse tempo que eu usaria na rua”, diz Lobão.

Em seu segundo dia como parlamentar, ele diz que na CMM se faz basicamente o mesmo que já fazia antes de ser eleito.

“Aqui é basicamente o que já faço na rua, porém com mais estrutura. Por exemplo, ao invés de protocolar requerimentos junto aos órgãos competentes, eu o faço pela Câmara. Não quer dizer que deixarei de ir até eles, até porque lá surge alguma ideia e a gente debate com os técnicos”, diz.

Com um simples gesto, Lobão parece já ter conquistado os servidores da CMM. Ele solicitou à mesa diretora que cadeiras fossem disponibilizadas para os assessores parlamentares que acompanham as sessões dentro do plenário, o que foi atendido na sessão de quinta-feira (16).

“Tive um patrão que não deixava ninguém sentar e isso gerava uma insatisfação enorme entre os funcionários. Ontem [quarta-feira (15)], vi os assessores todos encostados na parede, cansados. A gente quer que as pessoas trabalhem da forma mais produtiva que podem, mas tem de dar algum conforto para eles”, comenta Lobão.

Servidores da Câmara terão aumento salarial

Não só com as cadeiras solicitadas pelo vereador Lobão, os servidores da CMM tem o que comemorar. Na sessão de quinta, os parlamentares aprovaram seu reajuste salarial. De foram escalonada – em que quem recebe menos terá percentual de aumento maior –, os reajustes variam de 6% a 50%.

Ao final da sessão, o presidente da CMM, Kelmann Vieira (PSDB), ressaltou que a Casa tinha o desejo de garantir a diminuição da disparidade entre os salários pagos na Casa.

“Todos os aumentos de salários aqui se deram de maneira linear em que todos recebiam o mesmo percentual, o que vinha gerando insatisfação entre os servidores. 10% para quem recebe R$ 20 mil tem um peso diferente de quem recebe mil reais”, diz Kelmann Vieira. 

Ele enfatizou que a CMM há muito tempo atua no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, por isso, os reajustes aos servidores não eram concedidos.

“Tínhamos o compromisso de que se o nosso duodécimo aumentasse, reajustaríamos os salários dos servidores. Mas é bom ressaltar que, por causa da situação econômica, o prefeito chegou a pedir que congelássemos nosso orçamento”, diz.

Em 26 de dezembro de 2016, a CMM aprovou a Lei Orçamentária Anual para 2017 e seu orçamento aumentou para R$ 60,6 milhões, cerca de R$ 2 milhões a mais.

Um dia depois, os vereadores aumentaram os próprios salários, de R$ 15 mil para R$ 18,9 mil. Porém, sua efetivação aguarda o desenrolar da Assembleia Legislativa Estadual, cujo reajuste foi vetado pelo governador, e um parecer do Ministério Público de Contas.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.